a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo do HC ...

Segunda-feira , Jan 17 2022
11

2.ª D.- Norte- Riba ...

Segunda-feira , Jan 17 2022
8

1.ª D- Resumo da UD ...

Segunda-feira , Jan 17 2022
9

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61616

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30143

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24443

Bruno de Carvalho ...

Segunda-feira , Jan 15 2018
2431

"Benfica na Luz com os ...

Quarta-feira , Jan 17 2018
948

SL Benfica- Irmãos ...

Quinta-feira , Nov 19 2015
1863

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

SLB Hoquei JoaoRodrigues Festejos SCP 4Outubro2014V
SL Benfica – Sporting CP 3-2

O Benfica venceu pela margem mínima o Sporting CP num jogo intenso, e com o resultado em suspense até ao último segundo da partida.
Quis o sortilégio do sorteio que Benfica e Sporting se encontrassem logo na jornada inaugural. Com o “Fidelidade” a apresentar uma moldura humana considerável, as equipas corresponderam dentro de rinque e durante cinquenta minutos deram o máximo para vencer.
Foram as águias as que no fim sorriram, mas tiveram que vestir o fato-macaco para garantir os 3 pontos em jogo.
O Benfica cedo inaugurou o marcador por intermédio de João Rodrigues na transformação de uma GP.
O Sporting não se atemorizou nem com o público, quase todo ele afecto aos encarnados, nem com a equipa encarnada, e a perder assumiu as despesas de jogo perante um Benfica expectante e a jogar no erro do adversário. Com o Sporting a ter mais posse de bola e a criar mais perigo junto da baliza de Trabal, foi no entanto o Benfica a aumentar a vantagem aos 16 minutos novamente pro João Rodrigues de GP. Os leões reduzem a cinco minutos do intervalo por André Pimenta mas as Águias mesmo sob o apito da mesa para o descanso voltam a facturar fazendo o 3-1, desta feita por “Carlitos” Lopez.
Resultado pesado para os leões por aquilo que tinham realizado durante o primeiro tempo, mas mostrava a diferença em termos de maturidade e sagacidade de uma e outra equipa.
A segunda metade voltou a trazer um leão afoito e ciente que poderia surpreender o favorito Benfica. E quando André Moreira reduziu para 3-2 aos três minutos de jogo, este ficou relançado.
E foi novamente e durante quase todo este período a equipa leonina a que teve mais posse de bola perante uma Águia a defender à zona e procurando nas transições rápidas aproximar-se da baliza de André Girão.
Últimos cinco minutos de jogo de parar a respiração, com as oportunidades de bola parada para uma e outra equipa a poderem sentenciar o jogo.
A 5 minutos do final da partida o Sporting beneficiou de um LD a castigar a 10.ª falta do SL Benfica mas Tiago Losna não teve arte nem Engenho para ludibriar Pedro Henriques que entretanto substituíra o guardião espanhol na defesa desta bola parada. O mesmo acabou por suceder com Carlos Nicolia que a 3.50 do fim do jogo e na marcação do LD a castigar a 10.ª falta dos Leões não facturou e viu segundos depois Ricardo Figueira ter a oportunidade de igualar a partir, desta feita na marcação de um LD a castigar um CA mostrado a Diogo Rafael. Mais uma vez, Pedro Henriques o habitual guardião suplente dos encarnados voltou a parar a bola disferida pelo capitão leonino.
E porque não há duas sem três, o Benfica tem a 13 segundos do términus da partida soberana oportunidade de dilatar e confirmar ao triunfo, mas João Rodrigues não conseguiu enganar desta vez o guarda-redes leonino na marcação da GP que dispôs.
Fica na retina o excelente espectáculo proporcionado pelas duas formações e a certeza que este Leão irá dar dores de cabeça a muita e boa gente neste nacional.
Solto, sem respeito, no bom sentido, pelo adversário, temerário, não se escondendo, este Sporting versão 2014-2015 é, ou poderá ser, um caso sério no campeonato.
Quanto ao Benfica, candidato natural ao ceptro, mostrou em alguns períodos, mazelas que a supertaça lhe infligiu, e se em termos defensivos esteve diferente para melhor comparativamente ao jogo de Albergaria-a-velha, não deixou de ser evidente algum temor perante o Sporting CP, e que poderia ter custado caro ao conjunto de Pedro Nunes.

Pavilhão “Fidelidade” – Lisboa
Árbitros: Miguel Guilherme e Luís Peixoto

SL Benfica- Guilem Trabal (GR), Válter Neves, Carlos Nicola, João Rodrigues (2), Tiago Rafael; Diogo Rafael, Esteban Abalos, Carlitos Lopez (1), Miguel Rocha e Pedro Henriques (GR)
Treinador : Pedro Nunes

Sporting CP -Angêlo Girão (GR), Ricardo Figueira, Tiago Losna, João Pinto, André Moreira (1); Andre Pimenta (1), Carlos Martins, Daniel Oliveira, Pedro Delgado, Jose Diogo Macedo (GR)
Treinador: Nuno Lopes

Foto: SL Benfica