a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Hóquei, só de 1.ª divisão

Segunda-feira , Nov 23 2020
37

Académico FC alcança ...

Segunda-feira , Nov 23 2020
67

Juventude de Viana salta ...

Segunda-feira , Nov 23 2020
78

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59636

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27521

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21929

Final portuguesa no ...

Sábado , Out 06 2018
788

Sporting CP- Caio e Tony ...

Quinta-feira , Ago 31 2017
1563

Inter-Regiões- Minho ...

Sexta-feira , Mar 27 2015
1604

Pluriform PP1

candnaalem

A equipa Suiça do Diessbach dos portugueses César Torres e Eduardo Mendes cometeu a proeza de afastar os açorianos do Candelária, num jogo decidido na marcação de grande penalidades.
Sendo assim o Diessbach vai defrontar nos quartos de final o Reus de Espanha.

Com apenas um golo de vantagem da primeira mão, o Candelária entrou a ganhar logo nos primeiros instante com o tento de Rúben Sousa.
A formação helvética não se mostrou surpreendida pela forte entrada dos açorianos e chegou ao empate aos 11' por Michel Dantas Zanini.
Volvidos dois minutos o Diessbach colocou-se na frente do marcador com Albert Galan, empatando assim a eliminatória.
Ate ao intervalo o resultado não sofreu alteração.
Na segunda parte o Candelária voltou a entrar forte e fez o empate a duas bolas novamente por Rúben Sousa.
O mesmo jogador podia ter colocado o Candelária a vencer mas falhou um livre direto.
Quem não marca arrisca-se a sofrer com o Diessbach em igual infracção a fazer o 3-2 por Pascal Kissling.
Com a eliminatória novamente empatada, os suíços começaram a acreditar e passaram para a frente da mesma com o 4-2 através do tento de Michel Dantas Zanini aos 20'.
A equipa açoriano puxou dos seus melhores atributos e reduziu por Pedro Afonso logo a seguir.
No ultimo minuto com a emoção a invadir todos os presentes, o Candelária podia ter resolvido o jogo a seu favor mas Alan Fernandez falhou um livre direto pela 10ª falta do Diessbach, levado a partida para o prolongamento.

O tempo extra começou com as equipas a jogarem pelo seguro, evitando as faltas, pelo que a primeira parte e a segunda parte não sofreu alteração em termos de resultado, passando a decisão para as grandes penalidades.

Rúben Sousa - Falhou
Pascal Kissling - Marcou
Mauro Fernandez - Marcou
David Carles - Falhou
Tiago Resende Falhou
César Torres - Marcou
Alan Fernandes- Falhou
Michel Dantas Zanini - Falhou
Pedro Afonso - Falhou