a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Miguel Fortunato- ...

Sexta-feira , Abr 03 2020
205

Reinaldo Ventura à ...

Sexta-feira , Abr 03 2020
107

Reunião FPP e Clubes da ...

Quinta-feira , Abr 02 2020
76

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58459

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26344

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20975

3.ª D- Zona C – ...

Quarta-feira , Mai 17 2017
1045

1.º Torneio Nacional ...

Sexta-feira , Jun 24 2016
1193

Elson Gomes reforça ...

Sexta-feira , Ago 29 2014
2179

interiorespluri unhas J

P6130166

AJ Salesiana – CACO 6-1

Na primeira partida referente ao escalão de Sub-17, defrontaram-se a Salesiana e o CACO com o triunfo a sorrir ao conjunto do Estoril por 6-1.
Partida com maior pendor atacante da equipa da Salesiana, mas seria a formação do Campo de Ourique a ir para o intervalo a vencer por 1-0, aproveitando da melhor maneira uma das poucas oportunidades que dispôs no primeiro tempo.
A segunda metade acabaria por tirar as dúvidas com a formação da Juventude Salesiana a deixar explicito em rinque a sua superioridade, desta vez em golos. Mais acutilante e com um hóquei mais pressionante, foi desmontando de forma gradual a defesa do Caco, primeiro empatando chegando ao 6-1 com que se atingiu o final da partida.
Triunfo justo da Salesiana que ficou à espera do outro finalista para atacar o troféu desta edição da Taça APL.

P6130194SC Torres – CRC “Os Águias” 1-2

Jogo muito equilibrado de princípio a fim com a particularidade de ter deixado o suspense no ar até ao apito final da mesa.
O SC Torres inaugurou o marcador a meio do primeiro período, mas o Águias chegaria ao empate ainda antes do intervalo, numa altura em que jogava em inferioridade numérica. Após a exclusão de um jogador da Memória com CA, a equipa de Torres Vedras dispôs de um LD que entretanto não conseguiu transformar, e seria mesmo o conjunto de Jaime Santos a chegar ao empate numa jogada individual a apanhar de surpresa a defesa torriense.
Na segunda metade manteve-se o equilíbrio na partida, mas foi o Águias a adiantar-se no marcador e a chegar pela primeira vez à vantagem no marcador.
Até final foi tempo então de a equipa da Memória fechar os caminhos da sua baliza perante um SC Torres ávido em chegar ao empate mas a não arte nem engenho para o fazer.
Destaque neste encontro para a boa exibição de Tiago Mota, o guardião do Águias, sendo, talvez, o elemento desequilibrador e o garante deste triunfo da formação da Associação de Leiria.

workshops para rodapé Noticias VernizGel