a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

2.ª- Sul- Parede abanou ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
150

Nery assina pelo Riba ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
515

2.ª Sul- Paços Arcos ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
168

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60350

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28373

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22728

Válter Neves- “Pensamos ...

Terça-feira , Fev 19 2019
745

2.ª D- Tigres de garras ...

Segunda-feira , Fev 18 2019
985

" Miccoli " regressa ao ...

Segunda-feira , Jun 25 2018
1113

10

anahpLOGO

Ficou hoje a saber-se que os três árbitros internacionais do CRA Porto, José Pinto, Joaquim Pinto e Paulo Santos pediram nos últimos dias transferência do CRA do Porto para o CRA de Aveiro, por diferendo com o atual presidente do CRA Porto, António Sampaio.
Em conversa com Ricardo Oliveira, Presidente do Sindicato da Associação Nacional de Árbitros, tentamos perceber o estado da situação e qual a resolução que se poderá esperar num futuro próximo. De acordo com a informação prestada pelo próprio, o processo está já numa fase adiantada, embora ainda haja um longo caminho a percorrer. A principal prioridade será chegar a um consenso, de modo a que a situação se resolva da melhor forma para todas as partes envolvidas, sem que haja necessidade de se proceder à transferência dos árbitros para o CRA Aveiro. Ainda assim, sabe-se também que o CRA Aveiro já respondeu formalmente ao pedido realizado pelos três árbitros em questão, aceitando a sua transferência. Apesar desta aceitação, o  processo não fica por aqui encerrado, pois competirá à CRA Porto a palavra final sobre a questão, podendo aceitar, ou não a transferência dos mesmos para Aveiro.
Certo é que esta será uma questão de grande preocupação para os clubes da AP Porto, que poderão ver três dos seus árbitros mais experientes seguirem para Aveiro, o que a acontecer, além de não resolver a questão, irá certamente deixar no ar a ideia de que algo de grave se terá passado para José Pinto, Joaquim Pinto e Paulo Santos tomarem uma decisão tão drástica.

Sponsored By:

ForcabeCursos