ng2DE2E938 989E 4278 9011 9B335FB1E192

Tó Neves no final da partida frente à Juventude Viana deixou claro o que a equipa sofreu para garantir os três pontos. Em entrevista concedida à página oficial do Clube, Tó Neves assim como Ricardo Barreiros, deram a sua opinião final sobre este encontro.
"Foi um jogo muito bem disputado. A Juventude Viana tinha uma defesa muito bem montada, a explorar o contra-ataque e com ataques muito prolongados e sempre a procurar o nervosismo da Oliveirense.
Nós estivemos mais ofensivos, com um ataque bastante dinâmicos e rápidos na procura do golo, com uma defesa bastante alta e agressiva e a Juventude de Viana conseguiu abrir o marcador e enervar a Oliveirense. Fomos à procura do resultado sempre com essas armas. Chegamos ao 3-1 e por variadíssimas vezes podíamos ter disparado o marcador e resolver o jogo, mas a Juventude de Viana nunca desmontou e o seu guarda-redes teve uma exibição brilhante e a sofremos durante 12 segundos onde nada fazia prever isso.
Fomos bastante competentes, bastante fortes e sofremos durante 12 segundos depois da Juventude de Viana ter feito o 3-2, quando o jogo estava já a acabar. A história do jogo não fazia prever esse sofrimento.
Fomos muito perdulários nas bolas paradas e na sua concretização, mas o objectivo principal foi cumprido que foi chegar ao final do jogo na frente do marcador e conquistar três pontos e isso foi atingido e estamos todos satisfeitos com isso, numa estreia que fica marcada pela ansiedade e nervosismo de toda a gente, o que era espectável e por isso apelo aos adeptos para darem confiança aos jogadores e terem paciência porque com o tempo com certeza que teremos uma Oliveirense cada vez mais forte".

Ricardo Barreiros

"Sabíamos que íamos ter um início de campeonato complicado pois jogámos contra uma equipa com ambições legítimas, contra uma equipa que tem a espinha dorsal da Oliveirense que ficou em terceiro lugar na época anterior.
Entrámos bem no jogo a criar muitas ocasiões de golo, com alguma ineficácia, mas a mantermos um ritmo alto que nos interessava.
Sofremos um golo contra a corrente do jogo, num contra-ataque. Mantivemos a toada de controlo do jogo e naturalmente chegamos a uma vantagem confortável.
Quando a Juventude de Viana subiu a defesa à procura do resultado, tivemos várias oportunidades para avolumar o resultado, mas por demérito nosso e, principalmente, mérito do guarda-redes Jorge Correia não conseguimos concretizar. Acabamos a sofrer, mas isso faz parte das grandes equipas, saber sofrer...
O mais importante foram os três pontos. Foi uma boa estreia. O resultado peca por escasso. Passamos um teste muito difícil diante de uma equipa que se pode intrometer entre os quatro candidatos.
Uma palavra para quem veio ao pavilhão. Foi um apoio muito importante numa caminhada que não queremos, nem podemos, fazer sozinhos. Obrigado".

Fonte- Página Oficial do facebook da UD Oliveirense

workshops para rodapé Noticias NailArt