a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Nuno " Miccoli " fratura ...

Quinta-feira , Fev 25 2021
154

Oliveirense aproxima-se ...

Quinta-feira , Fev 25 2021
119

No Minho fica a duvida. ...

Quarta-feira , Fev 24 2021
245

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60013

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27945

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22310

AP Minho vai a votos

Segunda-feira , Abr 13 2015
1365

Resumo 1.ª Div. 13.ª ...

Terça-feira , Jan 23 2018
1046

Reportagem FamaTV sobre ...

Quarta-feira , Jun 08 2016
2051

2 Barbeiro

PB080874

A Alcobacense CD – SC Marinhense 5-7

A partida mais aguardada da jornada sete da zona centro da 3.ª divisão jogou-se no Municipal de Alcobaça, entre as duas equipas que entravam nesta ronda empatadas na liderança da prova. O Marinhense saiu deste encontro com os três pontos no bornal e a liderar, agora, isolado na classificação geral.
E as expectativas que se geraram em volta deste encontro entre duas formações da Associação de leiria, viriam a confirmar-se, com os jogadores a darem o seu melhor na busca de um resultado que os favorecesse, e aí a maturidade e experiência do conjunto da Embra, entre outros factores, acabou por decidir o jogo para o seu lado.
Entrou melhor o Alcobacense que aos cinco minutos vencia já por 2-0, com golos de Jorge Nunes e Diogo Verde. Aproveitando alguma desconcentração da equipa da Marinha Grande, a equipa de Alcobaça ganhava uma vantagem que foi conseguindo manter por largos minutos. E só não aumentou o score porque desperdiçou entretanto um LD. O Marinhense depois de um período mais apagado surgiu mais perigoso com o decorrer deste primeiro tempo e chegaria ao empate no espaço de dois minutos, primeiro com Orlando Fernandes na conversão de uma GP e por Dário Santo, faltavam então pouco mais de quatro minutos para o intervalo.
Segunda parte com muitos golos e emoção à mistura, onde a equipa da Embra acabaria por ser mais eficaz nas bolas paradas garantindo aí o triunfo na partida.
Entrada de leão por parte do Marinhense nesta segunda metade que entre os quatro e os seis minutos marcou por três vezes, colocando o marcador em 5-3. Orlando Fernandes de GP faz o 3-2, havia 4 minutos de jogo, no minuto seguinte o mesmo jogador aumenta para 4-2 e Tiago Barros entretanto entrado na partida converte uma Grande Penalidade, pondo então o marcador em 5-3.
O jogo estava “quente”, aberto, proporcionando situações de apuro para os dois lados. O Alcobacense reduz ao minuto 8 por Jorge Nunes, numa jogada de insistência junto à baliza defendida por Márcio Ornelas, mas Tiago Barros coloca novamente a vantagem de três golos para o Marinhense ao apontar o 6-3, estavam então decorridos 12 minutos deste segundo período.
Até final maior pressão da equipa do Alcobacense que seria compensada por dois golos, apontados por Jorge Nunes e Diogo Verde, colocando o resultado em 5-6 e a deixar tudo em aberto nos últimos minutos de jogo. Aos 22 minutos pedro Coelho dispõem de um LD a penalizar a 10.ª falta do Alcobacense, mas Ricardo Silva defende, e logo na jogada seguinte é a vez da equipa da casa ter a grande oportunidade para chegar ao empate, também na sequência de um LD a castigar a 10.ª falta do Marinhense, mas Jorge Nunes, chamado a converter não conseguiu ludibriar Márcio Ornelas.
A um minuto do apito final Pedro Coelho converte um LD a castigar um CA mostrado a Diogo Verde, selando aí o resultado final desta partida.
Triunfo suado do Marinhense mas que se aceita, num jogo difícil de dirigir por parte do árbitro António Peça, que mostrou também ele, dificuldades no ajuizamento de algumas jogadas mais complexas, e que deixaram muitos protestos por parte da equipa da casa, já que nas oportunidades de bola parada conseguiu converter 4 das cinco que dispôs, ao contrário da formação orientada por Gonçalo Coelho que não teve qualquer aproveitamento nas mesmas situações (2 LD).
Com este triunfo a equipa do SC Marinhense isola-se no comando, somando 19 pontos, seguido agora da dupla Juventude Ouriense e A Alcobacense CD, com menos 3 pontos, mas com a formação de Ourém com menos um jogo realizado. Referência para o facto de J. Ouriense e SC Marinhense ainda não conhecerem o sabor amargo da derrota, tendo apenas cedido um empate, curiosamente na partida entre elas realizado.

workshops para rodapé Noticias NailArt