a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Águias começam fase ...

Domingo , Jan 23 2022
10

Oliveirense está nos 16 ...

Domingo , Jan 23 2022
7

HC Braga “salta” da Taça ...

Domingo , Jan 23 2022
9

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61640

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30165

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24457

3.ª Div. Norte disputou ...

Terça-feira , Abr 05 2016
1331

Nacional de sub 15/Norte ...

Quarta-feira , Mar 14 2018
1100

Paulo Freitas- “Nós ...

Segunda-feira , Dez 20 2021
113

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

12270397 1678588025686991 474865757 n

AD Sanjoanense – HA Cambra 4-3

Foi à custa do Cambra que a Sanjoanense conseguiu os primeiros pontos no campeonato, num jogo onde teve que correr atrás de um resultado negativo e onde a estrelinha acabaria por aparecer nos segundos finais para somar os três pontos. Ricardo “Piolho” Ramos do Cambra, com um hat trik bem que tentou que a sua equipa não saísse do Pavilhão de S. João da Madeira sem qualquer ponto, mas isso acabou mesmo por não ser possível, pelo golo que João Oliveira marcaria já no último minuto e que garantiu o triunfo à Sanjoanense.
Primeira metade equilibrada e nem sempre bem jogada com as equipas a recolherem aos balneários com o resultado a registar um empate a uma bola, com os golos a serem apontados por “Piolho” que abriu o activo na partida e Tiago Ferraz da Sanjoanense.
Segundo tempo com a partida a registar mais emoção, e com mais velocidade, embora o equilíbrio fosse nota dominante, até na marcha do marcador neste período. O Cambra voltaria a adiantar-se no início desta etapa complementar, com a Sanjoanense a empatar pouco depois por Gil Vicente e a chegar pela primeira vez à dianteira do placar a meio deste período, com o golo de Chico Barreira, quendo fez o 3-2. O Cambra empataria a quatro minutos do final do jogo pelo inevitável “Piolho” que fazia aqui o hat trik, mas a estrelinha estava do lado da formação de Vítor Pereira quando João Oliveira fez o 4-3 para a Sanjoanense a menos de um minuto do términus do jogo.
Em suma um triunfo que valeu mais pelo resultado propriamente dito que pela exibição, mas que independentemente disso, se justificou pela entrega dos alvinegros neste encontro, e valorizada pela atitude do conjunto que viajou de Vale do Cambra, que nunca baixou os braços e viu fugir-lhe o empate mesmo no final da partida.

Foto: António Anacleto