a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Aveiro organiza Curso ...

Quinta-feira , Fev 25 2021
18

Ferran Font- “o nosso ...

Quinta-feira , Fev 25 2021
57

Reinaldo Garcia- “Vai ...

Quinta-feira , Fev 25 2021
64

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60014

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27946

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22311

Hugo Gaidão é o novo ...

Quinta-feira , Dez 17 2020
547

TP- “Hat Trick” de Di ...

Sábado , Dez 19 2020
135

Vasco Miranda reforça ...

Terça-feira , Ago 09 2016
3126

2 Barbeiro

Capturar3

Marítimo SC – HC “Os Tigres” 4-3

O Tigres deu-se mal com os ares dos Açores, perdendo os primeiros pontos desde que Diogo Ganchas pegou na equipa. Definitivamente os Ribatejanos não se dão com as ilhas açorianas. Se o SC Tomar passou as “passas do Algarve” à quinze dias quando visitaram a Cidade de Ponta Delgada, tendo vencido in extremis, num jogo atípico, desta feita foi o Tigres de Almeirim a não conseguir sair do colete de forças que a equipa de júlio Soares montou para esta partida.
Começou cedo a vantagem para o Marítimo, perante um Tigres lento e com falta de ideias para contrariar a defensiva local. Com o correr dos minutos a formação ribatejana a conseguir entrar no jogo, a ser mais perigosa e a inverter a seu favor o resultado com André Gaspar e Bruno Delgado, este já no último minuto da primeira parte a levar a equipa de Almeirim para o intervalo a vencer por 2-1.
O Marítimo aos cinco minutos da segunda metade volta a empatar, por intermédio de Pedro Soares na marcação de uma GP, mas poucos segundos depois o camisola cinco do Tigres, André Gaspar volta a colocar a sua equipa em vantagem na sequência de um LD.
Estava relançada a partida, mas o Tigres nunca conseguiu estabilizar o seu jogo, com o Marítimo a aproveitar, com o correr dos minutos dos nervos miudinhos que se foram apoderando da equipa ribatejana.
Júlio Soares volta a empatar ao não desperdiçar um LD estavam então decorridos 7 minutos de jogo. Muito tempo ainda para se jogar, mas as picardias e a experiência dos jogadores açorianos foram travando as investidas do Tigres.
Jogo algo incaracterístico, com a formação de Almeirim a nunca conseguir estabilizar o seu jogo, com muitas desatenções tanto defensivas como ofensivas, a que o Marítimo foi agradecendo. E é Tiago Leite ao minuto vinte e dois que coloca a formação insular a vencer pela segunda vez na partida. Minutos finais de muitos nervos, frenéticos, mas a bola teimosamente acabou por não entrar em nenhuma das balizas.
Triunfo inesperado do Marítimo mas que “cai que nem ginjas” ao conjunto açoriano, enquanto que do lado da formação de Almeirim, é um pequeno murro no estomago, já que perde pontos para a concorrência directa, onde curiosamente alguns deles também escorregaram este fim de semana.

Após esta jornada 16, o HC “Os Tigres” somam 31 pontos, tantos como o SL Benfica- B e HCP Grândola, todos na terceira posição e a um ponto do HC Sintra que mantem o 2.º lugar.
O Marítimo SC mantem-se abaixo da linha de água, com 12 pontos, mas a aproximar-se do Sesimbra que é a ultima acima da zona de descida, e que conta com 15 pontos.

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação