a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Nomeações de 1 a 4 de ...

Sexta-feira , Set 30 2022
13

“temos de estar na nossa ...

Sexta-feira , Set 30 2022
9

2.ª Divisão arranca este ...

Sexta-feira , Set 30 2022
13

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62448

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31353

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25389

II Taça Zé Natário ...

Quarta-feira , Out 11 2017
1308

Adeptos da Sanjoanense ...

Sábado , Mai 23 2020
925

1.ª D- Turquel e Braga ...

Segunda-feira , Nov 25 2019
1142

1 9 Cabeleireiro unissexo 3 Outubro

hoqueisenioresjogosanjoanenseviana2

Sporting CP – HC Braga 4-3

Triunfo suado e arrancado a ferros, do Sporting CP sobre o HC Braga, num jogo onde os leões tiveram que trabalhar muito, para garantir os três pontos em disputa. Jogo intenso, rápido com muitas bolas paradas e uma ponta final com “mosquistos por cordas” e onde o Braga saiu penalizado com alguns vermelhos por meio.
O golo madrugador para o Braga apontado por Ângelo Fernandes logo ao terceiro minuto, também ajudou para que o jogo do Sporting não conseguisse fluir. Ao invés o Braga soube travar o ataque leonino, e em contra ataques criava perigo junto à baliza de Girão.
Com Diogo Almeida a mostrar-se quase intransponível, e bem secundado pelos colegas da defesa, o Sporting mostrava dificuldades acrescidas, mas o golo que chegaria aos 11 minutos, por André Centeno.
Mas mais uma vez seria o Braga a ganhar vantagem por João Campos ao minuto 16, e voltava o Sporting a ter que se aplicar para anular a desvantagem que aconteceu aos 20 minutos por Daniel Oliveira “Poka” de GP depois de Luís Viana dois minutos antes ter desperdiçado também uma GP.
A segunda parte trouxe o Sporting mais mexido, mas as dificuldades mantiveram-se para o conjunto leonino, muito por culpa de um Braga que fazia do seu colectivo uma das armas para travar a impetuosidade leonina.
Mas de tanto forçar, o Sporting chegaria pela primeira vez à vantagem por Luís Viana de GP aos 10 minutos, mas já antes disso “Poka” tinha desperdiçado uma GP com o HC Braga a não conseguir ganhar vantagem quando aos 10 minutos Rúben Sousa desperdiçou um LD a penalizar a 10.ª falta leonina.
Pensava-se que o Sporting em vantagem serenasse, mas isso nunca chegou a acontecer. Muitos nervos de parte a parte com o Sporting e o Braga a desperdiçarem bolas paradas no espaço de um minuto. Primeiro Ruben Sousa aos 13 minutos, a ver um Azul e na sequência “Cacau” a não conseguir apontar o LD, e no minuto seguinte foi a vez de André Centeno ser excluído com um Azul mas “Bekas” a não conseguir enganar Girão.
E acabou por ser Braga a chegar ao empate aos 21 minutos por Ruben Sousa, numa fase de jogo aberto com as equipas a apostarem nos contra ataques e a deixar com os nervos em franja quem estivesse a puxar por qualquer das equipas.
Os minutos finais seriam frenéticos, e com muitos casos, fruto da intensidade que os jogadores puserem em pista.
Luís Viana a dois minutos do final da partida consegue então fazer o 4-3, e praticamente acabou aí este jogo, já que o Braga viu Tiago Jorge (entrou antes do tempo), Vitor Silva (Tr) e um dirigente do Braga.

Triunfo que de qualquer forma se aceita por inteiro para o conjunto leonino frente a um Braga que veio até Torres Vedras sem complexos e procurou surpreender o Sporting procurando jogar muitas vezes no erro leonino, e quase conseguia.

Foto- planete-sporting.blogspot.com

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeSobrancelha