a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

OC Barcelos perde na Luz ...

Sábado , Abr 17 2021
5

Nelson Mateus vai falar ...

Sexta-feira , Abr 16 2021
122

Vasco da Gama abdica de ...

Sexta-feira , Abr 16 2021
215

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60161

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28144

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22516

CN Norte Sub13: 4.ª ...

Terça-feira , Mar 08 2016
1393

Paulo Freitas: "Queremos ...

Quarta-feira , Fev 21 2018
796

Raul Meca fractura dedo ...

Domingo , Dez 27 2015
1936

3 Massagista Essencial 2

Porto e Lisboa, as duas equipas candidatas a seguirem para as meias finais a vencerem os seus encontros relativos à 2.ª jornada do Grupo B. Se a Selecção Alfacinha nõ teve dificuldades de maior para levar de vencida o seleccionado de Setúbal, já o Porto teve que vestir “fato macaco” para segurar o triunfo sobre a Selecção de Coimbra.

AP Coimbra – AP Porto 2-3

12119757 10205685718443598 1842519023 o

Quem diz que os favoritos não sofrem? Aconteceu nesta partida, onde o seleccionado do Porto era clara favorita teve que sofrer a bom sofrer para somar os três pontos neste encontro.
A AP Porto entrou mais forte, a mandar na partida, foi superior no primeiro período onde dispôs de várias ocasiões para dilatar o marcador chegando mesmo ao intervalo a vencer por 3-0. Tudo parecia fácil para o conjunto de João Camões, mas a segunda parte desfez esse equívoco, muito por culpa da Selecção de Coimbra que veio para a etapa complementar desfigurada, para melhor. Assumiu o jogo, empurrou o Porto para o seu meio rinque, chegou ao 3-2.
Não conseguiram a remontada, mas deixaram a “pele” em campo. Se ontem frente ao Ribatejo tinham deixado uma excelente imagem de entrega e raça, que acabaria por garantir, também no segundo tempo, o triunfo, isso neste jogo ficou patente, com uma segunda parte enorme, que acabou por assustar o Porto, uma das grandes favoritas a vencer esta prova, que acabou por vencer este jogo, mas que aqui, não ganhou para o susto.
Pela AP Porto João Pereira, Carlos Dias e Diogo Barata foram os autores dos golos, do lado de Coimbra foram Francisco Monteiro e Martin Costa o marcadores neste encontro referente à segunda jornada do Grupo B.

AP Setúbal – AP Lisboa 0-7

12527987 10205686114733505 1620534176 n

Lisboa que só agora entrou na prova (folgou na primeira jornada), começou da melhor maneira a sua participação nesta 40.ª edição do Inter-regiões ao golear a Selecção de Setúbal por 7-0.
Primeiros minutos de estudo de parte a parte, embora com maior pendor atacante do seleccionado lisboeta com o primeiro golo para Lisboa a aparecer ao minuto seis por intermédio de Gustavo Pato. Pouco depois e fruto da maior pressão sobre a defesa setubalense, Lisboa fez mais dois golos num minuto (aos 11 e 12 minutos) por Bruno Santos e Miguel Fortunato. Até ao intervalo foi quase sempre a equipa de Lisboa a estar mais perto de aumentar a vantagem, mas o resultado não se alteraria.
Entrada fortíssima, de Lisboa que ao minuto inicial do tempo complementar aumentou para 4-0 por Paolo Dias e dois minutos depois a aumentar para 5-0 por Bruno Santos.
Se dúvidas houvesse, desfaziam-se, e até final foi um jogo de quase sentido único. Valeu a entrega dos guardiões de Setúbal para minimizar os estragos, mas ainda Setúbal ainda sofreu mais dois golos apontados já no minuto final do jogo. Diogo Marquês e Duarte Rodrigues a serem os autores do sexto e sétimo golo alfacinha.

Foto- David Veiga/hoqueipatins.pt

workshops para rodapé Noticias PenteadosdeNoiva