a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Liga Placard- resumo ...

Segunda-feira , Set 26 2022
33

CNF- Zona Centro- ...

Segunda-feira , Set 26 2022
17

Liga Placard- Resumo SC ...

Segunda-feira , Set 26 2022
35

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62431

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31292

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25386

CMSUB20- “Squadra ...

Terça-feira , Set 22 2015
1872

Equipas de formação do ...

Terça-feira , Ago 29 2017
1719

Saiba quais os ...

Terça-feira , Jun 07 2016
2981

Nail Art Nível I 19 Setembro


9d967665 f2a7 407c a7cb c5c455887a1f

Um dos dirigentes mais mediáticos e influentes do panorama nacional e hóquei em Patins, deu por terminado o seu ciclo como dirigente associativo, ao passar o testemunho a uma nova direcção, agora presidida por João Pires.
Foram duas décadas dedicadas à modalidade.
Foram 9 anos como dirigente, mais de sete como presidente da Associação de Patinagem de Lisboa, ciclo que terminou no passado dia 22 de maio com a passagem de testemunho à nova direcção, ato que teve lugar no Auditório da Câmara Municipal de Odivelas, repleto, que serviu para Luís Nascimento, presidente cessante, despedir-se, não sem que a sua direcção agraciasse várias individualidades ligadas ao Hóquei em Patins, Patinagem Artística e Patinagem de Velocidade.
Luís Nascimento, que entre 1995 e 2007 foi dirigente do FC Alverca e SL Benfica, tendo sido membro do Gedinfor da APL desde Novembro de 2001, a que se seguiu o cargo de Vice-Presidente de Comité de Hóquei em Patins da APL, fez durante os seus dois mandatos a Associação de Patinagem de Lisboa como a maior do País, deixando atrás de si um número ímpar de melhoramentos e engrandecimento como foi o caso recente de apoio aos clubes filiados nas deslocações às ilhas da Madeira e Açores, permitindo a participação de mais equipas nas provas nacionais, a colaboração com as Associações limítrofes, o aumento de mil para três mil jogos por época, mais e melhor competição, a aposta no hóquei feminino, a implementação do Mini-Hóquei, assim como o regresso da Patinagem de Velocidade, modalidade que hoje já conta com 5 clubes no distrito de Lisboa, trabalho que no espaço de sete anos levou a um aumento de 30% de praticantes no Hóquei em Patins e a duplicação de atletas na Patinagem Artística.
A imagem, divulgação e colaboração em eventos, através da criação da APLisboaTV e a modernização do site da APL, foi outra aposta ganha por Luís Nascimento, cuja direcção aumentou e melhorou as infra-estruturas na sede, deixando atrás de si uma situação estável para os novos órgãos sociais, tal como tinha acontecido com a passagem de testemunho da anterior.
No discurso de despedida, onde focou o mais relevante dos dois mandatos da sua direcção, Luís Nascimento deixou claro que iria continuar ligado à patinagem, o que levou os muitos presentes a aplaudir esse facto, já que o seu nome tem estado ultimamente, por muitos clubes, associado à presidência da Federação de Patinagem.

Deixamos aqui na íntegra o discurso de Luís Nascimento aquando da sua sessação de Mandato:

Cumprimento os Exmos Senhores:
Presidente da FPP, Fernando Claro
Adjunta do Vereador da CM Odivelas, Maria José Xavier
Presidente da AP Aveiro, Eng José Saraiva
Presidente da Assembleia da Associação Nacional de Clubes Patinagem, Adriano Martins
Presidente da Direção da Assembleia Nacional de Clubes, Rui Carvalho
Presidente da Associação Nacional de Treinadores de HP, Sr. Francisco Janelas
Associação Nacional de Árbitros de HP, Srs. Luís Peixoto e Ricardo Leão
Sócios de Mérito
Representantes dos Clubes Filiados na AP Lisboa
Órgãos Sociais, Colaboradores da AP Lisboa
Futuros elementos dos Órgãos Sociais da AP Lisboa
Futuros filiados de mérito da AP Lisboa
Sponsors da AP Lisboa
Minhas Senhoras e Meus senhores

A Vossa presença transmite dignidade ao acto de tomada de posse da nova Direção.
É um reconhecimento para quem termina as suas funções e dá motivação a quem inicia uma nobre missão em prol da patinagem.
Mas hoje estou aqui essencialmente para falar:
Termina um ciclo de que iniciou em 2007.
Realçar os valores e referências (António Mestre e Padre Miguel
Realçar o que foi a minha colaboração com a AP Lisboa e de todos os que me acompanharam e tornaram possível todos os objetivos traçados e cumprida com êxito a missão que nos propusemos
Agradecer a todos que estiveram ao nosso lado nesta caminhada
Motivar os novos dirigentes da AP Lisboa
Início
Tomei posse na AP Lisboa a 6 de Junho de 2007 como vice-presidente para o HP e em 2009 como Presidente e levava comigo objetivos bem definidos para a Patinagem (HP, PA e PV)
Demografia federada:
Aumentámos mais de 30% dos praticantes do HP
Duplicamos os atletas da Patinagem Artística
Em 2009, apostámos no reaparecimento da Patinagem de Velocidade e hoje é uma realidade já com meia dúzia de clubes e ao estarmos associados aos grandes eventos desportivos em Lisboa.
Apostámos fortemente na imagem e divulgação dos eventos da AP Lisboa e dos seus clubes.
Diferenciámo-nos e criámos notoriedade
Aumentámos e melhorámos as nossas infra-estruturas
Para isso foram importantes, e tivemos como referência projectos fundamentais:
Crescer e Aprender a patinar
Projeto Deteção de Talentos.
Projeto Jovem Praticante
Projeto Sénior
Marketing e Comunicação (AP Lisboa TV+ Site)
Desenvolvemos outros projetos federativos e adaptámos
Pioneiros na implementação do Mini-Hóquei
Torneio Concentrados Sub 20 Fem
Apostamos forte no hóquei feminino com propostas arrojadas e que hoje são uma realidade
O que conseguimos:
Proporcionar mais e melhor competição
Melhorámos a qualidade dos praticantes
Aumentámos de 1000 para 3000 jogos por época
Ajudámos e colaborámos com as AP Límitrofes
Apoiamos os clubes filiados nas deslocações às ilhas, permitindo a participação de mais equipas nas provas nacionais

Agradecimentos
Responsáveis
Situação estável Direção anterior (Vítor Martins, Domingos Pité e Carlos Fortunato), Organização e estabilidade
Muito trabalho, sacrifício e envolvimentos dos dirigentes que passaram pela AP Lisboa nestes dois mandatos.
Dos colaboradores e funcionários
Da arbitragem
Dos clubes
Dos praticantes
Galardoados
O que representam.
Referência e motivação para outros
(desenvolver as áreas)
Nova direção.
Votos de um bom trabalho
O meu futuro
Despedida com um até já!

A minha passagem como Diretor pelo FC Alverca, entre 1995 e 2006, e pelo SL Benfica, de 2006 a 2007, para além de membro do Gedinfor da APL desde 29 de Novembro de 2001, a que se seguiu o cargo de Vice-Presidente de Comité de Hóquei em Patins da APL a partir de 6 de Julho de 2007, levou a me candidatasse à presidência da Direção da Associação de Patinagem de Lisboa, com um projeto, não só para o hóquei em patins mas para as outras modalidades, pois era fundamental dar um salto qualitativo para evitar a estagnação que se adivinhava na altura.

Tomei posse que a 24 de Abril de 2009, foram 7 anos de trabalho à frente de uma direção que vai agora passar o testemunho à nova direção presidida por João Magalhães Pires, com a certeza que deixo um caminho melhor pelo muito que fizemos em prol dos Clubes e atletas do distrito de Lisboa, das modalidades, do crescimento e envolvimento da Associação de Patinagem de Lisboa nos grandes acontecimentos que tiveram lugar nestes dois mandatos.

Duas direções que levaram a efeito:
• A implementação e Dinamização do Torneio Inter-Zonas.
• A criação do Campeonato Regional Seniores (através deste campeonato deu-se um passo grande para a realização do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão).
• Aumento do número de jogos de Hóquei em Patins.
• Proporcionar mais competição aos clubes de outras associações, nomeadamente AP Ribatejo e AP Leiria que participam regularmente nas competições organizadas pela Associação de Patinagem de Lisboa.
• A divulgação, incremento e aumento do número de atletas nas três especialidades de patinagem (Hóquei Patins, Patinagem Artística e Patinagem Velocidade) sendo atualmente a Associação de Patinagem com mais atletas inscritos a nível nacional.
• O regresso da Patinagem de Velocidade à Associação de Patinagem de Lisboa, que atualmente participa em várias provas de prestígio, como a Corrida da Mulher e a Vitalis 7K.
• O protocolo com os clubes que se deslocam às ilhas, permitindo assim a inscrição de muitos clubes da área de jurisdição de Lisboa nos Campeonatos Nacionais da 3.ª Divisão, e manutenção dos clubes nos Campeonatos da 2.ª e 1.ª Divisão.
• A criação da APLisboaTV e a modernização do site da APL.

Está na hora da minha saída, penso que com dever cumprido em quase todos os aspetos, resta-me agradecer a todos os que me acompanharam durante estes 8 anos a cooperação e a forma generosa como trabalharam em prol da APL, assim como a colaboração inestimável de todo o pessoal da Associação, dos Clubes, atletas, restantes associações e Federação nestes dois mandatos que agora chegam ao fim. O meu Obrigado.

Luís Nascimento”

workshops para rodapé Noticias EscovaProgressiva