esteves 1

Estivemos à conversa com David Gonçalves, o actual técnico da equipa do Marinhense, eque está de saída, pelo menos como trinador quenos deixou uma pequena pers+ectiva da temporada histórica que a equipa está a viver.

PLR- Com a época a terminar, embora ainda com muito em jogo, que balanço fazes deste nacional?
DG- Posso dizer que foi uma época bem-sucedida, pois conseguimos subir divisão e assegurar o primeiro lugar do grupo, falta mais uma etapa nesta época que é ser campeão nacional, sabemos das dificuldades que vão aparecer mas vamos estar preparados.

PLR- Fizeste a tua estreia como técnico, num Clube com um historial de respeito, e com objectivos esta temporada bem altos. Olhando para trás valeu a pena este investimento?
DG- Este investimento valeu a pena, conseguimos os objectivos a que nos propusemos, mas quando falamos em investimentos poderemos estar a falar de coisas diferentes e para que não haja duvidas não há ninguém no marinhense com salários, prémios de jogo ou algo do género, somos atletas que pagamos para jogar, que passamos várias horas e fins de semana em grupo fora da família mas que há uma coisa que nos une, vontade de ser melhor, objectivos aliciantes, lutar por esses mesmos objectivos entre outras coisas. E aqui deixo uma mensagem a todas as pessoas que suportam estes jogadores como as mulheres/namoradas família de agradecimento, mas principalmente a minha mulher que muitas vezes faz de mãe e pai e abdica de muita coisa so para que eu consiga lutar pelos objectivos a que me propus.

PLR- Não deixaste num entanto de manter a tua veia de jogador. Como foi conciliar estes dois aspectos? O grupo olhava para ti como técnico ou treinador?
DG-O grupo olhava para mim como mais uma pessoa que estava la para contribuir, para ajudar aos objectivos, sei que aqui na zona estamos limitados de qualidade de jogadores e eu nao sendo o melhor jogador do mundo acrescento muita qualidade neste plantel e este ano que ainda nao acabou tenho feito o "suficiente" para estar bem, dou muita prioridade ao grupo de trabalho e abdiquei muito de mim como jogador mas tendo eu 2 papeis neste grupo achei que fiz o que tinha que fazer.

PLR- Falando agora um pouco do futuro, há rumores que deverás estar de saída, enquanto técnico. A ser verdade, é uma opção tua, ou dos responsáveis do Clube?
DG-A minha saída como técnico já estava confirmada há já algum tempo quando a direcção falou comigo e eu propus ficar como jogador e caso não encontrassem algum treinador que não tinha problemas em assumir treinador /jogador, e expliquei que não ia abdicar de ser jogador pois sinto que ainda tenho muito a aprender e a dar.

PLR- Outra questão que assalta os mais atentos, passa pelo facto de saber, se continuarás como jogador na equipa que agora vai subir de divisão?
DG- Nada está decidido se fico ou não no marinhense, o que me move neste momento são objectivos aliciantes e que façam valer a pena, eu gostava de lutar por títulos, por subidas, sabendo eu que é difícil, mas de outra forma não vale a pena.

PLR- Numa questão hipotética, da tua saída do SC Marinhense, que projecto têm para o teu futuro no hóquei patins?
DG- Hipoteticamente eu saindo do marinhense e não estando eu para fazer muitos Km, só há o BIR que é uma casa onde dei os primeiros passos e que nunca joguei nos seniores que teria muito gosto em voltar um dia onde iria acrescentar qualidade, AACD onde fui campeão nacional quando ninguém acreditava e sei que tenho uma porta sempre aberta e estando eu lá eramos mais uns a lutar pelo titulo de subida, ourem onde nunca passei mas que se la estivesse não tenho duvidas que eramos certamente também mais uma equipa a lutar pelo titulo de subida.

PLR- O SC Marinhense entretanto já confirmou o novo técnico para a equipa. Trata-se de Tiago Sousa que vem do HC Mealhada.

DG- O novo treinador do marinhense para o ano penso que seja uma opção bastante valida. Como treinador é mais um a lutar por ele onde não tem muito historial nem provas dadas, como jogador passou por excelentes clubes onde passou por muitas situações e ouviu muita coisa. Estando ele sempre entre os melhores são uma pessoa certamente que sabe de hóquei onde à partida garantem-lhe um bom grupo para ele trabalhar e de certeza que está mega motivado para mostrar trabalho e dar-se ainda mais a conhecer como treinador. E dar-lhe os parabéns e desejar-lhe boa sorte por ter assinado por um clube onde tem um bom historial de hóquei.

workshops para rodapé Noticias AutoManicura