a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

FPP- Nomeações de 7 a 14 ...

Quarta-feira , Dez 07 2022
11

CD Paço Arcos soma o ...

Segunda-feira , Dez 05 2022
32

Liga Placard- resumo da ...

Segunda-feira , Dez 05 2022
32

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62775

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31611

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25617

AP Lisboa- Treino da ...

Quinta-feira , Mar 02 2017
2155

Diogo Pereira- “queremos ...

Sexta-feira , Fev 17 2017
1945

Miguel Rocha e o CH ...

Terça-feira , Nov 25 2014
2554

6 10Massagista Inícial

AP 3.ª D Marinhense vence em jogo polémico

SC Marinhense – ADJ Vila-Praia 7-5

O Marinhense entrou da melhor forma nesta fase de apuramento de Campeão Nacional da 3.ª Divisão ao vencer na Embra o Vila-Praia por 7-5, num jogo que teve na dupla de arbitragem do Ribatejo os elementos em destaque, mas pela negativa.
Partida entre dois conjunto s que praticaram excelente hóquei, num jogo equilibrado embora com o Marinhense a ser perdulário em situações que normalmente não perdoa.
Primeira parte com as equipas a encaixarem-se e a tentar surpreender no erro adversário.
Foi a equipa do Marinhense a inaugurar o marcador por Pedro Coelho, mas a resposta dos minhotos foi certeira com Eduardo Amorim (de GP) e César Pinheiro a darem a volta ao resultado. Nova reviravolta no marcador, desta feita para o Marinhense com André Ramos a empatar e Pedro Coelho a fazer alguns minutos depois o 3-2. Durou pouco a vantagem da equipa da casa porque o Vila-Praia por intermédio de Rafael Almeida fez o empate a 3 bolas mas ainda antes do intervalo Dário Santo numa recarga a uma GP que favoreceu o Marinhense levou a equipa da Capital do Vidro em vantagem para o descanso por 4-3.
O Vila- Pria entrou no segundo período disposto a lutar pelo jogo e logo aos tres minuto do reatamento empatou o marcador por César Pinheiro na transformação de uma GP.
Jogo aberto, com as duas equipas a tentarem surpreender e ganhar vantagem que chega mais uma vez para a equipa visitante com Eduardo Chavarria a colocar a equipa minhota em vantagem por 5-4.
Mas o que estava a ser um excelente espectáculo de HP acabou por ser manchado numa jogada onde Eduardo Amorim, supostamente é tocado pelo guardião da equipa da casa, com os árbirtros a deixarem seguir a jogada. “Esteves” o actual treinador/jogador sofre na sequencia do contra ataque uma falta punível de CA, sururu montado entre os elementos da equipa minhota e a dupla de arbitragem, e a partir daí, se as coisas já estavam “meio entornadas”, o caldo entornou-se definitivamente.
O Marinhense acabou por ser a equipa mais serena nesse período e acabaria por fazer a remontada e chegar ao 7-5 com golos de Pedro Coelho (a bisar) e Orlando Fernandes.
Triunfo da equipa do Marinhense que se pode aceitar pelo que mostrou em rinque e pelas oportunidades que teve, perante um Vila- Praia que vendeu bem cara a derrota, mostrou ser uma equipa de excelente qualidade, mas as incidências extra jogo, mancharam de forma indelével o jogo que diga-se merecia uma outra arbitragem.

Foto- SC Marinhense

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha