a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

16 Avos de Final da Taça ...

Segunda-feira , Jan 24 2022
25

2.ª Sul- AE Física D ...

Segunda-feira , Jan 24 2022
19

TP- Parede vence ...

Segunda-feira , Jan 24 2022
18

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61645

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30166

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24459

HF- Benfica soma 4.ª ...

Segunda-feira , Nov 26 2018
910

"Sérgio Rita não esquece ...

Sexta-feira , Jul 13 2018
2392

Seleção Nacional goleia ...

Sábado , Nov 20 2021
112

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

cart fpp

O CARTaipense responde à decisão do Concelho de Disciplina da FPP, ainda acerca do jogo entre a ACD Gulpilhares e o CART, através de um comunicado emitido esta segunda feira onde explanam as razões da sua discordância complementando essa posição com documentação enviada à FPP.
Deixamos aqui na integra o teor do comunicado

COMUNICADO DO CARTAIPENSE

Que, na sequencia da decisão do Conselho de Disciplina da F.P.P. proferida no processo
de inquérito nº2139/16 acerca do jogo A.C.D. Gulpilhares – C.A.R.T., entende dever
proferir:

1º- Lamenta que nesse processo de inquérito o C.A.R.T. nem sequer tenha sido ouvido;

2º- Discorda totalmente desta decisão do C.D. da F.P.P. que, apesar de reconhecer que os
jogos do campeonato da III divisão disputam-se ao domingo pelas 18h e para que sejam
realizados noutro dia é necessário cumprir as condições do art.69º nº3 do R.G.H.P.: acordo
escrito entre ambos os clubes, com fundamento quer numa mensagem de correio
eletrónico, de 21/9/15, do A.C.R. Gulpilhares remetida a todos os clubes explicando que ia
jogar às sextas à noite, quer no comunicado nº37/2015, de 17/9/15, que publicou o
calendário oficial da época, quer ainda na agenda semanal no site da F.P.P. que agendaram
este jogo para sexta 22/4/16, e, pasme-se, porque o C.A.R.T. não publicou na sua agenda
de facebook qualquer jogo nem a 22, 23, 24 ou 25, e sobretudo porque o C.A.R.T., perante
tais comunicações do A.C.R. Gulpilhares e da F.P.P., ao alegadamente remeter-se ao
silêncio, desde 17/9/15, considera que o C.A.R.T. tacitamente consentiu, emitindo a
necessária declaração negocial tácita à uma alteração que regulamentarmente
deveria ser expressa, formal e escrita.

3º- Considera este entendimento do C.D. da F.P.P. juridicamente absurdo ao atribuir ao
alegado silêncio do C.A.R.T. para alterar a data dum jogo, o valor de declaração negocial
tácita para suprir a falta de acordo formal e escrito, único previsto em termos
regulamentares.

4º- Comunica ser absolutamente falso que o C.A.R.T. se tenha remetido ao silêncio desde
17/9/15 data do comunicado nº37/2015 da F.P.P. que publicou o calendário oficial da
época, uma vez que, por duas vezes, exprimiu junto da Comité Técnico e Desportivo
do Hóquei em Patins da F.P.P. a sua discordância quanto à alteração da data oficial
do jogo de domingo para a sexta feira sem o seu acordo, fê-lo, uma primeira vez, a
15/9/15, e que mereceu resposta deste C.T.D.H.P. dando razão ao C.A.R.T. e que tal
alteração só poderia acontecer com acordo do C.A.R.T., e, a 17/9/15, no próprio dia da
publicação do calendário oficial, o C.A.R.T. interpelou novamente o C.T.D.H.P. da F.P.P.
denunciando a falta do necessário acordo do C.A.R.T. para esta alteração do jogo nº719 de
domingo à tarde para sexta à noite.

5º- Exige a demissão dos membros do C.T.D.H.P. da F.P.P. porque, em face do que se
lê da decisão do C.D. da F.P.P. que solicitou a este C.T.D.H.P. esclarecimentos escritos,
ocultaram ao C.D. da F.P.P. os dois e-mails do C.A.R.T. de 15/9/15 e de 17/9/15, levando
erradamente o C.D. da F.P.P. a decidir atribuindo ao alegado silêncio do C.A.R.T., que
pelo que se acaba de expor afinal nunca existiu, o valor de consentimento tácito para
alteração da data do jogo nº719 de domingo à tarde para sexta à noite e ainda porque não
fizeram, em tempo útil, o que lhes competia, reposição da data/hora normal do jogo até ser
eventualmente alterada por acordo formal e escrito de ambos os clubes, gerando esta
negligência do C.T.D.H.P. este imbróglio

6º- O C.A.R.T. pugnará pela defesa dos seus interesses e, sobretudo, do seu bom nome e
está, desta vez, a ponderar o recurso ao tribunal, como única via para ver reposta a
legalidade e pôr cobro aos graves atropelos que vêm sendo perpetrados por meio de
entendimentos e interpretações que derrogam o expressamente estatuído
regulamentarmente e que lesam o hóquei em patins.

Caldas das Taipas, 20 de junho de 2016

Ficam aqui à disposição a troca de informação entre o Clube CART e a FPP


01 * 02 * 03

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo