a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Alexandre Silva, é ...

Terça-feira , Mai 26 2020
107

HC Braga começa a ...

Terça-feira , Mai 26 2020
99

FPP- Cursos de ...

Terça-feira , Mai 26 2020
57

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58753

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26616

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21218

Marin confirmado no ...

Terça-feira , Jun 19 2018
2158

1º Torneio APC / EKIS já ...

Segunda-feira , Jul 28 2014
2063

“Cacau” - “Temos de ...

Sábado , Mar 19 2016
980

pluri unhas J

13494891 10153966921926263 6277582281500148330 n

Estivemos à conversa com Vítor Pereira, que este será treinador do HA Cambra, equipa que disputará o Campeonato Nacional da 2.ª Divisão. Depois de ter ajudado a AD Sanjoanense a garantir a subida de divisão e depois a permanência nas duas últimas temporadas, os objetivos agora são outros, bem como o clube. Quisemos perceber a perspetiva do técnico e o que se pode esperar da sua equipa para esta temporada que está prestes a começar.

Plurisports (PLR): Qual o balanço que fazes da temporada que agora termina?
Vitor Pereira (VP): No campeonato em que estivemos inseridos, penso que foi um excelente campeonato, existiu hoquei com qualidade e competitividade. No meu entender penso que foi o melhor campeonato de hoquei dos últimos anos, muitos jogadores jovens a aparecerem, outros a afirmarem-se, muitos e bons jogadores oriundos do estrangeiro a desejarem vir para o campeonato Português, etc . Uma época que culminou com as conquistas desejadas a nível de seleção, fazendo com que a época de 2015/16 terminasse com chave de ouro.
A nível pessoal foi uma época de superação. De uma equipa inicialmente apontada como “já de segunda” passamos a ser uma equipa com “uma palavra a dizer” pela manutenção e garantir a mesma mais uma vez. Foi o fechar de um ciclo com uma sensação muito boa, de dever cumprido e com a compreensão dos adeptos que foram parte significante na nossa luta.

PLR: A próxima época está já aí à porta, que novidades podes adiantar?
VP: Nova época, novo clube, a ambição de sempre, neste momento não temos muito a adiantar, no mês de julho trabalhamos na planificação de maneira a podermos iniciar a época de forma a que consigamos fazer uma fase de preparação de acordo com aquilo que precisamos para nos apresentarmos ao nível do pretendido. Prevê-se um campeonato duro e difícil, com o nível de excelência da 1ª divisão “invadida” com muitos dos melhores jogadores da modalidade, o nosso campeonato (2º div) aumenta de qualidade, com um patamar mais elevado e acima da média de anos anteriores, situação que vai exigir muito trabalho e dedicação, no entanto estamos a preparar-nos para dar-mos o nosso melhor de forma a estarmos inseridos e enquadrados nesse patamar.

PLR: Quais os objetivos para a época 2016/17
VP: Os objetivos passam acima de tudo por iniciar um ciclo novo na equipa sénior, um ciclo onde esperamos que os atletas da formação do clube junto com outros jogadores mais experientes criem uma identidade nova, uma forma de jogar positiva. Uma identidade que faça com que todos os Cambrenses se orgulhem da sua equipa e juntos possamos traçar objectivos ambiciosos, condizentes com o Emblema e a Cidade que vamos representar. Seremos Cambra…, por isso lutaremos sempre pela vitória.

PLR: Certamente tem algum sonho ou objetivo por concretizar. Quais os seus objetivos pessoais a curto e a médio prazo?
VP: Os sonhos e a vontade de vencer são muitos, o grupo apresentado dá motivação para trabalharmos e termos um pensamento positivo para a nova época. No entanto, para traçar objectivos temos de estar preparados e temos de ser conhecedores do que nos rodeia, esperamos que durante a fase de preparação desta nova época possamos reunir o máximo de informação, para traçar objectivos e começar a construir alguns sonhos. Procurarei partilhar dos objectivos do clube e do grupo de forma a retribuir com alegrias ás pessoas que acreditaram em mim e no meu trabalho e na minha forma de estar, se aqui estou é porque acredito que podemos “sonhar” juntos com os patins bem assentes no ringue, que temos condições para concretizar os “tais” sonhos.

PLR: Quais os maiores obstáculos que encontra no Hóquei em Patins atualmente?
VP: Por vezes os obstáculos partem de dentro da modalidade complicando o que é fácil. Todos nós ligados á modalidade temos o dever de cuidar daquilo que é nosso. Acho que o bom-senso deveria estar mais presente em algumas situações, assim como passar para a prática muito daquilo que se diz e depois … . A ideia será “eliminar” obstáculos e seguir em frente, vamos focar-nos mais no objectivo e menos no obstáculo. Pessoalmente prefiro concentrar-me em seguir em frente e optar pela critica construtiva, mesmo que por vezes esta vá perturbar a acomodação de alguns e tornar o caminho mais longo, mas se isso contribuir para que algo melhore, será sempre mais um desafio superado. Aceito Critica construtiva sempre.

PLR: Como treinador que mensagem passa a todos os praticantes da modalidade?
VP: A nossa modalidade é fantástica, é preciso vivê-la com sentimento positivo, com compromisso e dedicação. Somos e seremos dos melhores que existem nesta modalidade, sendo assim temos o dever de a dignificar, de a respeitar. Nada melhor que todos nós que estamos envolvidos no hoquei em patins servirmos a modalidade e não nos servirmos dela. É importante partilharmos informação, experiências e lutarmos para construir cada dia um hoquei ainda melhor, pois seremos nós e dos nossos a usufruir, como tal valerá sempre a pena.

Foto: HA Cambra

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo