a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Paulo Freitas- “Sporting ...

Sexta-feira , Mai 14 2021
14

Liga Europeia- a ...

Sexta-feira , Mai 14 2021
78

Liga Europeia - ...

Sexta-feira , Mai 14 2021
64

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60237

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28227

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22602

Paulo Alves de saída da ...

Terça-feira , Jan 24 2017
2726

2.ª Div. – Zona Norte – ...

Segunda-feira , Mai 25 2015
1361

Bundesliga disputa este ...

Sexta-feira , Nov 13 2015
1375

Tecnicomassagem cartaz

2 1

Aproveitado o facto do SC Marinhense ter estado presente no Torneio “Cidade de Tomar”, fomos ao encontro de Tiago Sousa o novo técnico da equipa da Capital do Vidro, para “apalpar” o pulso ao jovem técnico, que abraçou esta temporada um projecto mais ambicioso e procura, um lugar ao sol, não só em termos pessoais como colectivos, e ficou adjacente nas palavras do antigo internacional angolano, que teve um percurso enquanto jogador de quase excelência, com vários títulos nacionais e europeus, pelo FC Porto e Liceo da Corunha, que ambição não falta para os lados da Embra.

Plurisports- Um novo projecto num clube que é campeão nacional da 3.ª divisão, olhando para o plantel e vendo a prestação da equipas nos dois jogos neste torneio em Tomar podemos considerar que este Marinhense poerá ser umas das sensações da 2.ª divisão e uma das equipas candidatas à luta pela subida de divisão?
Tiago Sousa- O nosso objectivo para este ano passa por vencer todos os jogos que participarmos. Vamos fazer por isso, infelizmente neste torneio faltaram-nos dois jogadores importantes na equipa (Pedro Coelho e André Ramos, por motivos profissionais) mas os que tiveram estiveram muito bem, sendo que o objectivo neste torneio passava pelo posicionamento e organização defensiva. Era esse o objectivo que tínhamos para este torneio, porque sabíamos que íamos apanhar equipas que nos iam obrigar a sofrer, a ter que trabalhar muito na defesa. Este Marinhense veio habituado, da terceira divisão a não ter tantas preocupações defensivas, sabiam que marcavam quinze mesmo que sofressem dez, e agora estou a tentar incutir aos poucos os aspectos defensivos, tentar corrigir alguns hábitos que traziam da temporada passada e isto é um processo demorado que leva o seu tempo, e como deve calcular uma equipa não se constrói num mês. Vamos com calma, porque vamos ter avanços, retrocessos, normais, mas sinto por parte dos jogadores uma vontade muito grande em trabalhar e tem aceitado bastante bem as inovações que tenho trazido, as coisas novas, as inovações, a nova organização e isso deixa-me muito satisfeito.

Plurisports- Para o Tiago que começou o ano passado como técnico, no HC Mealhada, vem para um Clube mais ambicioso, neste momento, talvez num processo ascendente depois de alguns anos de algum “marasmo”. Que diferença é que nota na estrutura entre os dois Clubes?

Tiago Sousa- Eu apanhei a Mealhada numa fase descendente, nestes dois últimos anos, que não foram bons, vi sair toda aquela geração que levou a equipa do Mealhada à primeira divisão, e os jovens que ficaram embora com qualidade não tem a experiência daqueles que tinha a equipa anterior. Foi um ano que não foi fácil, foi um ano de aprendizagem, cometi alguns erros, mas aprendi também e mudei para uma nova situação. Aliás no dia que me contactaram das primeiras coisas que me disseram era que não era para subir. Eu até me ri porque, também já joguei na Marinha e sei o quanto eles são ambiciosos. Sei que no dia que perder o primeiro jogo nos vão chatear, porque é uma Cidade e uma região que vive o hóquei de forma intensa e são ambiciosas. É uma Cidade e um Clube onde as pessoas desejam sempre mais e isos transmite-se para o hóquei. Eu recordo aos meus jogadores que já joguei na Marinha com quase tres mil pessoas a assistir aos jogos e se nós fizermos bem as coisas essas pessoas vão voltar e vão nos apoiar.
É uma estrutura que ainda carece de algumas modificações, precisamos de mais apoios, principalmente da equipa sénior, estamos a trabalhar nisso, foi isso que me foi pedido, transmitir essa minha experiência aos destes anos pelos Clubes que passei, estamos a trabalhar, estamos a trabalhar para crescer de uma forma sustentada e quem sabe daqui a uma ano ou dois sermos realmente uns sérios candidatos à subida. Agora, se tivermos oportunidade este ano, não iremos enjeitar a situação, como é lógico.

14370386 1268416129859234 2289613736127789140 n

Plurisports- Aproveitando as suas palavras e olhando par ao painel de equipas da zina sul da segunda divisão, fica a ideia que esta próxima temporada deverá ser um campeonato extremamente equilibrado, talvez mesmo dos mais equilibrados dos últimos anos. Podemos considerar o Marinhense entre as equipas de topo?

Tiago Sousa- Podemos considerar o Marinhense como uma equipa que entrar para competir e tentar ganhar os tres pontos. Mas isso depende de muitos factores. Há muitas equipas fortes e equilibradas, há ali um leque de seis ou sete equipas muito equilibradas e onde os jogos em casa vão ser muito importantes. As equipas que conseguirem ganhar todos os jogos em casa, vão estar lá em cima, e depois o objectivo é ir fora, roubar pontos e só assim é que poderemos lá estar em cima. Eu, tenho a esperança conseguir que a equipa esteja nos primeiros lugares, a competir, e com hipóteses de poder lutar pelos lugares de subida até à última jornada, mas há coisas que como deve calcular não controlamos e não vale a pena andar a fazer futurologia.

Plurisports- Hoje teve a oportunidade de jogar frente ao Oeiras, uma equipas que está no lote de favoritas desta zona sul.

Tiago Sousa- Sim sem dúvidas, foi bom, interessante, defrontar uma equipa como o Oeiras, uma equipa com muita rodagem, experiente, com um Pavilhão onde será sempre difícil pontuar, mas deu para nós tiramos ilações e embora sendo um jogo de um torneio, com o Oeiras vir para este jogo com menos tempo de descanso que nós, que também jogamos desfalcados, mas deu sem dúvidas para sacar informações e sensações do que poderemos encontrar. Aliás este período pré-competitivo o objectivo passa por defrontarmos equipas mais fortes, procurar algumas equipas da primeira divisão e sempre que pudermos, jogarmos com adversários directos que é isso e que nos vai permitir começar o campeonato mais bem preparado”

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo