a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Sorteio da Taça ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
12

2.ª Sul- “Bês” do SL ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
19

2.ª Norte- Riba D´Ave HC ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
15

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61647

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30169

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24461

Liga Europeia joga a 2.ª ...

Quinta-feira , Nov 23 2017
1482

Resumo 1/2 final ...

Domingo , Dez 17 2017
1281

1.ª D- Joga-se este fim ...

Quinta-feira , Fev 09 2017
1636

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

14457364 1742686525994416 2553128411532191862 n

HCP Grândola – HC “Os Tigres” 5-3

O Grândola recebeu o “Os Tigres” no “Zeca Afonso” e na estreia do novo treinador do HCPG, Quim Zé, regressou às vitórias após 2 jogos sem vencer (derrota e empate). O Tigres vinha de uma excelente vitória, tinha roubado pontos na 1ª volta e vinha para tentar pontuar na sua luta pela fuga à despromoção.
O HCPG entrou muito forte no jogo, a impor um ritmo elevado e a tentar inaugurar o marcador desde cedo. O Tigres tentava defender como podia e atacava em contra-ataque.
Hugo “Carinhas” inaugura o marcado nos primeiros minutos numa finalização oportuna fazendo o 1-0 para poucos minutos depois Bernardino fazer um golo com muita sorte à mistura aumentando para 2-0 e fazendo o HCPG relaxar no jogo sem nunca perder o controlo do jogo.
O Tigres estava um pouco perdido em campo e apenas quando entrou Anderson é que começou a estabilizar o jogo e a criar algumas oportunidades, que até então era tímidos remates à baliza de Piteira.
A meio da 1ª parte é o Grândola que beneficia de uma flagrante oportunidade para aumentar a diferença no marcador mas Ruben falha um penalty devido a uma grande defesa do guarda-redes Pedro Santos.
Já perto do final da 1ª parte Zé Bernardo numa finalização ao seu estilo aumenta para 3-0.
Nos últimos segundos Anderson vê cartão azul mas o HCPG desperdiça nova oportunidade clamorosa com Bernardino a falhar o livre-directo ao deixar a bola escapar depois tirar o guardião do Tigres da frente.
A 2ª parte começa com o HCPG a jogar em power-play mas não conseguiu traduzir a sua superioridade numérica em golo.
O Tigres focava o seu jogo na meia distância e nas acções individuais de Anderson. O HCPG tirou o pé do acelerador, o que foi permitindo ao Tigres começar a ter mais bola e a criar mais perigo. Mesmo assim é ao HCPG que pertencem as melhores oportunidades de golo mas o resultado não se alterava ora por excelentes defesas de Pedro Santos ora por más finalizações dos jogadores do HCPG.
Ora quem não marca sofre e depois de algumas oportunidades Anderson reduz para 3-1 numa vistosa “picadinha”. O golo mexeu com o HCPG que recuou em demasia e deu moral ao Tigres que tinha de arriscar tudo para recuperar.
O HCPG tem nova oportunidade para aumentar o resultado em novo penalty (desta feita mal marcado pelo árbitro pois o guardião dos Tigres nunca fecha as pernas) mas Ruben volta a permitir a defesa a Pedro Santos.
Pouco depois, num rápido contra-ataque, Bruno Delgado isola-se Piteira defende muito bem mas foi insuficiente para chegar à recarga de Tiago Pereira que reduz para 3-2. Voltavam a pairar os acontecimentos do fim-de-semana anterior.
O Tigres arriscava tudo e atinge a 10ª falta. Na marcação do livre-directo Bernardino desta feita consegue bater Pedro Santos e faz o 4-2 devolvendo tranquilidade ao jogo do HCPG que voltou ao jogo.
O jogo entrou numa fase de parada e resposta a um ritmo muito elevado e num rápido contra-ataque de 2x1 Anderson bisa com um remate colocadíssimo reduzindo para 4-3. O resultado estava incerto.
O HCPG estava com 9 faltas e fazia um jogo defensivo inteligente ao mesmo tempo que tentava aumentar a sua vantagem. Num contra-ataque de 3x2 Bernardino intercepta, já no chão, um remate de um jogador do Tigres e é marcado livre-directo.
O Tigres tinha uma oportunidade de ouro para empatar e ainda beneficiar da 10ª falta que iria sair a qualquer momento, mas Anderson não consegue bater Piteira que mantém a diferença de 1 golo.
Pouco depois sai cartão azul para um jogador do Tigres e em nova oportunidade Bernardino falha o livre-directo ao enviar a bola ao poste e logo de seguida o HCPG atinge a 10ª falta mas Anderson volta a não conseguir bater Piteira no livre-directo.
O Tigres mesmo em inferioridade tinha de arriscar e numa falta dura Tiago Pereira vê cartão azul e Zezinho chamado ao livre-directo não falhou na cara de Pedro Santos e fez o 5-3.
Até final o resultado não se alterou mais e o HCPG venceu bem.
Vitória justa mas difícil, em parte devido aos golos falhados pelo Grândola e ao facto de em em alguns momentos a equipa da casa ter perdido o controlo do jogo.

Fonte – Jornal HCPG * Foto -Jornal HCPG (Arquivo)

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeCabelo