a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

FC Alverca termina com ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
92

Tiago Almeida deve ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
63

Play- Off – Resumo do SC ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
30

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61971

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30701

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24906

Torneio de Encerramento ...

Quarta-feira , Jun 01 2016
1838

SL Benfica apresenta ...

Quarta-feira , Mai 27 2015
2295

3.ª D- Santa Cita vence ...

Quarta-feira , Abr 03 2019
906

ventosaterapia

DSCF6181

O Valença recebeu o OC Barcelos no segundo derbi minhoto seguido a contar para o nacional da primeira divisão, com o triunfo a sorrir aos barcelenses por 4-1.
Apesar da grande intensidade impostas pelas duas equipas ao jogo e das oportunidades criadas, o primeiro golo apenas apareceu aos 16' e para o OC Barcelos por Marinho que com um remate enrolado surpreendeu o guarda redes Rodolfo Sobral.
O conjunto da casa respondeu aos 22' com o empate por Guido Pellizzari sendo que antes do descanso o marcador podia ter sofrido alteração, mas José Braga, Luís Viana e João Almeida desperdiçaram cada um livre direto.
A segunda parte começou com o Barcelos em inferioridade numérica, situação que não foi aproveitada pelos valencianos para desfazerem a igualdade.
O filme acabou por ser o mesmo da etapa inicial com os golos a surgirem a meio do jogo e todos para o OC Barcelos.
Primeiro foi Juan Lopez a fazer o 2-1 após jogada individual, num lance onde o Valença protestou alegado golo apontado de forma irregular com um " chuto " com o patim.
Este lance desorientou a equipa do Valença que viu Joca Guimarães aos 20' aumentar para 3-1.
Na parte final Marinho fez o 4-1 final depois de o OC Barcelos ter falhado de forma escandalosa várias situações de golo onde Rodolfo Sobral foi o salvador.
Mesmo em cima do apito final Guido Pellizzari desperdiçou um livre direto ao permitir mais uma defesa de Ricardo Silva.

Nota negativa para as "escaramuças " registadas entre elementos das duas equipas no acesso aos balneários e para o trabalho da dupla de arbitragem muito mal na forma como assinalou as faltas e mais grave na contagem dos famosos "45 " segundos.
Nas faltas o Valença queixa-se de uma grande penalidade a seu favor que foi transformada na 15ª falta de equipa e de um golo mal anulado a Guido Pellizzari quando o jogo estava empatado a uma bola.
No que diz respeito aos "45" segundos, neste aspeto os árbitros que estiveram na mesa não acompanharam devidamente a sinalética dada pelos juízes de pista.
A exemplo, ainda na primeira parte aconteceu que foi dada o sinal para começar nova contagem dos "45 " segundos, sendo que esta só começou passados " 12 " segundos.
Com o resultado de 4-1 a favor do OC Barcelos, a turma de Paulo Pereira soma seis pontos, enquanto que o Valença tem três.
Para as duas equipas segue-se a participação na Taça Cers onde o atual detentor do troféu o OC Barcelos recebe os suíços do Uttigen e o Valença que faz a sua estreia na Europa jogando em casa com o Wolfurt.
No que diz respeito ao campeonato na próxima jornada o Valença HC desloca-se a Paço d'Arcos e o OC Barcelos recebe o Valongo.

workshops para rodapé Noticias AutoEpilação