a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

"Vencer e fazer sempre ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
11

“Rafa”- “Se fizermos as ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
12

Sorteio da Taça ...

Quinta-feira , Jan 27 2022
17

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61648

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30171

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24463

Elite Cup- Sporting ...

Domingo , Set 30 2018
896

CN Sub17 Norte A: FC ...

Sexta-feira , Mar 04 2016
1733

Henrique Magalhães- ...

Terça-feira , Ago 17 2021
226

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

26196259 782062491985403 5772911525842096874 n

FC Porto venceu a Oliveirense por 3-1 na 11.ª jornada do Campeonato​​ Nacional
O FC Porto venceu na tarde deste domingo a Oliveirense, por 3-1, em jogo da 11.ª jornada do Campeonato Nacional. Um bis de Gonçalo Alves e outro golo de Hélder Nunes valeram aos portistas o triunfo na sempre complicada deslocação a Oliveira de Azeméis. Os três pontos deixam os portistas no terceiro posto, agora a dois do Benfica (segundo) e a quatro do Sporting (primeiro).
No Pavilhão Doutor Salvador Machado, Carles Grau foi o primeiro portista a mostrar serviço, uma vez que logo ao segundo minuto travou um livre direto de Pablo Cancela, na sequência de uma falta que valeu cartão azul a Rafa. O guarda-redes azul e branco acabou mesmo por ser decisivo, tendo terminado o primeiro tempo com um par de defesas brilhantes, nas quais se inclui a grande penalidade (muito discutível) negada a Jordi Bargalló.
Por falar em decisivo, o que dizer de Gonçalo Alves e do lance que abriu o marcador? Nove minutos foi o tempo que foi preciso esperar para se abrir o placar, mas o gesto técnico do avançado valeu bem essa espera: de costas para a baliza ajeitou a bola e bateu-a por debaixo das pernas, surpreendendo todos os que o rodeavam. Mais tarde, da marca de grande penalidade, o camisola 77 haveria de voltar a festejar após mais uma execução irrepreensível (2-1), desempatando um jogo que João Souto tinha igualado ao minuto oito.
O segundo tempo começou por ser disputado a um ritmo mais baixo, até o relógio assinalar os últimos dez minutos. A partir desse momento voltou a velocidade e a intensidade, sempre com o FC Porto por cima na partida. Rafa foi o que esteve mais perto do 3-1, mas foi Hélder Nunes quem o conseguiu, cobrando com sucesso o livre direto correspondente à 10.ª falta da Oliveirense, que em situação idêntica voltou a ver Grau impor-se a João Souto.
No final da partida, o treinador Guillem Cabestany deixou elogios à exibição e admitiu que este triunfo vai ser bom para “tranquilizar” a equipa: “Hoje não podíamos perder. Tínhamos que jogar com essa pressão, pois esta vitória aproxima-nos do Benfica e do Sporting. A vitória vai-nos dar tranquilidade e acho que isso vai ser muito bom. Estou muito contente com a exibição e com a consistência da minha equipa. Os meus jogadores fizeram um grande jogo, também a nível psicológico”.​​

Árbitros: Ricardo Leão e Miguel Guilherme

OLIVEIRENSE: Xavier Puigbi (g.r), Pedro Moreira, Jordi Bargalló, João Souto e Ricardo Barreiros
Jogaram ainda: Nuno Araújo, Josep Selva, Pablo Cancela e Jordi Burgaya
Treinador: Tó Neves

FC PORTO FIDELIDADE: Carles Grau (g.r), Ton Baliu, Hélder Nunes (cap.), Gonçalo Alves e Rafa
Jogaram ainda: Telmo Pinto, Alvarinho e Reinaldo Garcia
Treinador: Guillem Cabestany

Ao intervalo: 1-2
Marcadores: Gonçalo Alves (7m, 21m), João Souto (8m) e Hélder Nunes (43m)

Disciplina: cartão azul a Rafa (2m) e Jordi Bargallo (23m)

Fonte – www.fcporto.pt - Foto- UD Oliveirense

workshops para rodapé Noticias DepilaçãoaLinha