a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Leões tornaram fácil o ...

Sábado , Out 24 2020
68

Oliveirense sorri no ...

Sábado , Out 24 2020
56

Águias de volta aos ...

Sábado , Out 24 2020
60

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59529

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27422

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21831

VI Taça Latina – ...

Segunda-feira , Set 11 2017
1171

Miguel Vasconcelos ...

Segunda-feira , Set 11 2017
1326

Carlos Silva é o novo ...

Quarta-feira , Jul 30 2014
2702

Pluriform PP1

img 770x4332018 06 03 00 36 58 1405415

Goleador conquista a prova que considera ser a mais forte do Mundo, com “quatro monstros”
O catalão Pedro Gil veio para o Sporting e a sua aposta está ganha. No segundo ano de leão ao peito, o avançado marcou dois golos no clássico e sagrou-se campeão, juntando, aos 37 anos, mais um título ao seu fabuloso palmarés, onde se contam oito campeonatos em Portugal, sete dos quais pelo FC Porto.
Foi um título emocionante, com muita alegria. Ser campeão em Portugal é como ganhar a Champions ou mais difícil ainda. O campeonato tem grandes equipas, pois não é só o Sporting, é também Benfica, FC Porto e Oliveirense. São quatro monstros com estatuto europeu", considerou Pedro Gil, em declarações a Record.
O seis vezes campeão mundial e considerado um dos melhores hoquistas do planeta explicou o que o trouxe para os leões: "Tenho tentado desafios novos, para clubes que não ganhavam há bastante tempo, com ambição. Vencer aqui é muito bom, por sorte, num clube diferente como é o Sporting", acrescentou.
Com mais um ano de contrato, o avançado diz que espera cumprir: "Foi o clube em que até agora tive melhores condições e quero aproveitar, mas no desporto há sempre surpresas... Vou continuar a trabalhar ao máximo, depois de uma época muito positiva, pois também fomos à Final 4 da Liga Europeia."
Sobre a instabilidade no Sporting, Pedro Gil não ficou indiferente: "Mexe sempre quando se trata do nosso clube, do nosso presidente, dos nossos colegas do futebol. Mas continuamos tranquilos e fomos felizes a concluir uma grande temporada."

Fonte- Jornal “Record” * Autor-Alexandre Reis * Foto- Paulo Calado