a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Diogo Dias reforça GD ...

Segunda-feira , Dez 09 2019
104

1.ª D- Sanjoanense vence ...

Segunda-feira , Dez 09 2019
35

1.ª D- OC Barcelos ...

Segunda-feira , Dez 09 2019
43

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
57722

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25631

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20404

Bruno Moreira reforça AA ...

Sexta-feira , Jul 20 2018
739

Medalha de mérito para ...

Terça-feira , Abr 11 2017
1308

FC Barcelona e Voltregá ...

Sábado , Set 30 2017
764

interioresinteriores

41073936 2203648293183665 6325452074897113088 n

O FC Alverca venceu esta quinta feira o UD Vilafranquense, por 6-4, em jogo que abriu o Torneio de Abertura da AP Lisboa.
Jogo entre vizinhos e rivais e onde a equipa de Pedro Nifo esteve mesmo a perder por 4-0 quando se atingiu o intervalo. Segunda parte de grande nível da formação de Alverca que de forma segura e consistente conseguiu fazer a remontada e vencer por 6-4. Intensidade e muita entrega dos pupilos de Pedro Nifo foram determinantes para este triunfo frente ao seu arquirrival Vilafranquense.
Na minha opinião tratou-se de um jogo inteiramente dominado pelo FC Alverca, contudo, a primeira parte, talvez por se tratar do primeiro jogo da época, da moldura humana no pavilhão e até por se tratar de um derby, a equipa do Alverca revelou muita ansiedade da concretização, bem como, na condução do seu processo ofensivo, com um conjunto de decisões erradas e precipitadas. Por seu lado o Vilafranquense revelou-se extremamente eficaz nas oportunidades que dispôs, indo para o intervalo a vencer por 0-4, resultado que na minha opinião, não traduzia o que se tinha passado na pista.
Na segunda parte a toada do jogo manteve-se, no entanto, a meu ver, tudo mudou com a concretização do primeiro golo do Alverca, que veio trazer alguma tranquilidade a equipa, não obstante ainda ficar a perder por 1-4. A partir daí o Alverca arriscou tudo na procura de mais golos e com uma rotação constante da equipa que permitisse manter uma intensidade elevada no processo ofensivo, desgastando ainda mais a equipa do Vilafranquense, o que efectivamente se veio a verificar nos últimos 5 ou 6 minutos de jogo. De salientar ainda que o Alverca falhou a concretização de 7 bolas paradas, o que é bem revelador do domínio, bem como, da ansiedade que assolou os seus jogadores. Na minha opinião, a vitória do Alverca é inteiramente justa, pelo domínio, entrega e acreditar até ao fim de todos os seus jogadores”, afirmou Pedro Nifo, no final da partida.
No outro encontro da Série B, o CA Campo Ourique venceu no Tojal, o APAC Tojal “A” por 8-3.
Na série A, triunfos do CA Paço Arcos e Parede FC por 6-3, frente a AJ Salesiana e APAC Tojal “B”, respetivamente.