a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

1.ª D- Resumo AD ...

Terça-feira , Jan 18 2022
31

2.ª Sul- “Bês” do ...

Terça-feira , Jan 18 2022
19

1.ª D- Resumo do SC ...

Terça-feira , Jan 18 2022
24

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61631

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30152

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24449

AD Limianos garante ...

Sábado , Jun 02 2018
970

Resumo Liga Europeia Gr ...

Domingo , Jan 14 2018
1329

Gonçalo Domingues vai ...

Quinta-feira , Jun 22 2017
3009

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

adva

SC Marinhense – AD Valongo 1-6

Depois de longos anos longe da ribalta, a Embra voltou a assistir a um jogo do melhor campeonato do mundo”.
O SC Marinhense recebeu a AD Valongo, mas acabou por sair derrotada deste confronto.
Um jogo onde em alguns momentos a equipa de Tiago Sousa conseguiu ombrear com a formação valonguense, mas foi nos pormenores que se definiu o resultado final, favorável à equipa de Viterbo por 6-1.
O marcador funcionou aos 13 minutos com Nuno Araújo a fazer o 0-1 de grande penalidade, depois de Gonçalo Domingues ter desperdiçado um LD após um Azul mostrado a Diogo Fernandes.
Com alguma supremacia da formação visitante ainda assim a equipa da Marinha Grande ía importunando a formação forasteira e tem novamente oportunidade soberana para empatar, mas Pedro Coelho falha o LD, a penalizar a 10.ª falta do Valongo.
E como diz o ditado, “quem não mata, morre”, seria o Valongo a dilatar o marcador até ao intervalo com Ruben Pereira e Pedro Mendes a colocarem o placard em 3-0 quando suou o gong para o intervalo.
O Marinhense entrou para a etapa complementar disposto a mudar o rumo dos acontecimentos, mas esse atrevimento, seria fatal para os desígnios da formação da casa. Pedro Coelho, logo aos 4 minutos dispõem de nova oportunidade, mas não consegue converter uma GP.
A arriscar mais, abriu espaços que foram aproveitados da melhor maneira pelo Valongo.
Nuno Araújo aos 8 minutos aumentou para 0-4, e a história do jogo ficou sentenciada já nos minutos finais quando João Souto fez o 0-5 aos 18 minutos, com o mesmo jogador a aumentar para 0-6 de grande penalidade, no minuto seguinte.
O golo de honra do Marinhense veio no stick de Pedro Coelho ao minuto vinte, mas pouco ou nada havia para mudar neste encontro.
Em suma, uma vitória justa do Valongo, que talvez, peque por ser demasiado dilatada para aquilo que o Marinhense fez durante a partida.
Na próxima jornada, o Marinhense desloca-se a Turquel, (partida a realizar no próximo sábado, dia 20) num dérbi, que traz saudades e o Valongo recebe o OC Barcelos, partida esta que será realizada a 24 de Outubro (Quarta Feira), em virtude dos compromissos europeus da equipa minhota.
Tiago Sousa, numa análise a esta partida inaugural do nacional da 1.ª divisão, mostrava-se resignado, mas consciente que a sua equipa, pode fazer mais e vai crescer com o decorrer da prova
“Na minha opinião o resultado é enganador tendo em conta as oportunidades que a minha equipa criou. O Valongo soube aproveitar bem os nossos erros e quando se está a perder por três contra uma equipa com a qualidade da do Valongo e se arrisca para inverter o resultado é natural que se começa erros que permitam que a equipa adversária consiga dilatar o resultado. No entanto, tirando o resultado final, para uma estreia e contra uma equipa da valia do Valongo, houve momentos em que estivemos num nível muito próximo daquele que eu procuro para esta equipa. Se formos capazes de melhorar na finalização e na concentração competitiva, podemos fazer um bom campeonato”.

Foto- www.hoqueipt.com (Arquivo)