a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

A lei do mais forte ...

Sábado , Jan 22 2022
6

2.ª Sul- Muches e ...

Sábado , Jan 22 2022
4

TP- Oeiras segue para os ...

Sábado , Jan 22 2022
12

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61635

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30158

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24454

AP Leiria chega à ...

Quarta-feira , Mar 25 2015
2059

Torneio de Encerramento ...

Segunda-feira , Jun 05 2017
1352

"Lucas Ferreira com ...

Terça-feira , Mar 27 2018
3644

3 Cabeleireiro Inicial

Terronia

jsil

Jorge Silva voltou à Seleção Nacional na época de estreia na Oliveirense, após onze anos de FC Porto, onde venceu sete campeonatos, sete Taças e oito Supertaças

Jorge Silva, avançado da Oliveirense, voltou à Seleção Nacional, após ter estado ausente a partir do Mundial de 2015, e logo para vencer a Taça das Nações. Neste regresso, o jogador, de 34 anos, mostrou estar em forma, confirmando a boa época que tem feito na equipa de Oliveira de Azeméis. "Por opção" do anterior selecionador e ainda "por motivos familiares", Jorge Silva não representou Portugal no Europeu de 2016, em que a equipa nacional foi campeã da Europa, falhando ainda o Mundial de 2017 e o Europeu de 2018. Agora, contou como voltou a integrar o dez em que todos querem estar: "Já não estava muito a espera de voltar a Seleção nem era um objetivo muito claro. No momento em que o Renato aceitou o convite para ser selecionador teve uma conversa comigo e não fui capaz de dizer que não."

"Sabendo a época que estou a fazer, aceitei com satisfação e, em Montreux, felizmente as coisas correram bem a nível individual e principalmente a nível coletivo. Agora que recebi este convite vou continuar a trabalhar para estar no Mundial", adiantou o jogador que deu os primeiros passos na Académica de Espinho, passando depois pelo Gulpilhares, mas notabilizando-se no FC Porto, onde esteve cinco anos, com dois de interrupção para representar o Candelária, e voltando ao Dragão por mais seis épocas. Está desde setembro na Oliveirense, onde se diz "feliz". "Podendo continuar onde estava, aceitei o convite da Oliveirense no final da época passada, porque vi uma oportunidade para tentar mostrar que eu não era só um jogador do FC Porto. Já tinha provado no Candelária. E agora acho que se provou que foi uma boa opção ter mudado", revelou, adiantando: "Agradeço a aposta da Oliveirense e do Renato na Seleção É um orgulho para o clube porque não é muitas vezes que tem um internacional, não acontece desde o Barreiros."

"Marcámos posição para o Mundial"

Em Montreux, Jorge Silva fez um bom torneio, tendo sido decisivo na vitória frente a Itália, que deu o apuramento para a final, na qual Portugal ajustou contas com a Argentina: "Eles levaram os principais e provámos que podemos ter uma palavra, marcámos posição [a pensar no Mundial]. O grupo mostrou que entra para ganhar. Foi uma semana espetacular em termos de equipa e de resultado." Otimista quanto aos Roller Games, o avançado sublinhou: "A Espanha pode-nos ter surpreendido [empate a quatro golos], mas na final, contra alguns dos melhores do mundo, equilibrámos o jogo e demos a estocada final. Contra Itália, fizemos um jogo cauteloso e mostrámos maturidade nos momentos finais para resolver. Estivemos sempre tranquilos."

"Campeonato? Só não viu quem não quis"

Com três meses para o Mundial (7 a 14 de julho, em Barcelona), Jorge Silva volta à Oliveirense para lutar pela Taça de Portugal e ainda sonhar com o título nacional. "Queremos estar na final e disputá-la", afirmou, sem se esquecer de mencionar a eliminação da Liga Europeia nos quartos de final e o primeiro lugar perdido no campeonato. "Só não viu quem não quis ver. Nós jogadores sentimo-nos um pouco revoltados, porque, principalmente no campeonato, se não dependemos de nós ou não estamos mesmo em primeiro, não será por falta de qualidade, mas por pontos perdidos nos momentos finais de forma duvidosa. Mas não deitamos a toalha ao chão.", rematou.

Fonte/Foto- Jornal “O Jogo”

Noticias Terca Correcao