a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Nomeações de 1 a 4 de ...

Sexta-feira , Set 30 2022
13

“temos de estar na nossa ...

Sexta-feira , Set 30 2022
9

2.ª Divisão arranca este ...

Sexta-feira , Set 30 2022
13

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62448

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31353

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25389

2.ª D- Sul- rescaldo da ...

Terça-feira , Nov 24 2015
1751

Rui Ribeiro vai reforçar ...

Segunda-feira , Ago 01 2016
2284

O último treino do OC ...

Sexta-feira , Abr 27 2018
1407

1 9 Cabeleireiro unissexo 3 Outubro

60984905 2545343542142962 5053260329207726080 n

CH Carvalhos e AE Física D disputaram este sábado a primeira mão da Liguilha de Apuramento à 1.ª Divisão com a formação de Torres Vedras a conseguir um triunfo por 4-3 no recinto do Carvalhos e que lhe dá desta forma uma vantagem importante para o jogo da segunda mão, a disputar-se dentro de 15 dias em Torres Vedras.
Partida pautada pelo equilíbrio e onde a AE Física soube anular de forma eficaz as principais referências da formação de Ricardo Geitoeira.
Primeiros minutos com o CH Carvalhos a ter mais posse de bola perante uma Física expectante e à espreita do erro da equipa da casa.
E essa predisposição acabou por ser importante já que seira a Física através de João Lima a inaugurar o marcador aos 8 minutos.
Ricardo Ramos, aos 12 minutos, de GP tem oportunidade de empatar a partida mas desperdiça e é mesmo a Física, por André Gaspar que aumenta para 0-2. Até ao intervalo e com a Física a controlar o jogo o Carvalhos, já no ultimo minuto acaba por chegar ao 1-2 através de uma GP que Tiago Oliveira não desperdiçou.
Segunda parte com o Carvalhos a entrar melhor e a criar algumas dificuldades à defensiva contrária mas é a Física, de certa forma, contra a corrente do jogo que chega ao 1-3, por Vicente Alves, já depois de o CH Carvalhos ter desperdiçado um LD após um Azul mostrado a André Gaspar.
Este golo aumentou a confiaça ao conjunto torriense que fica por cima do jogo e tem várias oportunidades para aumentar o marcador, a mais flagrante, um LD (10.ª falta do CHC) desperdiçado por João Campelo à passagem dos 19 minutos. E como diz a gíria, “quem não mata, morre”, é o CH Carvalhos que através de Rui Vidal reduz para 2-3, no minuto seguinte.
A física quase de seguida volta a ter oportunidade, de bola parada (GP, após Azul mostrado a Tiago Oliveira) mas João Lima não consegue enganar Rodolfo Sobral.
Seria André Gaspar, dois minutos depois a fazer o 2-4.
Últimos minutos de grande pressão por parte da formação do Carvalhos que vê “Gordini” defender um LD (10.ª falta da AEFD) e já nos segundos finais da partida, Ricardo Ramos, na marcação de um LD (por Azul mostrado a André Gaspar, mas muito contestado por parte da formação visitante) faz o 3-4.
Num jogo onde a arbitragem esteve abaixo daquilo que se exigia, num jogo desta importância, e aí a AE Física a sentir-se mais prejudicada, ainda assim um triunfo deveras importante para o conjunto orientado por André Gil, que entra na segunda mão, em vantagem não só porque entra para os próximos cinquenta minutos, com um resultado favorável e joga no seu recinto.

Foto- José Carlos Gaspar

Noticias Domingo