a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

O “Palácio Riazor” vai ...

Quinta-feira , Nov 14 2019
11

Carlos Nícolia- “temos ...

Quinta-feira , Nov 14 2019
37

AP Setúbal anuncia ...

Quinta-feira , Nov 14 2019
29

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
57556

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25492

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20314

Campo de Férias do HC ...

Quinta-feira , Jun 01 2017
1133

Martim Leite reforça ...

Quarta-feira , Ago 15 2018
1316

À conversa com Gonçalo ...

Segunda-feira , Dez 28 2015
1950

interioresinteriores

1

O SC Tomar foi até ao “Monte Santos” vencer a formação do HC Sintra por 8-6, num jogo onde o destaque, mas pela negativa, vai para a arbitragem, demasiado confrangedora, e que acabou por ser penalizadora para as duas equipas e em particular para o jogo.
Uma partida entre duas formações com objetivos diferentes, com o SC Tomar a fazer valer, nos 50 minutos do jogo, a sua mais valia individual e coletiva, para vencer um Sintra incómodo, sem “medos” frente ao principal candidato à subida de divisão.
Entrou melhor o Sintra que inaugurou cedo o marcador, por Bernardo Maria, com o SC Tomar a reagir de pronto pro “Xanoca”.
Numa fase de grande dinâmica Fábio Quintino volta a colocar o Sintra na frente e mais uma vez a resposta dos ribatejanos a ser célere com João Sardo a fazer o empate. Ainda antes do intervalo seria o Sintra, sempre atento aos erros defensivos dos forasteiros a ganhar vantagem, por Quintino, mas a formação tomarense reagia, mais uma vez conseguindo a remontada ainda antes do intervalo por Ivo Silva e Hernâni Diniz.
Segunda metade com um SC Tomar a mandar no jogo mas a ter pela frente um Sintra a defender bem e a espreitar as oportunidades que o SC Tomar ia permitindo.
Hernâni Diniz aumentou para 3-5, com Tiago Pedro a reduzir pouco depois, fazendo o 4-5.
Período mais fértil em termos de eficácia por parte da formação tomarense que chegou ao 4-7 com golos de Ivo Silva e Paulo Passos, mas mais uma vez o querer e entrega dos pupilos de Ri Mateus a fazer mossa no ultimo reduto leonino, com Bernardo Maria, por duas vezes e na sequência de bolas paradas a reduzir para 6-7, a quatro minutos do términus do jogo.
O golo da tranquilidade par ao SC Tomar apareceu a dois minutos do final apontado pro Paulo Passos de LD, sem que o jogo terminasse sem mais uma excelente oportunidade para a formação da casa, mais uma vez de LD, com o inevitável Bernardo Maria a não conseguir desfeitear Carlos Silva.
Triunfo da equipa mais madura dentro de rinque, perante um Sintra atrevido e sem nada a perder, obrigando o conjunto de Nuno Lopes a não “dormir na parada”, e a cometer erros que foram sempre, ou quase sempre bem aproveitados pelo HC Sintra.
O SC Tomar soma e segue nesta edição do nacional da 2.ª divisão-sul, liderando isolado, com nove pontos, após três rondas.
O HC Sintra ocupa agora o oitavo lugar após este desaire.
Na próxima ronda o SC Tomar recebe no Municipal “Cidade de Tomar” a AD Oeiras, naquele que será o jogo mais mediático da 4.ª jornada, enquanto o HC Sintra desloca-se à Linha, onde defrontará o Parede FC no “Fernando Lopes Graça”.

Foto- Nuno de Sousa

Segunda Feira