a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Diogo Carrilho de ...

Terça-feira , Nov 19 2019
404

CNF- Águias com jornada ...

Terça-feira , Nov 19 2019
46

FPP- Código de Conduta ...

Terça-feira , Nov 19 2019
107

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
57606

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25527

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20340

Final4 da Liga Europeia ...

Quinta-feira , Mai 12 2016
1177

Camp. Nac. Fem. 1.ª Fase ...

Terça-feira , Dez 20 2016
1006

AP Minho realizou os ...

Domingo , Set 04 2016
1392

interioresinteriores

cpocb

O Sporting CP perdeu no final da manhã deste domingo, no “João Rocha” frente ao OC Barcelos por 4-5, num jogo onde os “argentinos” da equipa minhota foram as estrelas do jogo e “desmontaram” literalmente toda e qualquer estratégia que Paulo Freitas teria para este encontro.
A equipa minhota, que chegou a este jogo privada de Miguel Rocha (por lesão) assim como “Alvarinho” e Gonçalo Nunes (emprestados pelo SCP), tinha tarefa hercúlea pela frente, mas a inspiração de Ferruccio e Ezequiel Mena foram determinantes para ultrapassar as limitações e impor a primeira derrota à formação leonina neste campeonato.
Uma primeira parte “morna” com um Leão previsível permitiu ao Barcelos controlar o seu setor defensivo e procurar em contra ataques incomodar Girão. E foi o Barcelos a inaugurar o marcador por Mena aos 21 minutos, vantagem que seria desfeita pouco depois por Farran Font que de LD após um Azul mostrado a Meira fez o empate a 1 bola.
E se o Sporting CP teria outras ideias para o segundo tempo, voltaria a ficar em desvantagem logo ao segundo minuto com Ezequiel Mena a fazer o 1-2.
Em desvantagem, curiosamente foi um jogo onde o Sporting CP nunca chegou a estar em14 vantagem no placard, a equipa de Paulo Freitas pressionou e chagaria ao empate dois minutos depois, novamente por Ferran Font, desta feita de GP, mas a irreverência e “magia” de Ferruccio trocaram novamente as voltas aos leões quando aos seis minutos fez o 2-3.
O Sporting CP chegaria novamente ao empate e mais uma vez de bola parada, desta feita de grande penalidade e a ser Raul Marin a fazer o empate a 3 bolas, corria então o minuto 14.
Pensar-se-ia que o Barcelos, com o correr dos minutos baixasse a guarda, fruto das limitações no plantel, mas tal não se verificou, com o conjunto minhoto, a defender bem, a preceito, dificultando sempre e muito, as manobras ofensivas dos leões.
João Souto tem então possibilidade de colocar a equipa leonina pela primeira vez na frente do marcador, mas não concretiza o LD que dispôs, e acaba por ser o Barcelos que faz o 3-4 na recarga a um LD a castigar a 10.ª falta leonina, corria o minuto dezassete.
E a surpresa estava ali mesmo ao virar da esquina por Gonçalo Meira aos 21 minutos faz o 3-5 para desespero do banco leonino.
Ferran Font ainda reduz aos 23 minutos, e até final foi ver um Leão com muita alma mas pouco discernimento a tentar chegar a um empate, pelo menos, mas que nunca chegou.
Triunfo de uma equipa que se preparou para sofrer, teve na humildade e entrega a sua grande arma e que somou três pontos num recinto onde poucos se vão poder gabar disso.
Com esta derrota o Sporting CP viu o seu rival SL Benfica isolar-se no comando da classificação e mais que isso viu também o OC Barcelos encostar-se em termos classificativos, já que após esta ronda Oliveirense, Sporting CP e OC Barcelos, somam todos 12 pontos.

Foto- Twiter Sporting CP

Domingo