a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

AP Porto vence o ...

Segunda-feira , Fev 24 2020
9

AP Ribatejo realiza ...

Segunda-feira , Fev 24 2020
31

Sorteio da Taça de ...

Segunda-feira , Fev 24 2020
32

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58236

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26138

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20798

3.ªDivisão Sul- ...

Sexta-feira , Jan 22 2016
925

Nuno Lopes, João Pinto e ...

Sexta-feira , Fev 06 2015
1592

Campeonatos Nacionais ...

Segunda-feira , Fev 13 2017
1260

interioresCabeleireiro ESS Q

82966655 3458776154195951 7361111978661642240 n

As bolas paradas e os detalhes na partida que se realizou em Torres Vedras foram determinantes para o triunfo do HC Braga frente à AE Física D por 6-4, em jogo referente à 14.ª jornada.
Numa partida pautada pelo equilíbrio foi a Física a inaugurar o marcador por João Lima de GP logo aos quatro minutos. O HC Braga acabaria por dar a volta ao marcador com Ângelo Fernandes aos 9 minutos e Carlos Loureiro aos 14 a colocarem o HC Braga a vencer por 1-2. Fábio Cambão no minuto seguinte e de grande penalidade empatou a partida mas a um minuto do intervalo Ângelo Fernandes de GP colocou novamente os forasteiros em vantagem com as equipas a recolherem aos balneários com o score a registar 2-3.
E a segunda metade não poderia ter começado melhor para os forasteiros já que António Trabulo aos dois minutos aumentou para 2-4.
Minutos seguintes de maior assédio por parte da Física que soube trancar a sua defesa e procurou surpreender o guardião minhoto, com a equipa do HC Braga a jogar mais na meia distância à procura de um desvio na tentativa de surpreender o guardião local. Um cartão Azul mostrado a Câmpelo aos 14 minutos deu oportunidade para o Braga aumentar a vantagem e Rampulla na marcação do LD não perdoou e colocou o placard em 2-5. Resultado enganador mas que premiava a maior assertividade e eficácia da equipa de Rui Neto.
A Física reduziu dois minutos depois por João Lima e o mesmo jogador teve ensejo de voltar a marcar (corria o minuto 20) mas desperdiçou o LD que a AE Física dispôs ao não conseguir enganar Acevedo na marcação de uma GP.
No minuto seguinte quem não falhou foi Rampulla que mais uma vez de LD (10.ª falta da AE Física) enganou Diogo Alves e fez o 3-6. A Física já no decorrer do último minuto acabaria por marcar mais um golo, desta feita apontado por Fábio Cambão, mas insuficiente para chegar, no mínimo ao empate.
Um triunfo por parte do HC Braga que se aceita, embora a Física tenha feito tudo para não sair de mão a abanar desta partida. Como dissemos no inicio, foram os pormenores e em particular as bolas paradas que acabaram por ser decisivos nos desfecho deste encontro.

Foto- Facebook HC Braga

1Domingo