a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Confiantes em “reverter ...

Sábado , Mai 28 2022
10

Play-off - Antevisão ...

Sábado , Mai 28 2022
15

Play-off - Antevisão ...

Sexta-feira , Mai 27 2022
16

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61981

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30714

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24919

AP Macau realizou a ...

Quarta-feira , Nov 13 2019
877

OC Barcelos 3-2 FC ...

Sexta-feira , Dez 15 2017
1282

Conheça a equpa B do HC ...

Segunda-feira , Set 21 2020
891

ventosaterapia

maxresdefault Cópia 640x448

O Presidente do SC Tomar numa entrevista concedida à Rádio “Hertz” deu a sua opinião relativamente ao cancelamento das provas de hóquei em patins e deixou claro que além de respeitar as decisões superiores, fica também um aviso a que haja transparência nas decisões que serão tomadas e que definirão o que falta desta época e à planificação da próxima.
Uma entrevista clarificadora do que pensa o presidente do SC Tomar, clube que liderava desde a primeira jornada, a zona sul da 2.ª divisão.

Penso que esta decisão era expectável face à situação, a todos os títulos extraordinária que estamos a viver no mundo. Não faria muito sentido retomarmos a competição em qualquer das modalidades face aos problemas que se tem verificado.
Há que ter a perceção que há Pavilhões que estão ocupados como Hospitais de Campanha como é o caso dos pavilhões de Alverca SC Torres, Académica Coimbra, Valongo e muitos mais, o que criava contingências a todo o nível, porque em primeiro lugar está a saúde pública”.

O SC Tomar respeitará qualquer tipo de decisão

O SC Tomar desde o primeiro momento, foi público que mesmo que as decisões tomadas pela Federação fossem ao arrepio ou que não fossem ao encontro das nossas expectativas, respeitaríamos qualquer tipo de decisão e é isso que fazemos intensão de levar até ao fim.
O comunicado que foi tornado público é emanado de 4 Federações (Basquetebol, Patinagem, Andebol e Voleibol), que é muito mais lato e abrangente e agora ficamos a aguardar que a FPP tal como se comprometeu com os Clubes até 18 de Maio, apresentar uma proposta concreta daquilo que será a próxima época desportiva.
Fala-se de cenários de liguilha, aquilo que vem neste comunicado é que a única Federação que salvaguarda essa situação de subidas e descidas é a FPP e após várias reuniões com os Clubes, iremos aguardar pela proposta da FPP, e da planificação para a época 2020/2021.
Logicamente que qualquer cenário será equacionado pelo SC Tomar e penso que neste momento é a posição mais sensata que os Clubes também devem tomar.
Não alinhamos em qualquer tipo de antecipações de cenários, e vamos aguardar porque compete à FPP, propor aos Clubes um modelo competitivo, não sabendo para a próxima época que modelo será concretizado, mas cá estaremos, para o caso de ir à Liguilha, e na pré-época cá estaremos para competir, caso haja outro tipo de decisão, respeitaremos.
É isso que compete ao SC Tomar, é um Clube centenário, e o interesse neste caso, é nacional.

Exigimos respeito, queremos “Verdade Desportiva” e “Transparência”

Em condições de igualdade e em condições onde se respeitar a verdade desportiva, o SC Tomar é das equipas que se fala estar, possivelmente, numa futura Liguilha e não tenho qualquer problema em dizer que em termos de trabalho e de qualidade do plantel, somos os melhores, e temos que exigir que sejamos tratados da mesma forma como as outras equipa, também o deverão desejar e espero que assim seja.
Eu não posso pedir que quando vier aqui a segunda melhor equipa de uma divisão, tenha árbitros de Tomar, em Tomar, como foi o caso do último jogo que realizamos neste campeonato frente ao Candelária.
O quero dizer que se o cenário for esse, que é desvirtuar uma competição, com certeza que desta vez seremos muito mais duros e perante situações limite tomaremos como no passado nunca tomámos, mas aquilo que nós queremos, e acho que todos querem, porque todos estamos nisto a bem é que haja verdade desportiva, não haja jogos de bastidores e que de alguma forma e todos sem exceção, sejam de Lisboa, do Porto, do Minho, etc, sejam igualmente respeitados.
Vamos exigir respeito, e se não existir esse respeito, o SC Tomar tomará as decisões em prol e em defesa dos seus interesses.

Fonte/Foto- Rádio “Hertz”

4 Quinta