a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

“Carlitos” Silva assina ...

Sexta-feira , Mai 29 2020
28

Paulo Almeida- “Ainda ...

Sexta-feira , Mai 29 2020
68

Comunicado Conjunto das ...

Sexta-feira , Mai 29 2020
101

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58770

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26624

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21229

2.ª D- Sul- Grândola ...

Sexta-feira , Out 09 2015
1087

10º Torneio ...

Quinta-feira , Fev 15 2018
904

Márcio Rodrigues renova ...

Quarta-feira , Jun 14 2017
1271

pluri unhas J

benfica liga europeia 2016 5 new

Duas épocas depois de ter vencido pela primeira vez a Liga Europeia – a primeira tinha sido em 2012/13 –, o Benfica voltou a subir ao grande palco europeu, e, na final four da competição, que foi acolhida pelas águias na temporada 2015/16 no Pavilhão Fidelidade, a mais importante prova da modalidade ficou em casa.
Depois de superar o Barcelona nas meias-finais após grandes penalidades, seguiu-se, no dia 15 de maio de 2016, a final 100% portuguesa diante da Oliveirense, que culminou com a conquista da 2.ª Liga Europeia para os encarnados, após vitória por 5-3 com golos de Diogo Rafael (2), Carlos Nicolía (2) e Jordi Adroher.
Em conversa com o jornal O Benfica, o capitão da equipa de hóquei em patins, Valter Neves, recordou, quatro anos depois, a final, de que se lembra "como se fosse hoje", assim como o jogo com o Barcelona nas meias-finais da Liga Europeia, dia em que o Benfica se sagrou... Campeão Nacional pela 23.ª vez.

"Foi realmente um fim de semana histórico, e também fomos campeões nacionais nessa altura. Estávamos muito bem lançados no Campeonato, faltava-nos uma vitória, e no dia em que jogámos a meia-final contra o Barcelona [no dia 14 de maio desse ano], com o Pavilhão Fidelidade cheio, estávamos empatados e fomos para prolongamento. Quando estávamos no prolongamento, começámos a ouvir das bancadas cânticos de 'campeões, campeões'. O FC Porto estava a jogar à mesma hora que nós no Campeonato, em casa com o Valongo, e empatou [6-6]. Esse resultado permitiu-nos ser campeões nacionais, e então os adeptos nas bancadas começaram a festejar e a gritar 'campeões', e nós passado um bocado lá nos apercebemos de que éramos campeões nacionais. Foi um momento inacreditável... inacreditável também porque parece que nos deu mais força e motivação para ganhar ao Barcelona", contou Valter Neves.

"Ganhámos ao Barcelona após grandes penalidades e depois do final do jogo fomos para o hotel, mas sabíamos que ainda não podíamos festejar o Campeonato porque tínhamos o jogo na final da Liga Europeia no dia a seguir, e tínhamos de estar concentrados. Era uma mistura de sentimentos nessa noite, que até foi muito mal dormida, mas no dia a seguir conseguimos ganhar à Oliveirense em casa, festejar com os nossos adeptos, no mesmo dia em que o futebol foi Tricampeão Nacional, e ainda subimos ao relvado do Estádio da Luz. Foi um momento realmente inesquecível", relembrou o defesa de 36 anos, que representa o Benfica há 16 temporadas, e que já em 2013 tinha conquistado pela primeira vez na história do Benfica a competição, admitindo que não se esquece das palavras do treinador Pedro Nunes, que na altura comandou a equipa à glória, antes do jogo da final com a Oliveirense.

"Foi um discurso motivador, mas também tranquilizador para mantermos a calma e estarmos focados, porque realmente estávamos ali a viver um turbilhão de emoções em menos de 24 horas, e tínhamos de nos focar naquilo que era a nossa tarefa e no que iríamos ter pela frente. Naquela altura, termos alguma estabilidade emocional era o mais importante devido a todo o ambiente que se vivia à nossa volta", narrou o internacional português.

Fonte/Foto- SL Benfica

formandum 2