a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Marco Barros- “Muito ...

Quinta-feira , Ago 06 2020
49

GD Sesimbra faz ...

Quinta-feira , Ago 06 2020
182

CN de Seniores Femininos ...

Quinta-feira , Ago 06 2020
55

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59170

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27010

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21481

3.ª D - Zona C – ...

Terça-feira , Out 25 2016
1210

“Leões” de Tomar já ...

Terça-feira , Ago 27 2019
698

CN Sub20 Fase Final: AD ...

Domingo , Mai 08 2016
1777

pluri unhas J

img 920x5192020 07 16 21 02 04 1727447

Hoquista português diz-se feliz com a primeira época no Barcelona, mas quer mais em 2020/21
Depois de vários anos ao serviço do FC Porto, Hélder Nunes deu na temporada passada o salto para aquele que é considerado por muitos como o maior clube do Mundo e, feito o balanço, o arranque de experiência no Barcelona não poderia ter sido mais positivo. O único amargo de boca foi mesmo a paragem devido à Covid-19, que acabou por determinar o final antecipado do campeonato. Os catalães foram campeões, mas o jogador de 26 anos assume que queria conquistá-lo dentro do ringue e não na secretaria.

"O balanço da época é fantástico. Estávamos a jogar um hóquei bonito e que chamava a atenção das pessoas. Ganhámos quase todos os jogos do campeonato e batemos o recorde do clube de vitórias seguidas numa temporada, o que para nós jogadores e staff mostra que a época estava a ser bem conseguida. [Os resultados] acabaram por corresponder, mas não na totalidade porque não pudemos acabar a época e nunca iremos saber se iríamos atingir os objetivos que tínhamos. Contudo, temos a certeza de que estávamos num bom caminho e na próxima época voltaremos em força", frisou o hoquista português, que assume "um sentimento agridoce" pela forma como o título foi conquistado. "Somos desportistas e gostamos de mostrar o nosso trabalho nos momentos decisivos. Esperemos que na próxima época as coisas voltem ao normal e possamos desfrutar da presença dos adeptos nos pavilhões".

De olho nessa nova temporada, e com a vontade de que tudo volte ao normal, a motivação não poderia ser maior: "Vai ser uma época especial porque penso que todos os clubes vão ter de se reerguer desta fase que passamos. Espero que todos os desportos consigam sair por cima. Tenho a sorte de jogar tanto no clube como na seleção com os objetivos máximos. Seja num ou noutro sítio, temos objetivos de conquistar todas as competições em que estamos inseridos e isso é a beleza do desporto ao mais alto nível", explicou.

Uma mudança perfeita
Natural de Barcelos, e depois de sete anos a jogar no Porto, Hélder Nunes foi obrigado a dar uma volta de 180º à sua vida, ao mudar-se de armas e bagagens para Barcelona em busca de realizar o sonho de jogar pelos catalães. Feito o balanço no plano pessoal, o hoquista internacional português assume que tudo saiu conforme esperado. O problema mesmo a "a distância para a família e o facto de não poder estar com eles todos os fins-de-semana ou até mesmo durante a semana".
"De resto, correu tudo de forma perfeita. Estou a realizar um sonho de criança e a construir a minha família em Barcelona. Estou no lugar perfeito para continuar a crescer. Quando se troca de clube é sempre complicado, mas quando essa troca é para o Barcelona as pessoas entendem melhor. É o melhor clube do Mundo e toda a gente percebe que, na vida de um hoquista, jogar no Barcelona é uma oportunidade que não se pode desperdiçar", frisou o hoquista nacional, que em agosto será pai pela primeira vez. Mais um motivo para celebrar...

Fonte- Jornal “Record” / Fábio Lima * Foto- Jornal “Record”

2 formandum