hctcdpa

O CD Paço Arcos somou o primeiro triunfo na Liguilha, após dois empates ao vencer em Almeirim o HC “Os Tigres” por 3-2, com a vitória da formação da linha a surgir já à entrada do ultimo minuto do encontro.
Uma partida decisiva para o conjunto treinado por Miguel Dantas que jogava no “ABC” um lugar de acesso à 1.ª divisão, como também para o Tigres um jogo onde um triunfo a deixaria à “bica” de se manter na 1.ª divisão.
Um jogo muito intenso, como intenso foi o calor no pavilhão, com oportunidades para os dois lados, mas no final os três pontos a sorrirem ao Paço Arcos, que acabou por ter a “estrelinha”, se quisermos, dizer também, maior assertividade na hora da verdade.
Um Tigres que deu tudo em rinque, em nada foi inferior ao seu adversário, mas faltou-lhe a pontaria, o discernimento no momento certo para desferir o gole que poderia ser fatal à formação da linha.
Primeira parte a terminar com um empate a uma bola, com o Tigres ainaugurar o marcador por Miguel Feio e aintes do intervalo Ricardo Barreiros a fazer o empate.
Uma segunda parte, em momentos frenética, com os dois conjuntos a procurarem a felicidade, mas esta só poderia sorrir a um dos lados, e acabou por optar pelo CDPA.
O Tigres voltou a ganhar vantagem por Hernâni Domingos. O PA empataria pouco depois por João Sardo, com o mesmo jogador a fazer o golo que ditou o triunfo a um minutos do términus do jogo.
Uma vitória que coloca o Paço Arcos na terceira posição e a depender apenas de si para garantir um dos lugares que dará acesso ao maior campeonato do munto.
Quanto ao Tigres só se poderá queixar de si próprio, e pese a entrega e vontade da muita juventude que impera na equipa de André Luís, faltou a maturidade e em momentos a “matreirice” que sobrava do lado contrário. Até ao final desta Liguilha, o tigres, tem matematicamente oportunidade de poder manter-se na 1.ª divisão, mas não poderá claudicar em momento algum e esperar que o PA tropece numa das jornadas que ainda falta.

4 dourocabe