a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Leões tornaram fácil o ...

Sábado , Out 24 2020
90

Oliveirense sorri no ...

Sábado , Out 24 2020
71

Águias de volta aos ...

Sábado , Out 24 2020
73

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
59532

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
27422

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21832

Frederico Pacheco vai ...

Sexta-feira , Dez 22 2017
1399

Será que vem aí uma ...

Terça-feira , Abr 23 2019
663

José Pedro Maia e os ...

Segunda-feira , Jan 04 2016
1547

Pluriform PP1

120033051 3815447808483693 1345508421921406265 o

O HC “Os Tigres” mantem-se na primeira divisão, depois de vencer o Parede FC por 2-1 na última jornada da Liguilha de acesso à 1.ª.
A equipa ribatejana entrava nesta ronda crucial, a precisar de somar os três pontos para poder ficar no melhor campeonato do mundo. Uma pressão acrescida perante um Parede que sem nada a perder e à procura de somar os primeiros pontos poderia ser uma arma perigosa para a formação de Almeirim.
Primeiros minutos de equilíbrio com o correr dos minutos a mostrar ascendente do Parede perante um Tigres mais recuado, tentando não ser surpreendido e a apostar em transições rápidas de forma a surpreender a defensiva da equipa da casa.
O primeiro golo surgiu no stick de Diogo Alves a emendar um remate de Miguel Feio, corria então o minuto 18.
O Parede FC respondeu no minuto seguinte por Zé Costa numa seticada de longe que surpreendeu Igor Alves.
A segunda parte trouxe um Tigres mais tranquilo, mas ainda assim a deixar a iniciativa à formação da linha.
João Maló aos 14 minutos coloca a equipa de Almeirim a vencer, e a partir daí viu-se um Tigres mais defensivo e a tentar segurar a magra vantagem que dispunha.
Manuel Coimbra pouco depois do golo do Tigres dispôs de um LD mas desperdiçou, e aos 22 minutos o Tigres poderia ter sentenciado o jogo, não fosse Filipe Bernardino desperdiçar o LD que a sua equipa dispôs.
Mas o calafrio veio logo de seguida quando Zé Costa teve no stick a oportunidade de empatar, mas a não conseguir desfeitear Igor Alves na marcação de um LD após Azul mostrado a Maló.
Ultimos minutos do Tigres a aguentar o ultimo assalto do Parede, mas a segurar o triunfo que lhe garantiu a permanência na 1.ª divisão.
Com o Tigres sobem também o SC Tomar e o Famalicense, com SC Marinhense, CD Paço Arcos e Parede FC a disputarem o nacional da 2.ª divisão.

2 formandum