a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

WSE Continental Cup será ...

Quarta-feira , Ago 10 2022
37

Trio reforça Riba D´Ave ...

Quarta-feira , Ago 10 2022
85

Sistema de Revisão Vídeo ...

Terça-feira , Ago 09 2022
52

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62203

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31072

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25213

Oliveirense apresenta ...

Sexta-feira , Jul 10 2020
965

Análise de Nuno Lopes ao ...

Sexta-feira , Abr 29 2016
1882

1.ª D- Resumo da UD ...

Segunda-feira , Abr 25 2022
302

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

124617892 670786853636158 2702772047711812224 o

O SC Tomar recebeu no seu recinto, esta quarta feira o Famalicense AC e venceu por 8-3, em jogo referente à 6.ª jornada, somando a sua terceira vitória consecutiva no campeonato e ascendendo ao 4.º lugar da tabela classificativa.
Um início de prova que certamente poucos perspetivavam, mas os números falam por si. 16 pontos somados após 8 jornadas realizadas, que a coloca como a equipa sensação neste primeiro terço do campeonato indígena.
Um jogo onde a equipa de Nuno Lopes foi superior nos cinquenta minutos de jogo, frente a um Famalicense que só na parte final da partida acabou por ceder e com isso permitir ao conjunto verde e branco dilatar o marcador.
Ao intervalo registava-se um empate a duas bolas, numa primeira metade de jogo rápido e de oportunidades para os dois lados. O Famalicense inaugurou o marcador por Hugo Costa na recarga após um LD mas o SC Tomar reagiu de pronto e empatou por Ivo Silva. Seria Pedro Mendes a voltar a dar vantagem aos forasteiros em vantagem mas Rúben Sousa acabaria por recolocar o empate a 2 bolas no marcador, resultado que se manteve até ao intervalo.
As duas equipas, a exemplo do primeiro tempo, entraram para a etapa complementar à procura de ganhar vantagem sobre o adversário. O SC Tomar foi mais assertivo, e acabou por pela primeira vez na partida passar para a frente do marcador, “Xanoca” aos 8 minutos fez o 3-2 e aos 15 minutos “Rubinho” Sousa colocava o placard em 4-2.
O SC Tomar controlava o jogo, geria as incidências da partida e Filipe Almeida aos 19 minutos aumentou para 5-2.
Seis minutos ainda para se jogar, mas pela forma como as equipas reagiam parecia difícil o triunfo fugir aos tomarenses. Juan Lopez aos 20 minutos reduz, de LD mas até ao final seriam os leões nabantinos a fazer o gosto ao stick. “Rubinho” Suosa de LD faz o 6-3 e assina o seu hat trick na partida e no minuto seguinte é a vez de Anderson “Nery” fazer o 7-3, também de LD após a exclusão de Juan Lopes por Azul.
Ainda tempo de Hernâni Diniz fazer o gosto ao “aléu” assinando o 8-3 à entada do minuto final do encontro, e numa fase onde a equipa minhota, parecia já desligada do jogo.
Um triunfo, gordo dos leões, perante um Famalicense que enquanto teve “gás” nunca deixou o SC Tomar “dormir na parada” já que Veludo esteve, mais uma vez em grande anulando várias oportunidades ao conjunto de Vitor Silva.
Sem mácula esta vitória, que como dissemos, peca certamente por ser demasiado pesada para aquilo que as duas equipas fizeram, mas aceita-se plenamente, até pela atitude que a equipa ribatejana mostrou desde o primeiro ao ultimo minuto do jogo.
Na próxima jornada o SC Tomar desloca-se ao Pavilhão de Barcelos onde defrontará a equipa local com o Famalicense a ser anfitrião da UD Oliveirense.

Foto- João Flores

Curso Barbeiro Completo