a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

FC Alverca termina com ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
117

Tiago Almeida deve ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
83

Play- Off – Resumo do SC ...

Segunda-feira , Mai 23 2022
40

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
61973

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30705

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
24910

Diogo Alves Rodrigues ...

Quinta-feira , Dez 31 2015
1902

3.ª Div. Norte A: FC ...

Sábado , Abr 15 2017
1815

Resumo do Jogo Forte Dei ...

Sexta-feira , Jun 16 2017
1879

ventosaterapia

129760440 3868279769869165 7708696127021840035 o

A equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal empatou, na manhã deste sábado, diante da AD Sanjoanense por 3-3, em jogo da 13.ª jornada do Campeonato Nacional.

Líderes isolados da prova, os Leões chegaram à última ronda da primeira volta como a única equipa ainda sem qualquer derrota, apresentando-se em São João da Madeira com um cinco inicial composto por Ângelo Girão, Gonçalo Nunes, Toni Pérez, Matías Platero e João Souto.

Após um início de partida bastante equilibrado entre as duas formações, e de um pontapé de penálti falhado por Toni Pérez, o primeiro golo da manhã pertenceu a João Souto, que fez o gosto ao stick à passagem dos dez minutos. Na sequência de um ataque com a bola controlada, o jogador verde e branco foi mais rápido do que os adversários e, a partir de trás da baliza, enganou o guarda-redes e colocou o esférico no fundo das redes. Estava feito o primeiro do encontro.

Na resposta, a AD Sanjoanense não se deixou intimidar e lançou-se na frente de ataque, mostrando-se mais perigosa e chegando ao empate poucos minutos depois, na sequência de um remate de longa distância da autoria de João Lima. Logo a seguir, novo penálti para os Leões, mas desta vez foi Gonçalo Nunes que não conseguiu concretizar mais uma excelente oportunidade para voltar a entregar a liderança do marcador à formação verde e branca.

Com dez minutos para jogar da primeira parte e a partida bastante dividida, Paulo Freitas pediu time-out para dar indicações aos seus pupilos e a partir daqui o jogo assumiu uma dinâmica de ataques e contra-ataques constantes, com o Sporting CP a dispor de algumas oportunidades soberanas para marcar, mas sem conseguir concretizar.

E como quem não marca sofre, a cinco minutos do interregno Tiago Almeida colocou a AD Sanjoanense pela primeira vez na frente do placard com um remate de longa distância, fixando o resultado ao intervalo em 2-1.

No regresso dos balneários, os Leões entraram decididos em mandar no jogo e carregaram sobre a defensiva da equipa da casa, chegando ao empate com relativa naturalidade. Depois de um primeiro remate de Matías Platero, a bola sobrou para João Souto que, a poucos centímetros da linha de golo, teve apenas de encostar para bisar e restabelecer o empate no marcador.

Ultrapassados os primeiros cinco minutos da segunda parte, o Sporting CP não diminuiu a intensidade e continuou lançado no ataque, só que do outro lado estava um Marco Lopes bastante inspirado entre os postes, principal razão para que os Leões não estivessem ainda na frente do marcador dado o elevado volume de ocasiões de golo criadas.

A dez minutos do último soar da buzina, chegou finalmente o terceiro golo verde e branco. Numa jogada de insistência dos Leões, Nolito Romero rematou ‘do meio da rua’ com a bola ainda a ser desviada por Ferran Font antes de entrar na baliza. Estava consumada a reviravolta no marcador, a segunda do jogo, obrigando a AD Sanjoanense a ir em busca do resultado já com pouco tempo para jogar.

A seis minutos do intervalo, os homens da casa voltaram a empatar a partida, mas o Sporting CP não se rendeu e, depois de uma primeira oportunidade de João Souto que enviou a bola ao poste, passou os instantes finais a tentar, de todas as formas e feitios, chegar ao triunfo, o que já não viria a acontecer.

Com este resultado, o Sporting CP mantém-se na liderança do Campeonato Nacional, com 30 pontos, sendo detentor da melhor defesa da prova.

Fonte- Sporting CP * Foto- Facebook AD Sanjoanense/António Anacleto

calendario Pluriform 3