a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

2.ª- Sul- Parede abanou ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
154

Nery assina pelo Riba ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
520

2.ª Sul- Paços Arcos ...

Sexta-feira , Jun 11 2021
169

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60350

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28373

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22728

2.ª Div. Norte regressa ...

Quarta-feira , Jan 04 2017
1562

FC Porto Sub17 vence CH ...

Domingo , Nov 09 2014
2759

Barcelona bate Follonica ...

Sábado , Fev 16 2019
636

10

170277571 139658534829399 4644776869056412416 n

Guillem Cabestany projeta a meia-final da Liga Europeia de hóquei em patins, diante da Oliveirense (sábado, 17h00)
Está de volta a maior competição de clubes de hóquei em patins do velho continente. Praticamente um mês depois de concluir a fase inaugural na liderança grupo A, o FC Porto tem encontro marcado com a Oliveirense na primeira meia-final da Liga Europeia (sábado, 17h00, RTP 1). De volta ao Luso, os portistas retomam a busca pelo troféu que teima em escapar há mais de três décadas e para isso terão de ultrapassar “uma grande equipa que está no último fim de semana da época e que tem menos pressão”. Quem o diz é Guillem Cabestany, um treinador triste pela ausência forçada da Nação Porto: “Vai ser um fim de semana muito diferente. Jogar uma Final Four da Champions sem o calor humano é uma pena. Sabemos todos que os nossos adeptos nos acompanham e apoiam à distância como sempre fizeram”. Recorde-se que outro jogo das “meias” opõe o Benfica ao Sporting.

Focados em recuperar a melhor versão
Trabalhar sobre vitórias é mais fácil, porque a equipa fica mais contente. Trabalhar sobre derrotas, que é o que não queremos, traz um pouco de tensão na equipa para tentarem corrigir os erros no jogo anterior. Estamos focados em corrigir os erros e em pensar na forma de recuperar a melhor versão da nossa equipa para enfrentarmos da melhor forma o adversário seguinte.

Foco total na Oliveirense
O nosso objetivo é unicamente focarmo-nos na Oliveirense. Mais do que isso, quero recuperar a nossa melhor versão e a tranquilidade que as exibições nos vinham dando. Uma derrota como a da semana passada obviamente que mexe connosco, e o foco é trabalhar durante a semana para corrigirmos os erros, recuperarmos a confiança e a alegria dos jogadores. O que conta é o primeiro jogo, superar a Oliveirense é o primeiro objetivo neste momento.”

Adversário menos pressionado pelo calendário
“Todos conhecemos a qualidade do plantel da Oliveirense. Sabemos que vai ser um jogo muito complicado e equilibrado. Ambas as equipas têm ferramentas para ganhar e obviamente que vemos como foram os jogos contra eles no campeonato. Vamos tentar melhorar - apesar de termos feito dois bons jogos – algumas coisas que pensamos que nos podem trazer frutos para ganharmos no sábado. Estamos à espera da melhor versão da Oliveirense, uma grande equipa que está no último fim de semana da época e que tem menos pressão. É o último objetivo que eles têm e de certeza que vão dar tudo por tudo.”

O Pavilhão do Luso
“Já jogámos em muitos pavilhões em Portugal. O mais importante é o piso e as tabelas, que é o que pode influenciar diretamente o jogo. É um rinque melhorável, o pavilhão também, tal como as condições que temos à volta. Não é desculpa nenhuma, só acho que o local onde vamos disputar a Final Four é um local que pode ser melhorado.”

A ausência dos adeptos
“Vai ser um fim de semana muito diferente. Jogar uma Final Four da Champions sem o calor humano é uma pena. Sabemos todos que os nossos adeptos nos acompanham e apoiam à distância como sempre fizeram. Dentro do pavilhão estaremos sozinhos mas com uma sensação de termos muita gente atrás de nós.”

Fonte/Foto- FC Porto

manicurepedicure cartaz