a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

CNF- Leoas carimbam ...

Segunda-feira , Jun 14 2021
13

Sanjoanense tem cinco ...

Segunda-feira , Jun 14 2021
925

Cabestany- “A final do ...

Segunda-feira , Jun 14 2021
87

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
60361

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
28385

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
22736

Santa Cita arrecada dois ...

Segunda-feira , Fev 16 2015
1821

Resumo do Riba D´Ave HC ...

Terça-feira , Jan 08 2019
680

Treinos das Seleções ...

Quarta-feira , Out 18 2017
933

10

img 920x5182021 06 06 13 37 58 1859660

O FC Porto está na frente da final do Play-off do Campeonato Nacional de hóquei em patins depois de vencer o Sporting (3-1), no Dragão Arena, no primeiro jogo da série, disputada à melhor de cinco.

O bom momento do FC Porto, alicerçado na grande reviravolta na eliminatória com o Benfica, fez-se nota durante os primeiros 25 minutos do primeiro clássico da final. O coletivo comandado por Guillem Cabestany protagonizou uma primeira parte de altíssimo nível e foi para o intervalo a vencer por 2-0 graças aos golos de Gonçalo Alves e Carlo Di Benedetto. A superioridade dos Dragões foi de tal forma evidente no primeiro tempo, que o 2-0 sabia a pouco à ida para o descanso.

Com pouco menos de sete minutos jogados na etapa complementar, Gonçalo Alves aproveitou com categoria a primeira bola parada do encontro e chegou aos 60 golos no campeonato de livre direto, fazendo o 3-0 para o FC Porto, mas Ferran Font reduziu a diferença segundos depois. Na sequência de um cartão azul discutível mostrado a Reinaldo García, Xaviar Malián esteve em grande ao travar o livre direto batido por Gonzalo Romero com 12 minutos para jogar.

O guarda-redes espanhol liderou a resistência portista durante dois minutos estoicos em inferioridade numérica, até que a situação se alterou com o cartão azul a Pedro Gil a pouco mais de quatro minutos do fim. Xavier Malián foi um monstro a negar o 3-2 a Ferran Font na cobrança de um livre direto com cerca de 40 segundos para jogar e ajudou o FC Porto a segurar a vantagem de dois golos. Com muita qualidade e competência, os Dragões conseguiram a primeira das três vitórias necessárias para conquistar o título nacional.

“O que conta agora é ganhar três em cinco. Este era muito importante, porque na série anterior começámos com duas derrotas em casa e isso complica muito as coisas. Vínhamos de um esforço brutal nas meias-finais, o que nos podia fazer baixar os níveis de concentração, mas a equipa demonstrou uma atitude espetacular, de toda a gente. Estamos contentíssimos pela vitória, mas também pelas sensações de uma equipa compacta e difícil de bater. Agora vamos tenter somar a segunda vitória no segundo jogo. A equipa está a defender bem, está com um grande nível de concentração e tem no Xavier Malián um dos melhores guarda-redes do mundo, se não o melhor”, afirmou o treinador Guillem Cabestany após a partida.

O segundo jogo da final está agendado para a próxima quinta-feira, dia 10 de junho, às 14h00 (FC Porto TV e Porto Canal), no Pavilhão João Rocha, em Lisboa.

 

fonte:fcporto.pt