272720771 7250250561659298 4096324291767467021 n

O Pavilhão Municipal Fernando Quintino em Santa Maria da Feira recebeu esta quarta feira o jogo que se encontrava em atraso da 11.ª jornada com o CA Feira a ser anfitrião do actual líder desta zona norte, o Riba D´Ave HC, com a equipa da casa a sair vencedora por 3-2 num jogo intenso e com “casos” bicudos.
Um CA Feira a viver um excelente momento de forma (eliminara o CD Paço Arcos no passado fim de semana para os 16 avos de final da TP) tinha pela frente um Riba D´Ave que tem mostrado supremacia nesta zona norte onde apenas perdera por uma vez no decorrer da temporada.
Tiago Pinheiro inaugurou o marcador aos 9 minutos fazendo o 1-0, e seria Gustavo Pato aos 20 minutos a empatar a contenda.
Esperava-se tudo na segunda metade, e esse tudo esteve em rinque.
Depois de “Miccoli” ter desperdiçado dois LD seria o CA Feira a adiantar-se no marcador ao fazer o 2-1 por Rui Pedro de LD, corria o minuto 11.
Responderia a equipa forasteira que aos 18 minutos e na marcação de uma GP fez o empate por intermédio de Daniel Pinheiro.
O caso do jogo aconteceria aos 21 minutos. Numa jogada de ataque do Riba D´Ave, estes fazem golo, iniciam a a festa, mas inexplicavelmente e depois de ter parecido que a sinalética do arbitro da bancada indicava o golo, abola sai da pequena área do feira que num ataque sem jogadores adversários e só com o guardião pela frente, fazem o 3-2.
Sururu montado, a confusão instalada, mas a decisão da dupla de arbitragem foi intransigente. Anulou o golo do RAHC e validou o CA Feira, quando faltavam então cerca de quatro nminutos para terminar a contenda.
Até final, nervos à flor da pele, e se de um lado o público puxava pelos seus (os da cas) do outro era a indignação pela decisão da arbitragem que acabaou por ser decisiva no desfecho final do encontro.
Uma derrota do Riba D´Ave HC que não a retira da liderança mas viu o CA Feira ficar mais perto do lugar mais apetecível, somando agora 27 pontos e a ocupar a 4.ª posição da tabela classificativa.
A próxima jornada a disputar-se no próximo sábado tem uma Juventude Pacense- Riba D´Ave, o prato forte da ronda 14 e que poderá trazer alterações no topo da classificação.

Foto- Facebook Riba D´Ave HC

2 Cab Essencial