a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Bernardo Ramalho reforça ...

Segunda-feira , Jul 04 2022
58

Termas OC com 3 reforços

Segunda-feira , Jul 04 2022
98

Francisco Beirante é ...

Segunda-feira , Jul 04 2022
65

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62103

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
30893

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25047

Resumo 1/4 final Elite ...

Segunda-feira , Out 01 2018
1273

3.ª D- Zona C – 19.ª ...

Sexta-feira , Abr 07 2017
1407

Pedro Silva reforça ...

Quinta-feira , Jul 20 2017
1743

massagista inicial

ricare

Uma exibição menos conseguida mas com otimismo para o que ainda falta, foi, em suma esse o espírito mostrado por Ricardo Ares, o treinador do FC Porto no final do encontro no Fidelidade e que ditou a derrota dos dragões neste segundo jogo da final.

"Queríamos continuar na frente da eliminatória, mas não foi possível porque nos faltaram alguns aspetos importantes para discutirmos o jogo. Não conseguimos vencer e já só pensamos no terceiro jogo, que encaramos com toda a ambição. Sobretudo no ataque, acredito que nos faltou um pouco de calma para encontrarmos melhores espaços e situações. Isso seria sinónimo de maior eficácia, mas são coisas que acontecem. Creio que a ansiedade nos fez decidir pior, mas é uma situação normal de jogo que analisaremos e corrigiremos. O que espero para quarta-feira é que entremos para ganhar. A ambição da equipa está intacta, continua exatamente igual. Temos de repetir o que fizemos bem no passado e evitar o que fizemos hoje num jogo que não correu bem. Agora resta-nos recuperar, olhar para o próximo jogo e reunir as máximas condições possíveis como fizemos durante toda a época. Estamos confiantes de que, com o apoio dos nossos adeptos e da nossa gente, iremos levar a melhor", declarou Ricardo Ares após o apito final.

Fonte/Foto- FC Porto

barbeiro