a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Protocolo do Sistema de ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
58

Calendário da Elite Cup ...

Quinta-feira , Ago 11 2022
86

WSE Continental Cup será ...

Quarta-feira , Ago 10 2022
66

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62220

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31085

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25230

Torn. Enc. AP Porto ...

Segunda-feira , Mai 15 2017
1968

Joca Guimarães renova ...

Quinta-feira , Jun 15 2017
1572

ADJ Vila Praia ...

Sexta-feira , Set 15 2017
1366

Curso Unhas de Gel Profissional 25h ed

Hoquei Angelo Girao Verona Joao Souto

Ex-técnico leonino afirmou que as decisões foram da exclusiva responsabilidade dos dirigentes do Clube de Alvalade

Paulo Freitas, ex-treinador de hóquei em patins do Sporting, em declarações ao Jornal ‘A Bola’ afirmou, entre outras temas, que a decisão de retirar a braçadeira a Ângelo Girão, guardião leonino, partiu da Direção verde e branca, bem como a de dispensar os serviços de Pedro Gil.

Paulo Freitas começou por criticar o facto de essa mudança nos capitães de equipa nunca ter sido comunicada ao próprio Ângelo Girão: “Foi tomada a decisão dentro do clube de tirarem a braçadeira. Mais uma vez, tem a ver com a Direção. Mas o que é um facto é que essa decisão nunca lhe foi comunicada. Pelo contrário, o Girão perde a braçadeira porque a entrega. Pediu para ser ouvido, marcou uma reunião, na qual entregou a braçadeira. Foi nomeado o Pedro Gil e, quando saiu, foi entendido voltar a entregar a braçadeira de capitão ao Girão”.

Sobre a saída de Pedro Gil de Alvalade, Paulo Freitas afirmou que o ex-leão foi o melhor profissional que já orientou: “Tive pena que o Pedro saísse. O melhor profissional com quem trabalhei. Em janeiro de 2021, começamos a perspetivar algumas coisas para esta última época e levantei a questão da continuidade dele devido a conjunto de fatores”.

O ex-técnico dos leões garantiu que, numa primeira fase, a direção leonina lhe assegurou a continuidade de Pedro Gil, mas, poucos dias após o fim da época, o atleta saiu: “Foi-me dito claramente que a continuidade dele era inequívoca e aceitei. Quinze dias depois do final da época, fui confrontado com a saída do Pedro sem ter sido ouvido”, disse o técnico, acrescentando que sente “alguma mágoa porque deixou-se sempre que algumas coisas que se passavam caíssem em cima de si, quando, na realidade, não é verdade. Não tive oportunidade de falar com o Pedro, mas entendi que não deixaria de lhe dizer tudo aquilo que pensava e então enviei-lhe um email”, terminou Paulo Freitas.

Fonte- leonino.pt * Foto- Sporting CP

Curso Esteticista Inicial 250h ed