a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Portugal vence França e ...

Sábado , Set 24 2022
11

Ricardo Ares- “Éramos ...

Sábado , Set 24 2022
4

Triunfo difícil mas ...

Sábado , Set 24 2022
6

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
62375

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
31267

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
25368

Zé Pedro vai continuar ...

Quinta-feira , Jun 14 2018
1397

Leões entram com Patim ...

Quinta-feira , Ago 21 2014
3503

CN Sub-20- Leões de ...

Domingo , Jul 24 2016
2482

Nail Art Nível I 19 Setembro

jpm 2022 hoq porto 16

O Sporting Clube de Portugal recebeu e venceu o FC Porto, este domingo, por 4-2 na primeira jornada da fase regular do Campeonato Nacional.

No Pavilhão João Rocha, onde estiveram e foram aplaudidos elementos da equipa de basquetebol que conquistou a Supertaça diante do SL Benfica, o treinador Alejandro Domínguez apostou em Ângelo Girão, Matías Platero, Alessandro Verona, Gonzalo Romero e Toni Pérez para o cinco inicial no clássico.

Começou melhor o Sporting CP, com Matías Platero a ter duas oportunidades nos primeiros minutos. Pouco depois, o argentino serviu Toni Pérez, que acertou no ferro. Na resposta, e contra a corrente do desafio, Xavi Barroso marcou e o FC Porto fez o 0-1.

Pouco depois, Gonçalo Alves viu o cartão azul e o Sporting CP teve direito a um livre directo, mas Gonzalo Romero atirou ao lado. A seguir, Ferran Font teve boas chances, mas foi aos 11 minutos que o emblema e Alvalade chegou ao empate. Gonzalo Romero trabalhou de forma fantástica, passou pelos adversário como faca quente em manteiga e deu a João Souto, que não desperdiçou. 1-1 no clássico.

O Sporting CP continuou forte e Matías Platero esteve muito perto de facturar aos 17 minutos, mas o 2-1 chegou no minuto a seguir.

Gonzalo Romero sofreu falta na área dos dragões e foi assinalada grande penalidade. Na conversão, o camisola 99 colocou a bola no fundo das redes e consumou a reviravolta.

Até ao intervalo, contudo, também o FC Porto teve direito a uma grande penalidade e Gonçalo Alves não falhou. No final da primeira parte, o marcador assinalava um empate a duas bolas.

Na segunda metade, o ritmo estava bastante elevado, com oportunidades de parte a parte, mas nenhuma das equipas estava a conseguir bater os guarda-redes. Com poucas faltas - o encontro acabou com sete para o Sporting CP e nove para o FC Porto -, o clássico estava a ser bem jogado, ainda que com poucos golos.

Tudo mudou aos 45 minutos, quando uma grande jogada verde e branca fez o 3-2. Um passe longo de Gonzalo Romero encontrou Toni Pérez, que deu de primeira para Matías Platero. Este, na cara de Xavi Malián, trabalhou bem e facturou, levando o Pavilhão João Rocha a uma explosão de alegria.

Com algum tempo para jogar, os visitantes tentaram tudo para chegar ao empate, mas o Sporting CP voltou a marcar aos 49 minutos. Desta vez, Ferran Font recuperou a bola e ofereceu rapidamente a Toni Pérez, que, ao seu estilo, finalizou à boca da baliza e apontou o 4-2.

O Sporting CP começou o Campeonato Nacional da melhor forma e vai, agora, visitar o SL Benfica para mais um clássico.

Fonte/Foto- Sporting CP

Cabeleireiro essencial 1