a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Braga de volta aos ...

Quinta-feira , Fev 20 2020
0

Miguel Albuquerque- ...

Quinta-feira , Fev 20 2020
87

Paço Arcos impõem empate ...

Quinta-feira , Fev 20 2020
75

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58213

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26117

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20790

Vasco Reis, o clube do ...

Quarta-feira , Out 21 2015
1547

Taça de Aveiro/Coimbra ...

Quarta-feira , Mar 21 2018
565

3.ª D. Centro- SC ...

Segunda-feira , Jun 06 2016
1853

interioresCabeleireiro ESS Q

83090471 3033080036960513 4729867047213727744 n

A equipa do SC Marinhense deslocou-se a Oliveira de Azeméis onde defrontou o Escola Livre, com o triunfo a sorrir aos “vidreiros” por 4-3.
Partida onde a equipa da Marinha Grande chegou ao intervalo a vencer por 4-1, com golos de “Nico” Carmona (2), David Costa e Mathias Arnaez com o golo do Escola Livre a ser apontado por José Rodrigues.
Aquilo que parecia fácil, de certa forma complicou-se muito por culpa da atitude da formação local que nunca se deu por vencida e de algum comodismo da equipa forasteira, permitiu que o Escola Livre reduzisse para 3-4 já na fase final do jogo. Henrique Almeida fez o 2-4 aos 18 minutos. O Marinhense poderia ter “arrumado” a questão quando Tomas Korosec dispôs de um LD, que acabaria por ser defendido por Domingos Pinho e foi a formação da casa a reduzir para 3-4 já os segundos finais, golo apontado por Pedro Coelho na marcação de um LD.
Triunfo que não sofre contestação, embora a equipa do Escola Livre tenha obrigado a formação vidreira a trabalhos redobrados para não ser surpreendida.
Com este triunfo, a somar ao empate caseiro do Famalicense, a equipa de Nuno Domingues encerra a primeira volta do campeonato com a liderança reforçada, já que soma 33 pontos, mais 4 que o Famalicense AC.

Foto- Miguel Rodrigues

2Segunda

82341949 2655473541202108 5348566217302999040 n

A equipa de Sub-15 do HCP Grândola conquistou, a uma jornada do fim, o regional organizado pela AP de Setúbal, ao empatar a 4 bolas frente ao Sesimbra, no recinto destes.
No jogo entre os dois mais sérios candidatos ao título regional o Sesimbra que entrava nesta jornada com menos três pontos que o Grândola, tinha a necessidade de vencer de forma a chegar à liderança. Na primeira volta o Grândola impos uma derrota ao GD Sesimbra por 1-0, daí a obrigatoriedade do Sesimbra vencer, porque a suceder isso o Sesimbra subiria ao 1.º lugar, fruto do melhor diferencial entre golos marcados e sofridos.
Tal acabou por não acontecer e o Grândola repete o feito da temporada anterior e volta a somar mais um troféu para as vitrines do Clube da “Vila Morena”.
A última jornada a disputar-se no próximo fim de semana será para cumprir calendário, já que HCP Grândola e GD Sesimbra já tinham, também garantido a presença no nacional da categoria.

Foto- Marta Mendes

2Segunda

83742042 486005085447670 1888217723838660608 o

O SC Tomar recebeu no passado sábado a equipa do Parede FC, formação que entrava nesta última jornada a três pontos do líder SC Tomar, mas um jogo bem conseguido do lado dos nabantinos acabou com as dúvidas, com o SC Tomar a vencer por 6-2 e a fechar assim a primeira volta com seis pontos de vantagem para o seu adversário.
A equipa tomarense entrava como favorita, embora pela frente tivesse um conjunto que chegava ao Municipal a ocupar a segunda posição a apenas três pontos dos leões.
Mas o golo madrugador do SC Tomar apontado por “Xanoca” logo ao terceiro minuto, mexeu com as equipas e aí a experiência e maior maturidade dos nabantinos foi decisiva para o resto do jogo. O mesmo jogador aos 11 minutos elevou para 2-0 e até ao intervalo seria a equipa tomarense a fazer abanar as redes, com Paulo Passos e segundos depois Filipe Almeida a colocarem o placard em 4-0 quando se atingiu o intervalo.
Um resultado que se justificava perante aquilo que as equipas tinham feito no primeiro tempo.
O Parede FC logo ao reinicio da etapa complementar reduziu por Ricardo Rocha, deixando no ar que a formação da linha vinha disposta a mudar o rumo dos acontecimentos. Mas foi apenas um fogacho porque o SC Tomar manteve-se quase sempre mais dominador perante um Parede que procurava na maioria das vezes a meia distância na procura de poder surpreender o guardião local.
Paulo Passos aos 16 minutos eleva para 5-1 na sequência de uma GP. O Parede responde aos 19 minutos por Ricardo Rocha, na marcação de um LD mas a resposta veio pouco depois pelo stick de Ruben Sousa que colocou o marcador em 6-2.
Até final e pese o Parede ter desperdiçado um LD (por Ricardo Rocha), o certo é que foi a equipa de Tomar a dispor das melhores oportunidades, com Guilherme Pedruco a mostra-se enorme nas várias situações onde apareceram jogadores leoninos isolados, evitando desta forma um resultado muito mais penalizador para o conjunto que viajou da Parede.
Triunfo sem mácula daquela que foi a melhor equipa em rinque, e a justificar assim a liderança, agora mais dilatada, para o seu mais directo adversário, no caso o Parede FC, com a equipa ribatejana a somar 36 pontos, mais seis que o Parede FC.

Foto- João Flores

2Segunda

83039709 2935971859802807 246470537981722624 n

A CERH, presidida pelo português Fernando Graça anunciou a alteração do formato do Campeonato Europeu de Seleções e que vai já ser posto em prática na próxima edição da prova a disputar em La Roche-sur-Yon, em França, entre 18 e 25 de julho.
A Comissão Europeia de hóquei em patins (CERH) divulgou o novo formato do Campeonato da Europa de 2020, que vai decorrer em França, no qual a seleção portuguesa, campeã mundial, ficará integrada na divisão principal.
A alteração do formato da prova continental já tinha sido anunciada pelo presidente da CERH, o português Fernando Graça, em 2018, logo depois do final do último Europeu, disputado na Corunha, em Espanha, mas só agora foram divulgados os detalhes da competição.
As seis equipas melhor classificadas do último Europeu vão ficar integradas no grupo A, a divisão principal
As seis equipas melhor classificadas do último Europeu vão ficar integradas no grupo A, a divisão principal, que será disputado por Espanha (campeã europeia em 2018), Portugal (vice-campeão), Itália (terceiro classificado), França (quarto), Suíça (quinto) e Andorra (sexto).
Já o grupo B, o segundo escalão do Euro2020, será composto por Alemanha, Inglaterra, Áustria, Países Baixos, Bélgica e Israel.
Depois de numa primeira fase jogarem num sistema de todos contra todos, a uma volta, as quatro equipas melhor colocadas no grupo A apuram-se para as meias-finais da prova, sendo que os vencedores das 'meias' qualificam-se para a final, enquanto os vencidos disputarão o jogo de terceiro e quarto lugares.
Já o quinto e sexto colocados do grupo A vão defrontar o primeiro e segundo do grupo B para definir as posições do quinto ao oitavo lugar do Euro2020. As duas seleções vencedores destes duelos vão integrar a divisão principal (grupo A) do Europeu seguinte, em 2022.
As restantes quatro formações do grupo B vão jogar entre si para efeitos de classificação final, do nono ao 12.º posto.
A 54.ª edição do Campeonato da Europa de hóquei em patins vai decorrer em La Roche-sur-Yon, em França, entre 18 e 25 de julho.

Fonte- Jornal “O Jogo”

2Segunda

82513772 3438887642851469 8158015822967603200 o

A equipa do HC Braga conseguiu um triunfo histórico ao vencer a formação do Hockey Valdagno, no recinto destes por 3-2. Depois do empate a cinco bolas nas Goladas, aquando da primeira mão, a tarefa da equipa de Rui Neto era enorme, mas a qualidade e crer do conjunto minhoto, acabou por falar mais alto e garantir o triunfo que permitiu ao HC Braga seguir para os quartos de final da WS Europe Cup.
O Valdagno entrou da melhor forma na partida quando aos 4 minutos fez dois golos. Dário Gimenez e segundos depois André Centeno colocaram os transalpinos a vencer por 2-0 e tudo parecia muito difícil para os bracarenses.
Mas estes não baixaram a guarda e aos 12 minutos Rampulla reduziu. Aproveitando o bom momento seria Afonso Lima a empaytar a duas bolas, estavam então decorridos 15 minutos de jogo e seria “Bekas” a confirmar a “remontada” quando à passagem dos 19 minutos colocou o Braga a vencer por 2-3.
Uma segunda parte onde o Braga soube gerir de forma brilhante a magra vantagem que tinha anulando as investidas da equipa italiana que tudo fez para chegar ao empate, mas a encontrar pela frente um conjunto personalizado e ciente da sua qualidade que acabou por ser determinante para este triunfo que permite aos bracarenses seguirem em frente na competição.
Rui Neto, no final do encontro era um técnico feliz e isso foi bem claro nas palavras que deixou na página oficial do Facebook do clube.
"Foi uma grande vitória do Hóquei Clube de Braga, frente a uma grande equipa. Uma demonstração da nossa força e do nosso crer foi estar a perder por 2-0 e ter dado a volta ao resultado para os 2-3 finais. Ganhamos justamente porque soubemos sempre o que fazíamos em cada momento do jogo e o empenho de todos surtiu efeito. Uma palavra de agradecimento também ao apoio que tivemos nas bancadas, pelos os adeptos que se deslocaram a Itália e nos fizeram sentir um pouco em casa."

Fonte/Foto- Facebook HC Braga

1Domingo

trissino 2

A Juventude Viana perdeu, este sábado, no Palasport Comunale em Trissino na Itália o seu segundo jogo dos Oitavos-de-final da WS Europe Cup nas grandes penalidades e está fora das competições europeias de hóquei em patins.
A equipa de Viana do Castelo teve tudo a seu favor para continuar em prova mas não soube aproveitar. Os vianenses levaram para Itália uma vantagem de três golos, mas o Trissino consegui empatar a eliminatória ainda no tempo regulamentar (3-0). Os vianenses ainda assim tiveram o “pássaro na mão” mas deixaram-no fugir, quando Remi Herman dispôs de um livre direto a 40 segundos do final da partida mas com o internacional francês a não conseguir converter, e a levar assim o jogo para o prolongamento.
Com a eliminatória empatada, o desafio foi para prolongamento que não alterou o resultado, tendo-se avançado para a decisão por grandes penalidades. A equipa italiana foi mais feliz, acabando por vencer (3-2) e seguir para os quartos de final da competição.

Fonte/Foto- www.radiogeice.com 

1Domingo

73323083 1413958158781628 1148053820601794560 n

Guillem Cabestany era, naturalmente, um treinador satisfeito com o triunfo do FC Porto frente ao Noia por 2-0 e que garantiu o primeiro lugar do Grupo B, a duas jornadas do final desta fase de grupos da liga europeia.
Para o técnico dos Dragões, este êxito tornou-se mais importante por ter sido alcançado perante um adversário muito competente: “Foi uma vitória contra uma equipa muito boa. Os melhores anos deste clube, no que respeita a títulos, já passaram há muito, mas esta é uma equipa muito competitiva e está a jogar talvez o melhor hóquei atualmente no campeonato espanhol. Hoje, aqui, mesmo com duas baixas importantes e com um plantel curto, mostrou essa qualidade. O nosso sofrimento hoje foi proporcional à capacidade do Noia. Acho que com um pouco mais de eficácia poderíamos ter tido um final mais tranquilo, mas isto não foi algo que me tivesse surpreendido dada a competência do Noia. Foi uma vitória de grande valor”.

Fonte / Foto- FC Porto

1Domingo

5d2539da ae0b 4355 a369 33973e7f14fa

Após o final da derrota por 2-3 ante o Reus Deportiu para a quarta jornada da fase de grupos da Liga Europeia, Paulo Freitas congratulou os catalães e admitiu que os visitantes foram a equipa mais forte no Pavilhão João Rocha.

"Quero dar os parabéns ao Reus Deportiu, que venceu justamente. Temos de perceber que aquilo que fizemos na segunda parte é o que temos de fazer desde o início. Saio daqui com a consciência de que perdemos uma oportunidade de garantirmos, a duas jornadas do fim, o apuramento para a fase seguinte. A única coisa que temos de pensar é naquilo que queremos. Se andarmos atrás de processos individuais, não vamos a lado nenhum. Se andarmos atrás do mais importante, que é a equipa, podemos seguir em frente e ir atrás de troféus. Saio triste, porque tínhamos a perspectiva de ganhar, mas o Reus Deportiu foi melhor do que nós", começou por dizer o treinador em declarações à Sporting TV.

Paulo Freitas elogiou ainda a prestação do guardião do Reus Deportiu, mas reforçou a crítica à primeira parte da equipa. "O guarda-redes adversário fez uma exibição soberba, mas nos primeiros 25 minutos andámos aqui dentro e não podemos fazer isso. Representamos um Clube muito grande e temos de ter a noção de que o Clube é mais importante do que qualquer individualidade, seja treinador ou jogador, seja ele qual for. Hoje temos apenas de dar os parabéns ao Reus Deportiu e perceber que temos muito trabalho pela frente, mas acima de tudo temos de funcionar como equipa. Foi sempre esse o nosso lema e é para esse registo que temos de voltar. (...) Temos de alterar a postura para procurarmos aquilo que é realmente importante, que são títulos para o Clube. Nos dois jogos que faltam, temos de conseguir duas vitórias para, depois, procurarmos estar presentes na final four. No entanto, da forma como estivemos hoje aqui não merecemos mais do que isto", concluiu.

Fonte / Foto- Sporting CP

1Domingo

82897915 3698958703455186 5784532374536585216 o

O CD Paço Arcos recebeu o Riba D´Ave no “Casablanca” e venceu por 7-2, somando o seu quarto triunfo na prova e a mais robusta esta temporada, permitindo à formação de Luís Duarte respirar de forma mais tranquila, somando agora 12 pontos mais 3 que Juventude de Viana e HC “Os Tigres”.
Partida onde a formação da linha foi sempre mais perigosa e aos 4 minutos inaugurou o marcador por Pedro Batista. Ainda antes do intervalo Nelson Ribeiro aumentaria para 2-0.
O Riba D´Ave entrou da melhor maneira para a etapa complementar já que Diogo Seixas reduziu logo ao segundo minuto.
Fase de equilíbrio mas quase sempre com o Paço Arcos por cima que acabaria por consomar esse ascendente aos 14 minutos quando João Sardo fez o 3-1. Aproveitando a embalagem a equipa da linha nos minutos seguintes (aos 15 e 19) coloca o placard em 5-1 com um bis de Filipe Fernandes.
Dinis Abreu reduziu para 5-2 aos 21 minutos, mas a equipa da casa estava em altas e até final ainda fez mais dois golos, apontados pro Nelson Ribeiro e Filipe Fernandes numa fase onde o guardião Diogo Fernandes evitou males maiores para a formação visitante ao defender dois LD que o Paço Arcos dispôs.
Nota de referência neste encontro para a entrega, antes do inicio da partida, de uma coroa de flores por parte da equipa do Riba D´Ave na pessoa do seu capitão Diogo Seixas ao CDPA em homenagem ao malogrado atleta do CD Paço de Arcos, Énio Abreu.

Foto- facebook do Riba D´Ave HC 

1Domingo

aefdadv

A AE física D ao vencer este sábado a AD Valongo por 2-1, em jogo que contou para a ultima jornada da primeira volta do campeonato, somou a primeira vitória na prova, num jogo onde o guardião Diogo Alves foi o MVP do encontro ao ser o grande responsável pelo triunfo da equipa de Torres Vedras.
Partida onde a Física se adiantou no marcador aos 10 minutos por intermédio de João Lima que deu confiança ao conjunto de André Gil conseguindo na primeira metade anular bem o ataque forasteiro fruto de uma defesa atenta e bem “oleada” que se complementou com uma exibição excelente do guardião torriense. O Valongo ainda dispôs, neste período de uma excelente oportunidade para marcar, mas Diogo Alves opôs-se bem ao remate de Miguel Moura na marcação de um LD.
Segunda parte quase sempre com sinal mais da Física que antes de chegar ao 2-0, apontado por João Lima na marcação de um LD (a castigar a 10.ª falta do Valongo) viu Leonardo Pais a defender 2 LD apontados por André Gaspar.
O Valongo reduziu aos 21 minutos e foi neste período final que a equipa de Viterbo se mostrou mais perigosa, tendo aí, e mais uma vez, sido Diogo Alves a ser determinante para segurar a magra vantagem que a Física dispunha.
Triunfo justo da formação de Torres Vedras num jogo onde o seu sector defensivo esteve quase sempre irrepreensível e que acabou por ser determinante para o desfecho deste jogo.

1Domingo