a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Cabestany- “esta é uma ...

Sexta-feira , Jan 24 2020
79

Miguel Vieira- “jogar o ...

Sexta-feira , Jan 24 2020
90

Raul Marín poderá estar ...

Sexta-feira , Jan 24 2020
154

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58061

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
25940

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
20671

Resumo do jogo de ...

Domingo , Out 22 2017
762

3.ª D- Briosa goleou o ...

Domingo , Nov 27 2016
922

Maria Silva Benfica-“o ...

Sexta-feira , Jun 07 2019
315

interioresCabeleireiro ESS Q

79771834 1522519494562481 281113130010935296 o

Depois do empate surpreendente que o Barcelos cedeu em Torres Vedras e que lhe custou a liderança da prova, a formação minhota voltou aos triunfos ao bater sem apelo nem agravo o HC “Os Tigres” por 9-4, em jogo referente à 9.ª jornada e numa partida onde ao intervalo já registava uma vantagem para o conjunto de Paulo Pereira de 5-1.
Partida onde desde cedo o Barcelos quis resolver a seu favor. Chegou ao 3-0 com golos de Mena, Miguel Rocha e Gonçalo Meira. Filipe Bernardino reduziria mas até ao intervalo as redes dos ribatejanos abanaram por mais duas vezes com as seticadas certeiras de “Alvarinho” e Ezequiel Mena.
A equipa minhota entrou para a etapa complementar com ritmo elevado e cedo aumentou para 6-1 por Miguel Rocha e Ferruccio pouco depois elevaria para 7-1.
Hernâni Domingos reduziu para 7-2 mas a resposta foi rápida, por parte do Barcelos que fez o 8-2 por Gonçalo Nunes.
Já no minuto final da partida, o Tigres fez dois golos por Frederico Neves e Miguel Feio, mas ainda houve tempo para “Alvarinho” fazer o gosto ao stick ao apontar o 9-4, que selou o resultado deste encontro.
Com este resultado o OC Barcelos segue na segunda, posição com 22 pontos, os mesmo de SL Benfica e Sporting CP, o trio que persegue o líder UD Oliveirense que soma 24 pontos.
Na próxima jornada o OC Barcelos viaja até Viana do Castelo onde defrontará a juventude de Viana e o HC “Os Tigres” recebe no “Alfredo Bento Calado” a AD Sanjoanense.

Foto- Facebook OC Barcelos

Segunda Feira

78795782 1255400231318291 9142666539051253760 o

Marc Torra marcou 4 golos, Xavier Puigbi foi determinante e a equipa de Renato Garrido e Edo Bosch mostrou um enorme espírito de sacrifício e consistência para conseguir derrotar um determinado e organizado Hóquei Clube de Braga.No Pavilhão Dr Salvador Machado, a equipa minhota adiantou-se no marcador através de Danilo Rampullla, numa jogada em que a bola desviou num jogador da Oliveirense e enganou Puigbi. A equipa do Braga estava bem e criava muitas dificuldades.
O empate viria a surgir de bola parada por Marc Torra. Um golo merecido porque a equipa estava a ser acutilante no ataque e rondava a baliza adversária.
Na segunda parte, a intensidade do jogo manteve-se alta e as jogadas de perigo eram muitas. A Oliveirense assumia o jogo e foi assim que chegou ao 2-1 através de Vitor Hugo que concluiu uma excelente jogada colectiva. Mas, o Braga precisou de menos de um minuto para empatar graças ao golo de João Guimarães de livre directo.
O jogo estava frenético, mas, Jordi Bargalló manteve toda a calma na hora de marcar uma grande penalidade e fazer o 3-2. Mas, os minhotos voltariam a empatar por Ângelo Fernandes na conversão de um livre directo.Nesta fase do jogo, a meio da segunda parte, Xavier Puigbi defendeu dois livres directos e manteve o empate. Foi determinante a acção do guarda-redes.
Na baliza contrária, Torra viria a ser o homem golo. Fez o 4-3 de grande penalidade, o 5-3 e o 6-3 de livre directo. Excelente recta final do catalão a mostrar firmeza na hora decisiva do jogo. Triunfo muito difícil por 6-3 perante um adversário muito competitivo que lutou pela vitória desde o arranque do jogo.

Fonte/Foto- UD Oliveirense

Segunda Feira

manlleu benfica new

A Equipa feminina do Benfica foi até à Catalunha, onde defrontou o Manlleu na 3.ª jornada da Liga Europeia, tendo perdido por 4-1, somando a primeira derrota na fase d egrupos da Liga Europeia Feminina.
A equipa de hóquei em patins feminino do Benfica perdeu com o Manlleu na 3.ª jornada do Grupo A da Liga Europeia. Apesar do resultado, as águias continuam em posição (2.º lugar) de passagem à próxima fase.
O jogo, que se disputou no Pavilhão Municipal dos Desportos de Manlleu, não começou de feição para as águias. Embora a guarda-redes Maria Vieira tenha defendido um livre direto, Marlene Sousa foi admoestada com um cartão azul.
O conjunto espanhol aproveitou o facto de estar a jogar em situação de superioridade numérica e fez o golo inaugural da partida por intermédio de Nara López (1-0). As catalãs continuaram a pressionar e o segundo golo foi apontado pela defesa Anna Casaramona (2-0).
O terceiro golo também pertenceu às jogadoras da casa. Maria Diez, avançada de 30 anos, juntou o seu nome à lista das marcadoras e estabeleceu o resultado da primeira parte. Ao intervalo: 3-0.
No início da segunda parte as encarnadas reduziram distâncias. Maria Sofia Silva, assistida por Marlene Sousa, fez o primeiro golo das águias no jogo (3-1). A desvantagem de dois golos não durou muito, isto porque Anna Casaramona voltou a bater Maria Vieira (4-1). Até ao final as redes das balizas não mais balançaram e os pontos ficaram na Catalunha.

Fonte/Foto- SL Benfica

Domingo

PauloFreitas

No final da goleada por 4-0 sobre a AJ Viana, Paulo Freitas revelou estar muito satisfeito com o que a equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal fez dentro da pista do Pavilhão João Rocha.
"Foi a exibição que queríamos. Criámos muitas oportunidades de golo e concretizámos quatro. Não sofremos golos e estamos a consolidar os nossos processos, principalmente a nível defensivo. (...) Muitas vezes, o que acontece na defesa tem a ver com a nossa organização ofensiva, com a forma como reagimos à perda da pose. Estou muito satisfeito com o que a equipa produziu e com o resultado. Foi um Sporting CP muito sério", disse o técnico na zona de entrevistas rápidas da Sporting TV.
Paulo Freitas abordou ainda o futuro próximo dos Leões, fazendo já a antevisão do próximo jogo da Liga Europeia. "Cada jogo é uma final. Vamos jogar com o Reus Deportiu com o mesmo objectivo. Queremos os três pontos. É um calendário com muitos jogos, mas vamos estar preparados", concluiu.

Fonte- Sporting CP

Domingo

358393b0 78ec 42d5 9b1d fc9f0e81ca48

A equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal venceu por 4-0 na recepção à AJ Viana para a 9.ª jornada do Campeonato Nacional da modalidade.
Os Campeões Europeus começaram com bastante intensidade e vontade de chegar ao 1-0, mas o guarda-redes visitante ia evitando que o marcador fosse inaugurado. Aos 11 minutos, Caio roubou a bola a um adversário e apareceu perante o guardião Jorge Correia, mas não conseguiu o golo.
O 1-0 chegou finalmente aos 14 minutos, quando um adversário foi admoestado com o cartão azul e o emblema de Alvalade beneficiou de um livre directo. Aí, Ferran Font esteve ao seu nível e facturou. Em cima do intervalo, e já após João Souto ter enviado uma bola ao ferro numa excelente oportunidade, o Sporting CP dobrou o resultado com um bom remate de Alessandro Verona a fazer balançar as redes da AJ Viana. 2-0 ao intervalo.
No segundo tempo, o Sporting CP continuou a dominar e apontou o 3-0 aos 31 minutos, quando Pedro Gil assistiu João Souto e este foi o autor da finalização. O jogo decorreu de forma tranquila e o resultado ficou fechado a pouco mais de dois minutos do final. Passe mortífero e habilidoso de Ferran Font para Caio disparar uma bomba quando estava sem marcação. 4-0 e vitória verde e branca.

Fonte/Foto- Sporting CP

Domingo

hoquei em patins formacoes new

A equipa de hóquei em patins do Benfica deslocou-se até Famalicão e venceu o Riba d'Ave por 2-5, em jogo relativo à 9.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins.
O jogo começou bastante vivo no Pavilhão Parque das Tílias. Os visitados entraram melhor na partida, aproveitaram o facto de estarem a jogar em superioridade numérica depois do cartão azul mostrado a Diogo Rafael e chegaram ao primeiro golo da partida por intermédio de Diogo Cardoso, aos 4'.
O encontro seguiu com bastantes faltas de lado a lado e ambos os treinadores aproveitaram para pedir os respetivos descontos de tempo. As paragens fizeram bem às águias, que acabaram por virar o resultado ainda antes do intervalo. Gonçalo Pinto (19') e Diogo Rafael (22') fizeram os tentos. Ao intervalo: 1-2.
Na segunda parte o Riba d'Ave foi o primeiro a marcar. Diogo Seixas, assistido por Hugo Azevedo, fez o golo da igualdade (2-2). As águias, não contentes com o resultado, continuaram a carregar e Nícolia voltou a colocar o Benfica em vantagem. O camisola 5 fez o terceiro do Benfica após a conversão de uma grande penalidade (2-3).
A cinco minutos do fim a equipa da casa teve uma oportunidade para voltar a empatar a partida. Depois do Benfica cometer a décima falta, o Riba d'Ave teve direito à marcação de um livre direto. Diogo Cardoso, que já havia marcado, perdeu o duelo com Pedro Henriques. Quem não perdoou foi Lucas Ordoñez. Aos 45' o argentino das águias não falhou e dilatou a vantagem para os encarnados (2-4).
No último segundo do jogo, Nicolía fez o derradeiro golo do desafio e estabeleceu o resultado final em 2-5.

Com este desfecho o Clube da Luz chega aos 22 pontos (sete vitórias, um empate e uma derrota), segurando assim o 1.º lugar da classificação, a par de Sporting CP, OC Barcelos, todos com 22 pontos, embora provisoriamente, já que a Oliveirense, joga este domingo e em caso de triunfo sobe ao primeiro posto.

Fonte/Foto – SL Benfica

Domingo

fcporto turquel

O FC Porto venceu o Turquel (9-1) na nona jornada do campeonato nacional, somando agora 19 pontos e mantendo a quinta posição.onçalo Alves, avançado do FC Porto que é também o melhor marcador do campeonato, abriu a contagem para o campeão nacional, marcando de penálti e bisando com um golo que surgiu detrás da baliza. Numa transição rápida Carlo di Benedetto rumou à baliza e ofereceu o golo a Giulio Cocco. Aos 22', o FC Porto tinha o jogo controlado frente a um adversário que não teve argumentos para os dragões.

Depois do intervalo, Hugo Santos finalizou uma situação de contra-ataque, sublinhando o ascendente portista no jogo, tendo Vasco Luís reduzido de livre-direto, mas por pouco tempo, porque, de livre-direto, Gonçalo Alves devolveu a vantagem de quatro golos aos azuis e brancos. O goleador assistiu, de seguida, Hugo Santos que fez o 6-1. Gonçalo e di Benedetto dilataram a contagem.

foto/fonte:ojogo.pt

reunsct

O SC Tomar deu esta quinta feira uma conferência de imprensa onde abordou o tema da saída compulsiva de Diogo Alves e João Sardo, e onde estiveram presentes Ricardo Cardoso, Diretor Desportivo, Nuno Lopes, treinador e Ivo Silva, o capitão da formação sénior nabantina.
Ricardo Cardoso, explicou, de forma mais pormenorizada, os motivos da saída dos dois atletas, onde ficou claro que o Clube não pactuou com situações que, na sua óptica eram lesivas ao interesse do Clube e grupo de trabalho.
O Incumprimento do regulamento interno do Clube por parte dos dois jogadores era reiterada, numa situação que tinha repetições no passado. Há um episódio em causa que não interessa escalpelizar, está dentro do foro interno do Clube e diz respeito apenas ao Clube e na reunião com os jogadores em causa, os mesmos foram verdadeiros, confrontados com a situação em causa, e como infringiram o respectivo regulamento do Clube, o Clube limitou-se a aplicar aquilo que está emanado nesse documento".
O que está em causa são situações pontuais, mas repetidas, não só esta época como em épocas passadas, entendeu o Clube neste sentido defender o Clube, tomar decisões em prol do grupo, em prol do trabalho, e ponto final. É uma situação que hoje viramos a página enquanto grupo e vamos continuar o nosso trabalho com os mesmos objetivos e com o Clube agora afincado para resolver o problema que é a falta de dois jogadores e procurar a melhor solução para que o grupo possa continuar a desenvolver o seu trabalho e que possa legitimamente cumprir com aquele que é o grande objetivo que é a subida de divisão”.

Nuno Lopes- “Há coisas que passam para além do treinador”

Nuno Lopes o treinador leonino também deixou a sua opinião sobre este caso, ressalvando sempre que o Clube está acima das ambições e que há um espaço que não deve ser ultrapassado. Uma decisão difícil, complicada, mas que segundo o treinador tinha que ser tomada, embora com alguma mágoa da parte dele.

Lamento a perda de dois atletas que são acima de tudo dois jogadores em depositava confiança e que apostava acima de tudo em recuperá-los para tentar que chegassem a um patamar superior, porque lhes reconheço um cariz técnico e táctico elevado, mas o que temos que ver é que o atleta não é só isso, há muito mais para além disso.
Temos que perceber que acima disto tudo está o Clube e quando assinamos as coisas, temos que as assumir, e eu não posso pactuar com tanta coisa que vai passando e nós não podemos sempre a andar a fechar os olhos a tudo e que nada se passa, porque isto não é uma situação de hoje, já se tinha passado com os treinadores que me antecederam, e que o Clube neste momento achou que tinha que ser assim e não há nada a fazer. Aqui há o Clube, que manda e como tal neste caso, nós temos de defender o grupo de trabalho e foi isso que fizemos”.

Fica aqui na integra a conferência de imprensa dada pelos três elementos do Clube, numa realização/edição, da Rádio Hertz, de Tomar.

Foto- Radio Hertz

Sexta Feira

pgil

Antes da partida de sábado frente à AJ Viana, o jogador da equipa de hóquei em patins do Sporting Clube de Portugal, Pedro Gil, analisou a última ronda do campeonato frente ao HC Tigres, que terminou com uma vitória Leonina por 1-4.
Fizemos uma boa partida, eles entraram fortes e os árbitros permitiram esse tipo de jogo. Desde o início ao fim, fomos construindo a vitória e, no final, conseguimos os três pontos num campo complicado. Eles estavam com muita vontade pois é o seu primeiro ano na I Divisão, foi um triunfo muito importante para continuarmos confiantes”, considerou, recordando depois o percurso do adversário no campeonato.
“Empataram com o FC Porto, no primeiro jogo, e perderam por um golo com o SL Benfica, sendo que não mereciam a derrota. Esses resultados são uma prova da qualidade da AJ Viana e do seu plantel. Esperamos muitas dificuldades, num campeonato muito equilibrado e em que cada jogo é de elevada dificuldade. Temos de fazer uma grande exibição se queremos somar os três pontos”, reforçou.
A finalizar, o espanhol elogiou a evolução do campeonato português e apontou a chegada de jogadores estrangeiros como uma das razões para o crescimento do nível competitivo.
“O campeonato português sempre foi competitivo. Ainda assim, nos últimos anos têm chegado jogadores estrangeiros de qualidade da Argentina, Espanha e Itália. Os portugueses ainda cá estão, mas os que vêm de fora fazem com que esta competição seja cada vez mais forte”, concluiu.

Fonte- Sporting CP

Sexta Feira

Adroher New

Benfica e Riba d’Ave têm encontro marcado para as 18h30 deste sábado (7 de dezembro).
O Benfica viaja até Vila Nova de Famalicão para, neste sábado (18h30), encontrar o Riba d’Ave HC em jogo da 9.ª jornada do Campeonato Nacional de hóquei em patins. Jordi Adroher alerta para as dificuldades frente a um adversário de “grande nível”.
Sabemos que vai ser um jogo complicado. Todos os jogos do campeonato são difíceis, as equipas têm um grande nível e estamos à espera disso. É por isso que nos estamos a preparar muito bem para este jogo com o Riba d’Ave e queremos estar ao nosso melhor nível para conquistar os três pontos”, perspetivou o avançado espanhol em declarações à BTV.
“De ano para ano o nível sobe, as equipas estão muito igualadas e este Riba d’Ave também tem jogadores muito bons e vai ser muito difícil”, analisou.
No Polidesportivo Riba d’Ave, Jordi Adroher conta com o apoio dos adeptos do Benfica.
“Mesmo nos jogos fora de casa temos sempre muito apoio dos Benfiquistas. Temos muita sorte e gostamos de jogar assim”, confessou.

Fonte– SL Benfica/ Filipa Fernandes Garcia * Foto- João Paulo Trindade / SL Benfica

Sexta Feira