a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Tomás Pereira foi ...

Sexta-feira , Jul 10 2020
96

FPP espera "respostas ...

Sexta-feira , Jul 10 2020
170

Oliveirense apresenta ...

Sexta-feira , Jul 10 2020
82

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58987

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26843

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21384

AP Porto e FP Galiza ...

Sábado , Dez 19 2015
1163

Seleção Nacional ...

Segunda-feira , Jul 11 2016
1264

Benfica derrota Bassano

Sábado , Nov 01 2014
2263

pluri unhas J

ArgentinaMundial
A Seleção Feminina da Argentina sagrou-se ontem vencedora do Campeonato Nacional Feminino de Hóquei em Patins, depois de ter derrotado na final a França, por 3-0, com golos de Adriana Gutiérrez, Salomé Rodriguez e Luciana Agudo. Com esta vitória sobre a Seleção Francesa, a equipa Argentina garantiu assim a vitória sobre a equipa da casa, a França, que ficou pela 2.ª posição. No jogo de atribuição do 3.º e 4.º lugar, o Chile venceu por 0-2 frente à Alemanha, enquanto Portugal venceu a Itália por 2-1, confirmando o 5.º lugar.

Resultados:
Japão 4-5* África do Sul
Índia 6-4 Estados Unidos
Espanha 10-0 Inglaterra
Suíça 2-1 Colômbia
Portugal 2-1 Itália
Alemanha 0-2 Chile
Argentina 3-0 França

Classificação Final
1.º lugar – Argentina
2.º lugar – França
3.º lugar – Chile
4.º lugar – Alemanha
5.º lugar – Portugal
6.º lugar – Itália
7.º lugar – Suíça
8.º lugar – Colômbia
9.º lugar – Espanha
10.º lugar – Inglaterra
11.º lugar – Índia
12.º lugar – Estados Unidos
13.º lugar – África do Sul
14.º lugar - Japão

10712833 790764690982276 3396021236195371870 n

Benfica e Turquel venceram ontem as partidas de apuramento para a final da Final Four do Torneio de Abertura Seniores Femininas que se está a realizar no Pavilhão dos “Lobinhos”.
A formação encarnada venceu sem dificuldades a equipa do Alverca e na outra partida a equipa do HC Turquel a surpreender a formação da Stuart Massamá a quem venceu por 3-2. Numa partida que no final do tempo regulamentar se encontrava empatada a duas bolas seria a equipa da “Aldeia do Hóquei” a mais feliz a fazer o 3-2 em golo de ouro e a garantir a presença na final da prova.
Hoje, Domingo a partir das 16 horas realiza-se o jogo de atribuição do terceiro e quarto lugar e às 17.30 está agendada a final entre a equipa do SL Benfica e o HC Turquel.

10352553 611319855657267 9066736762884155103 n

A equipa de Sub-15 leonina conseguiu o 5.ª lugar da classificação nesta 3.ª edição da prova que se realiza em Vilanova-Catalunha, ao vencer no jogo de atribuição dos quinto e sexto lugar o Dominicos por 5-3.
Vasco Miranda inaugurou o marcador mas a equipa espanhola respondeu quase de seguida, com o tento de Pablo Torres.
Os minutos 13 e 14 acabariam por dar uma vantagem confortável ao Sporting, com os golos de Pedro Bastos, Gustavo Pato e João Lopes, o mesmo jogador que a quatro minutos do intervalo acabaria por fazer o 5-1.
Antes do descanso a equipa do Dominicos acabaria por fixar o resultado final com mais dois golos, concretizados por Stevel Novo e, novamente, Pablo Torres.
Quanto ao conjunto da AE Física D perdeu no primeiro jogo de sábado frente ao Follonica por 3-2 sendo relegado para o grupo de atribuição entre os 11.º e 12.º lugar deste Torneio.
Na ultima partida a formação torreense voltou às vitórias ao bater a equipa HC Dinan Quevert de França por 6-1.
Quanto ao vencedor da competição, irá ser decidido na manhã de domingo numa final que oporá os conjuntos catalães do Arenys de Munt e do SHUM, as únicas duas equipas a derrotar o Sporting nesta prova.

9-QUADRE-1a8-9A164

aacd-slb

A Alcobacense CD – SL Benfica B 1-8

Com um golo logo aos sete segundos de autoria de João Sardo, o Benfica não podia pedir melhor começo de partida.
No entanto esse golo sofrido pelo Alcobacense não pareceu que o deixasse muito afectado com a formação de Sérgio Nunes a equilibrar a partida tendo até nalguns momentos ligeiro ascendente. As oportunidades foram surgindo repartidas pelas duas balizas com Samuel Santos e Diogo Fernandes a mostrem-se sempre atentos.
No entanto o Benfica acaba mesmo por aumentar o score para 2-0 aos 21 minutos por Tiago Jorge numa altura em que o Alcobacense jogava só com 3 jogadores, sequência do duplo azul mostrado a Orlando Fernandes, um minuto antes.
O 3-0 para o Benfica não demorou a aparecer, numa fase onde a formação encarnada jogava em superioridade numérica. Diego Dias a 3 minutos do intervalo fecha a contagem desta primeira parte.
O Benfica entrou forte e decidido na segunda metade desta partida e aos 2 minutos Diego Dias volta a marcar, fazendo o 4-0. O Alcobacense no minuto seguinte, ainda dispõem de um LD (10.ª falta do SLB) mas Orlando Fernandes desperdiça, com Tiago Jorge a fazer o mesmo segundos depois pela mesma situação (10.ª falta do Alcobacense).
Mas era o Benfica que estava por cima e aos 6 minutos volta a fazer golo, desta feita por João Sardo na transformação de uma GP.
Até final seria a equipa encarnada a mais esclarecida em rinque perante um Alcobacense impotente e sem argumentos para contrariar o melhor e mais eficiente jogo da formação “B” do SL Benfica.
Xanoca, Tiago Godinho aumentaram para 7-0, Manuel Lopes a 2 minutos do final consegue fazer o golo de honra do Alcobacense, mas Tiago Jorge já ao soar do gong coloca o resultado final no marcador ao assinalar o oitavo golo para o Benfica.
Triunfo justo da equipa de Jorge Godinho, que teve oposição da formação da Capital da Maçã só na primeira parte. Segunda metade do jogo mais partida e aí a equipa encarnada a tirar proveito da maior frescura física dos seus elementos e a conquistar um triunfo que acabou por se tornar fácil.

Pavilhão Municipal de Alcobaça

Árbitros. António Peça e Orlando Fernandes

A Alcobacense CD: Samuel Santos (gr), António Brito, Orlando Fernandes, Jorge Nunes, Paulo Carreira; Diogo Verde, Hugo Melo, Diogo Quina, Manuel Lopes (1) e Bruno Aires (gr)
Treinador: Sérgio Nunes

SL Benfica B: Diogo Fernandes (gr), Alexandre “Xanoca” Marques (1), João Sardo (2), Tiago Jorge (2), Tiago Godinho (1); Diego Dias (2), Nuno Sousa, André Eduardo, Gonçalo Pinto e António Silva (gr)
Treinador: Jorge Godinho

CPCerceda-vs-UDOliveirense2

CP Cerceda – UD Oliveirense 2-5

O Cerceda recebeu esta tarde no “Pazo de Deportes Presidente González Laxe” a equipa da Oliveirense, em jogo de estreia a jogar em casa no que toca a competições europeias desta formação da Corunha. Com perto de uma centena de portugueses que se deslocaram a Cerceda para apoiar a equipa de Vítor Fortunato, a Oliveirense não tremeu, realizando um jogo sério e a mostrar consistência defensiva garantiu ainda cedo, durante a partida, o apuramento para a próxima eliminatória. Depois do triunfo por 6-3 na primeira mão, mais uma vitória agora fora de portas.
A equipa do Cerceda decidida e a impor um ritmo forte ao jogo mas seriam os lusos a marcar no primeiro tempo com Tó Silva e Gonçalo Alves a colocarem a equipa portuguesa a vencer por 2-0. O Cerceda desperdiça um LD e quem não perdoa e Albert Casanovas que coloca a equipa da Oliveirense a vencer por 3-0, resultado com que se atingiu o intervalo.
Na etapa complementar o Cerceda mesmo a perder mostrou sempre apetência pela baliza defendida por Xavier Puibí e Gonzalo Perez reduz na transformação de uma grande penalidade. No entanto Gonçalo Alves pouco depois volta a marcar, bisando na partida e coloca o marcador em 4-1 para a Oliveirense quando faltavam 14 minutos para o final.
Peli Fernández ainda reduziu para 2-5, mas Albert Casanovas voltava a fazer balançar as redes à guarda de Martín Rodríguez fazendo o 5-2 com que terminou a partida.
O Cerceda terminava assim a sua aventura europeia frente a um conjunto luso que nas duas mãos mostrou mais argumentos para continuar em prova.

PB015316

HC Turquel – Igualada HC 4-3

A equipa do Turquel foi eliminada este sábado pela equipa catalã do Igualda no conjunto das duas mãos. Depois de ter perdido na primeira mão por 6-0, formação do Turquel tinha tarefa muito difícil para conseguir anular esta vantagem.
Mas se a vontade era muita, ficou demonstrada logo nos minutos iniciais com a equipa de João Simões a dar o mote. Dois minutos decorridos e golo para o Turquel com German Dates a inaugurar o marcador. A assumir o jogo e a pressionar o ultimo reduto da equipa do Igualada a A vontade de marcar era enorme, mas seria a equipa catalã a empatar a partida à passagem do minuto 8 numa seticada fortíssima de Sergi Pla a surpreender Eduardo Leitão, que este sábado substituiu Marco Barros (por lesão) na baliza do Turquel.
Com o jogo a decorrer com velocidade e muita intensidade de parte a parte, a equipa da casa foi à busca de golos para anular a diferença de golos. Daniel Matias aos 12 minutos coloca o Turquel novemente em vantagem e Xavier Lourenço, de GP, a castigar uma falta dentro da área sobre Vasco Luís, aumenta para 3-1, já nos segundos finais do primeiro tempo.
Resultado ainda assim lisonjeiro para a equipa forasteira que viram os ferros da baliza defendida por Elagi Deitg devolver a bola por três vezes.
Na segunda parte foi quase sempre o Turquel a dominar o jogo e com o correr dos minutos para o terminus da partida esse ascendente do Turquel foi-se acentuando.
Mas foi o Igualada que poderia ter reduzido, aos 11 minutos mas Jaume Molas desperdiçou o LD a castigar a 10.ª falta do Turquel.
Quem não desperdiçou foi German Dates que à passagem do minuto 15 aumenta para 4-1. Acreditou-se que podia mesmo acontecer o improvável. Com mais bola e a encostar a equipa catalã para o seu meio rinque, seria o guardião espanhol a negar uma atrás de outra, as oportunidades que iam surgindo para a equipa alvinegra. João Simões apostou as fichas todas, e tentou de quase todas as formas. Fosse num jogo mais directo, à procura de um desvio, ora de German Dates, ora de Paulo Passos, fosse nas transições laterais, tudo foi tentado, mas por isto ou por aquilo a bola teimava em não entrar.PB015305
Seria nos últimos minutos que o Igualada reduziria, numa fase onde a equipa do Turquel tinha claramente assumido tudo e encostara a formação catalã à sua área defensiva. Jassel Oller reduz para 4-2 aos 22.30 de jogo e a pouco mais de um minuto para o términus do jogo, o mesmo jogador bisava, desta feita na transformação de um LD (15.ª falta).
Pouco depois terminava o jogo e o sonho do Turquel em continuar na prova.
O Igualda mostrou no “Caldeirão” ser uma equipa com “estofo”, assim como madura na forma como encarou a partida e soube defender. Mas não foi só em termos defensivos que este conjunto mostrou ser forte, porque nas movimentações ofensivas a formação de Francesc Moncus deixou claro que o trabalho de casa está bem assimilado. E depois teve na baliza o seu maior trunfo. Elagi Deitg foi enorme entre os postes dando segurança ao seu sector defensivo nas horas de maior aperto.
Da parte do Turquel, pouco há a dizer. Ou muito. Deu tudo em rinque, mostrou raça, entrega, deixou como se diz na gíria, “a pele em campo”. Mas não chegou. Faltou aquele toque final, aquele desvio, o pormenor, que no fim faz toda a diferença entre o vencer e o perder.
Em termos individuais, num conjunto que não deu chances de alguém fazer qualquer tipo de críticas, há que destacar dois elementos em particular. Eduardo Leitão, atleta ainda júnior e recentemente campeão europeu de Sub-20 que esta noite se estreou como titular na baliza do HC Turquel e German Dates, que no tempo que teve em rinque suou a camisola, deu o litro e foi de uma entrega que é de enaltecer num “jovem” de 35 anos.

Pavilhão de Turquel

Árbitros: A.Esoli (França) U.Dornbierer (Suíça) e Paulo Carvalho (3.º árbitro)

HC Turquel: Eduardo Leitão (gr), Daniel Matias (1), Vasco Luís, Paulo Passos, German Dates (2); Xavier Lourenço (1), Pedro Vaz, André Luís, Pedro Batista e Marco Barros (gr)
Treinador: João Simões

Igualada HC: Elagi Deitg (gr), Joan Muntane, Jaume Molas, Sergi Pla (1), Ton Baliu; Cesar Vives, Albert Querol, Nil Garreta, Jassel Oller (2) e Alex Ferrer (gr)
Treinador: Francesc Moncus

vitor hugo

O FC Porto Fidelidade venceu, este sábado, os franceses do La Vendéenne, por 5-3, em encontro da segunda jornada do grupo D da Liga Europeia. Os golos dos Dragões (que, ao intervalo, venciam por 3-1) foram apontados por Ricardo Barreiros (2), Vítor Hugo, Jorge Silva e Rafa. Com este resultado, e face à vitória do Valdagno sobre o Vendrell (7-2), os azuis e brancos estão agora isolados no primeiro lugar do grupo, com seis pontos. Na Salle de l’Angelmière, em La Roche-sur-Yon, os azuis e brancos não facilitaram no arranque do desafio e chegaram aos 3-0 em 18 minutos. Os franceses - que surpreenderam na primeira jornada, ao perder pela margem mínima (4-3) no rinque do Vendrell - conseguiram reagir e chegaram mesmo ao 4-3, a nove minutos, graças a uma grande penalidade convertida por Bruno Di Benedetto. No entanto, Rafa apontou no minuto seguinte o 5-3, terminando assim com as dúvidas sobre quem iria vencer o encontro. O próximo encontro dos comandados de Tó Neves é frente ao CD Póvoa, no próximo sábado, pelas 18h00, no pavilhão da formação da Póvoa de Varzim, em jogo a contar para a sexta jornada do Campeonato Nacional.

Resultados e Classificação

Fonte/Foto: FC Porto

80885

O Sporting apurou-se este sábado para os oitavos de final da Taça CERS, depois de vencer a equipa catalã do Calafell por 3-1. A formação ‘leonina’ já havia vencido na Catalunha por 3-2, voltando a derrotar a equipa de Sergi Macià.
Os catalães começaram melhor, com um golo de Marc Vergès ao minuto oito. Ao intervalo os forasteiros venciam e a eliminatória estava empatada.
Na segunda parte o jogo continuou sob toada de grande equilíbrio mas, sem que algo o fizesse prever, o Sporting empata por intermédio de André Moreira, desviando um remate de meia distância de Tiago Losna, ao minuto 13.
Com o golo, os visitantes desorganizaram-se e o Sporting, por seu turno, galvanizou-se, superiorizando-se até final, como o próprio resultado indica.
Três minutos depois, André Moreira acabaria por fazer o segundo tento em superioridade numérica, desviando ao segundo poste após nova assistência de Tiago Losna, o jogador que acabaria por fazer o terceiro, confirmando a vitória do ‘leão’.
Com este resultado, o Sporting defrontará a equipa suíça do Basileia nos oitavos de final da prova.
Após o triunfo por 3-1 frente ao Calafell que ditou o apuramento ‘leonino’ para os oitavos-de-final, Nuno Lopes afirmou que o Sporting foi a equipa mais capaz e mais adulta em rinque.
“Fomos mais capazes e mais adultos a abordar o encontro. Crescemos progressivamente após o nosso primeiro golo e saímos vitoriosos com inteira justiça. É importante que o Sporting tenha passado à próxima fase 19 anos depois da última participação em provas europeias”, salienta.
Quanto ao adversário, confessa que estava preparado para as dificuldades que o Calafell criou. “Sabíamos que ia ser difícil. O Calafell vinha motivado e viu-se pelo número de adeptos que trouxeram a Portugal. Vieram jogar no erro e isso obrigou-nos a ter algumas cautelas, sem nunca descorar o ataque, até porque a nossa vantagem era curta”, diz.
O técnico referiu, por fim, que não tem utilizado todos os atletas pelas dificuldades que estes jogos equilibrados acarretam. “Mexer muito na equipa numa eliminatória como esta requer muita ciência”, finaliza.

Fonte/Foto: www.sportingcp.pt

 

noia OCBCom uma exibição irrepreensível o OC Barcelos afastou o atual detentor da Taça Cers, o Noia em plena catalunha.

O OC Barcelos entrou com segurança e num remate de meia distancia abriu o marcador logo no primeiro minuto por Luís Querido.
A equipa do Noia com maior posse de bola tentou empatar mas Ricardo Silva foi defendendo com enorme categoria.
Aos 15' os barcelenses voltaram a marcar e novamente por Luís Querido num tento quase igual ao primeiro, através de uma forte meia distancia.
Antes do descanso o Noia podia ter reduzido mas Ricardo Silva defendeu uma grande penalidade de Francesc Bargalló.
A perder a equipa do Noia pressionou o conjunto de Barcelos, mas este com tranquilidade foi segurando o marcador.
Numa dessa situações mais agressivas Eloi Albesa viu o cartão azul, tendo Miguel Vieira AOS 8' desperdiçado o livre direto, depois do jogador minhoto ter marcado na primeira situação. No entanto o árbitro mandou repetir.
Depois de muito carregar o Noia reduziu aos 12' por Francesc Gil,
O empate podia ter aparecido aos 13', mas Ricardo Silva defendeu um livre direto de Francesc Bargallo na décima falta da equipa do Barcelos.
Não marcou o Noia , marcou o Barcelos aos 17' por Joca Guimarães.
Ate ao fim o Noia não desistiu e chegou ao empate por Francesc Gil e Aleix Esteller a pouco mais de três minutos do final.
O Barcelos podia ter sentenciado o jogo mas Luís Querido falhou um livre direto.

Portugal ItaliaAS Portuguesas venceram hoje em Tourcoing a seleção transalpina por 2-1 garantindo desta forma o 5 lugar neste campeonato do Mundo.

(em act.)

foto:FIRS