a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Bautista Acevedo, na ...

Sábado , Jul 04 2020
38

Ezequiel Mena é o 2.º ...

Sábado , Jul 04 2020
42

Letícia Corrales e ...

Sábado , Jul 04 2020
169

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58936

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26812

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21361

Campeonato Distrital da ...

Terça-feira , Nov 17 2015
1326

Luís Moreira- “Os ...

Sexta-feira , Jun 03 2016
1521

GDC Fânzeres ...

Quinta-feira , Out 05 2017
919

pluri unhas J

APMinhoSub20
Inicia-se este fim de semana o Campeonato Regional AP Minho Sub20 com as equipas a lutarem por uma classificação de acordo as suas expectativas. O OC Barcelos e o HC Braga vão com toda a certeza lutar pelo título regional. Os barcelenses contam no seu plantel com nomes que já soam na 1.ª divisão, Joca Guimarães e Miguel Vieira são argumentos mais que sólidos para o OC Barcelos lançar a candidatura a um título que já lhe foge há muitas épocas. O HC Braga mesmo tendo perdendo algumas referencias da última época é conhecido por ser uma escola de excelência no Minho e em Portugal estando com toda a certeza a preparar cuidadosamente temporada neste escalão que foi vice-campeão nacional as ultimas duas temporadas, esperando-se por isso uma grande luta pelo desejado titulo regional. Famalicense AC e Juv. Viana tal como o Riba d’Ave HC e o Valença Hc podem intrometer-se na luta com os candidatos uma vez que são equipas com jovens talentosos a quererem mostrar os seus atributos, esperando-se uma intensa luta nas partidas entre estes clubes que têm vindo a trabalhar melhor os escalões pré competitivos. Por fim CARTaipense e HC Fão vão ter um campeonato complicado, uma vez que os planteis não dão tantas garantias como os seus adversários, mesmo assim vão certamente para o ringue com o intuito de complicarem sempre o trabalho aos seus adversários prevendo-se um campeonato extremamente intenso na região minhota.

Calendário e Classificação

PAvilhaoLobinhos
A Final-Four Torneio de Abertura de Seniores Femininos da AP Lisboa, decorrerá no Pavilhão do Grupo Desportivo e Recreativo “Os Lobinhos”, que vai assim acolher, nos dias 1 e 2 de Novembro, a Final-Four do Torneio de Abertura de Seniores Femininos, na qual se defrontarão as equipas do A Stuart Massamá., HC Turquel, FC Alverca e SL Benfica.

Calendário:
Sábado, dia 1 de novembro, ½ final
16h - Stuart Massamá vs. HC Turquel
17h30 – FC Alverca vs. SL Benfica

Domingo, dia 2 de novembro
3.º e 4.º lugar – 16h
Final - 17h30

selecao femininaTourcoing
A Seleção Nacional Feminina perdeu hoje frente à Alemanha por 3-1, em jogo da 3.ª Jornada da fase de grupos do Campeonato do Mundo Tourcoing ‘2014, que decorre em França. A equipa nacional, depois de ter vencido a Índia por 24-0 na 1.ª jornada, empatou 1-1 com a Itália, ontem, na 2.ª jornada tendo perdido no desempate por grandes penalidades. Hoje, frente à Alemanha, as “meninas” lusas procuravam conseguir ainda chegar ao 1.º lugar, mas o resultado não foi o esperado, tendo terminado o grupo no 3.º posto. Apesar da classificação não ter sido a melhor, todas as 14 equipas que participam na competição ainda podem chegar à final, com a equipa portuguesa a defrontar seguidamente a seleção espanhola, que se classificou em 2.º do Grupo B. Para poder chegar à final, a seleção feminina portuguesa, terá assim caminho muito mais dificultado, mas ainda é possível, pois todas as equipas passam com essa possibilidade. Caso consiga vencer a Espanha, a equipa portuguesa defrontará o Chile, que se classificou em 1.º do Grupo B.

Resultados

Classificação

roller benfica equipas
A equipa feminina do SL Benfica deslocou-se até ao recinto do Roller Lagos, em jogo da última jornada do Torneio de Abertura da AP Lisboa, tendo vencido por esclarecedores 10-0. Num jogo com duas partes bem distintas, o SL Benfica embora superior, não conseguia materializar o domínio exercido, apesar das várias tentativas, com o intervalo a chegar e o SL Benfica a vencer por apenas 0-2. Antevia-se uma segunda pare equilibrada com a esperança que um golo Lacobrigense pudesse animar ainda mais o desafio, mas no segundo tempo o Roller Lagos entrou demasiado ansioso, sem conseguir encontrar-se como equipa falhando muitos passes, o Benfica aproveitou e foi ampliando a vantagem no marcador. O Roller ainda realizou alguns contra-ataques perigosos, e Sofia Moncóvio por duas vezes teve perto de marcar, mas a guarda-redes e a trave não deixaram o Roller marcar o tento de honra.Apesar da pesada derrota frente às campeãs nacionais, o Roller Lagos demosntrou que tem qualidade e poderá fazer boa figura no nacional, precisando de estabilizar a nível emocional e melhorar os índices físicos da equipa. O Benfica foi um justo vencedor, tendo assim conquistado o primeiro lugar no grupo B, classificando-se para a Final 4 da competição. O Roller Lagos classificou-se no 3º lugar com 4 pontos fruto de um empate e uma vitória frente ao GDR Os Lobinhos. Nas outras partidas da 6.ª Jornada do Torneio de Abertura Feminino da AP Lisboa, a AJ Salesiana recebeu e venceu o AC Tojal por 5-2, o FC Alverca foi derrotado, em casa, por 2-5 frente ao Stuart Massamá e o HC Turquel venceu fora o GDR Lobinhos por 1-3.

Classificação e Resultados
 

Foto: Roller Lagos

APMinhoSub17
Inicia-se no próximo fim de semana, o Campeonato Regional AP Minho Sub17, a prever-se uma luta intensa pelo título regional e ainda mais pelo acesso ao Campeonato Nacional Sub17. A equipa que parece estar melhor preparada para vencer o campeonato é a ADB/Campo que derrotou os seus adversários diretos na prova de pré temporada deixando um forte aviso de que será difícil bater a equipa de S. Salvador do Campo. O HC Braga será outra equipa a ter em conta neste campeonato, mesmo depois de ter vencido a Eurockey Cup os rapazes Bracarenses foram tombar com os barcelenses, o que antevê um campeonato complicado para o clube bracarense, que tem valor para lançar uma candidatura ao título mas terá de trabalhar muito nas suas partidas para tentar o assalto ao 1.º lugar, mas também nunca esquecendo que são os Campeões Nacionais em Título. Riba d’ Ave HC e ED Viana são mais dois clubes fortíssimos neste campeonato e vão certamente intrometer-se na luta com os candidatos e vão fazer tudo para conseguirem uma passagem para o desejado campeonato nacional. Jogar em Riba d’Ave sempre foi uma tarefa árdua, já os Vianenses usufruem do mesmo estatuto esperando-se imensas dificuldades para os clubes que irão visitar estas duas localidades. HC Fão, AD Limianos e Famalicense AC são os clubes com menos argumentos para se baterem com os seus adversários mas não será de todo aconselhável a esperar-se facilidades nos confrontos com estas equipas que podem baralhar as contas dos principais candidatos.

Calendário e Classificação

APMinhoSub15
Está prestes a começar um campeonato extremamente emocionante, recheado de grandes partidas de hóquei em patins, iniciando-se este fim de semana o Campeonato Regional AP Minho Sub15 com a ADB/Campo e o OC Barcelos a serem os mais fortes candidatos à vitoria final. Os dois clubes estão munidos de excelentes jogadores e vão certamente distinguir-se da concorrência. A ED Viana será a única equipa com capacidade para se intrometer na luta com os dois gigantes e tentar uma oportunidade para chegar ao campeonato nacional que há tanto tempo foge aos vianenses. Depois destas equipas Riba d’Ave HC, CARTaipense e HC Braga vão tentar lutar pelos lugares do meio da tabela uma vez que as equipas são todas muito jovens e terão de trabalhar muito para se baterem com os grandes candidatos. O CCD Ancorense vai estrear-se na lide dos campeonatos regionais e terá certamente muitas dificuldades neste que é o primeiro campeonato oficial. Por fim a boa notícia chega de Ponte de Lima, a AD Limianos pediu para colocar a equipa de Sub15 no Campeonato e vai assim intrometer-se na luta dos lugares do meio da tabela.

Calendário e Classificação

3-divisao-sul

O Parede FC mantem a liderança à condição, somando 16 pontos, mais um que Murches (menos 1 jogo) e quatro sobre o CA Campo Ourique (menos dois jogos).
A equipa de Pedro Fernandes conseguiu uma vitória tangencial sobre o HC Santiago, no reduto destes (6-5, foi o resultado final), numa partida muito contestada por parte dos responsáveis do Clube de Santiago de Cacém relativamente à arbitragem de Cidalino Lamosa neste encontro.
O Murches que recebeu a equipa do HC Portimão goleou a formação algarvia por números muito pouco usuais nas competições seniores nacionais. 24-5 foi o resultado final deste encontro que teve em Gonçalo Favinha o seu melhor marcador com 9 golos apontados. Fábio Pinto também se destacou ao apontar 6 dos golos da formação de Pedro Favinha. A equipa algarvia, privada de 6 dos seus atletas, que por lesão não poderam dar o seu contributo, foi mais uma vez vítima da sua inexperiência na prova, e apresenta, para já a defesa mais batida dos vários campeonatos nacionais (78 golos sofridos nas 6 partidas realizadas).
Em Torres Vedras a equipa do Sporting local, depois de duas derrotas na prova voltou aos triunfos e logo com goleada. A vitima foi o FC Castrense que saiu vergado frente aos leões torreenses por 15-4 com David Chalupa a apontar 5 dos golos da formação leonina.
E Cascais a formação local recebeu o Tojal com o resultado final a cifrar-se num empate a 5 bolas. Com qualquer das equipas a somar na ronda anterior uma derrota, este resultado, embora mias penalizador para a formação da linha, acabou por ser o mal menor para a motivação das duas equipas.
A partida entre Boliqueime e Beja acabou por ser favorável ao conjunto algarvio por 6-4.
Inicialmente para ser realizada em Beja, esta partida acabou por ser feita em Boliqueime por acordo entre os Clubes envolvidos, com a formação de António ramos a ser mais assertiva na hora da verdade e a somar o terceiro triunfo no campeonato, somando agora nove pontos.
Por fim a parida entre o Marítimo do Funchal e o CA Campo de Ourique foi adiada para 15 de Novembro próximo.

Resultados

Classificação Geral

3aDivisaoNorte

Realizou-se no passado domingo, dia 26 de outubro, a 4.ª Jornada do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão – Zona Norte, com o destaque a ir para a vitória do CD Póvoa (b) por 4-8 frente à AD Penafiel, que permite à equipa da Póvoa de Varzim cimentar a liderança para a derrota do CART, frente ao OC Barcelos (b) por 4-2.

AD Penafiel 4-8 CD Póvoa (b)
O CD Póvoa (b) foi até Penafiel vencer por 4-8, ficando isolado na frente da classificação. Tendo em conta que o CART perdeu nesta ronda, o CD Póvoa acabou por sair duplamente beneficiado com esta importante vitória fora de portas. Com Nuno Paiva em grande destaque, com 3 golos apontados, os poveiros acabam assim por assumir a liderança isolada, com 12 pontos em 4 jogos disputados. Já a AD Penafiel, com esta derrota caiu para o 8.º lugar, somando agora 4 pontos.

OC Barcelos (b) 4-2 CART
Em Barcelos decorria outra importante partida, com o CART a visitar os jovens barcelenses, que acabaram por ser mais fortes, vencendo por 4-2. Com esta vitória, o OC Barcelos acaba por igualar a equipa do CART na classificação, deixando a luta pelo 2.º lugar ao rubro, com OC Barcelos (b), HC Fão e CART todos com 9 pontos e a três de distância do CD Póvoa (b), que lidera a classificação com 12 pontos. Nesta partida os jovens de barcelos mostraram a sua qualidade, com “Joka” a fazer 2 golos e João Figueiredo a fazer outros dois para a equipa do Barcelos, enquanto pelo CART, foi Miguel Costa que marcou também por duas vezes.

Boavista FC 1-4 Fão
Já na Casa Paroquial de Alfena, o Boavista FC foi derrotado pelo HC Fão, por 1-4, tendo Carlos Mata sido um dos mais inconformados do HC Fão, com dois golos. Esta vitória dos fangueiros permite-lhes somar agora 9 pontos em quatro jogos disputados, enquanto o Boavista segue no 10.º lugar, com apenas 3 pontos conquistados.

CCD Ancorense 8-1 Académico FC
Em Vila Praia de Âncora, a equipa de Rui Neto parece ter despertado, depois de um arranque mais tímido na prova. Nesta partida, o CCD Ancorense venceu e convenceu frente ao Académico do Porto por 8-1, igualando agora os portuenses na classificação, com 6 pontos conquistados e deixando no ar a ideia de que está em marcha uma recuperação na classificação e que, como apontado anteriormente, a equipa de Rui Neto é uma das favoritas à subida de divisão.

CI Sagres (b) 5-5 Estrela Vigorosa
Em Lordelo do Ouro, houve confronto entre equipas da AP Porto, num jogo emocionante de início até final, que terminou 5-5, com o Vigorosa a ir, fora de portas, “roubar” um ponto ao Infante Sagres. Com este resultado, o Vigorosa consegue assim pontuar pela primeira vez, estando no 11.º lugar, enquanto o CI Sagres segue na 9.ª posição, com 4 pontos em 4 jogos disputados.

Olá Mouriz 4-13 CP Sobreira
Finalmente em Paredes, o Olá Mouriz voltou a fazer um resultado negativo, tendo sido derrota do pelo CP Sobreira por 4-13, o que espelha a diferença entre os conjuntos, com Gil Cardoso a ser o artilheiro-mor da equipa de Sobreira, com 6 golos apontados na partida! Embora não seja possível afirmá-lo com clareza, o Sobreira parece ser também uma das equipas que talvez não tenha tido o melhor arranque, mas que andará na luta pelos lugares cimeiros, restando aguardar para ver se tal se verifica.

Resultados

Classificação

SLB HPatins Agressoes PedroNunes 25Outubro201 V
Comunicado SLBenfica:
“O Sport Lisboa e Benfica apoia e promove a saudável prática desportiva, disputada dentro da lei, com fair-play e em recintos que garantam a todos – atletas, técnicos, staff de apoio e adeptos – total segurança para que o resultado final dos jogos possa ilustrar aquilo que acontece em campo. Nesta descrição não se insere aquilo que voltou a registar-se no Pavilhão Municipal de Barcelos, onde se deslocou o SL Benfica para disputar a 4.ª jornada do Nacional de Hóquei em Patins.
Apesar dos alertas já deixados pela Direção do Clube noutras ocasiões e relativamente a várias modalidades, continuam a realizar-se, sem condições de segurança, partidas onde tanto os atletas no recinto de jogo como bancos de suplentes vêem colocada em causa a sua integridade física.
O desporto não é guerrilha, pelo que não se podem considerar aceitáveis, por exemplo, "métodos competitivos" como o arremesso de moedas e outros objetos contra os elementos da equipa adversária. E isto perante a atitude passiva ou insuficiente presença de forças de segurança.
10 meses passados após reunião realizada com a Federação de Patinagem de Portugal (FPP), precisamente a propósito do tema segurança, o que fica demonstrado é a prática de uma interpretação irresponsável de um decreto de lei que permite aos clubes prescindir de policiamento nos jogos em que são visitados.
Veja-se o que aconteceu no Pavilhão Municipal de Barcelos no passado sábado:
- Sensivelmente à passagem do minuto 14 da segunda parte, depois de o Benfica estar a vencer 4-2, o banco que deveria abrigar os elementos do Clube foi atacado com insultos permanentes, cuspidelas e com adeptos do Óquei de Barcelos empoleirados no acrílico que deveria ser de proteção. Quando a equipa da casa reduziu para 4-3 o ambiente piorou, chegando mesmo a haver contacto físico de adeptos com elementos do Benfica. Neste momento, um responsável da secção de Hóquei em Patins dirigiu-se à mesa pedindo a interrupção imediata do jogo ao 3.º árbitro, algo que apenas sucederia após o golo do empate (4-4). Nesta altura, os empurrões e murros no banco passaram então a agressões com moedas e isqueiros, tendo sido atingidos na cabeça o treinador do Benfica e o atleta João Rodrigues. Para defender a sua integridade, o técnico entrou na pista e apenas aí os árbitros interromperam a partida durante 12 minutos, tornando-se evidente que os elementos de uma empresa privada presentes eram insuficientes para criar o perímetro de segurança à equipa do Benfica.
Estes incidentes de extrema gravidade tornam-se ainda mais preocupantes a partir do momento em que são regulares e, aparentemente, aceites pelo clube da casa e até pela FPP. Em fevereiro deste ano, no mesmo recinto desportivo, houve confrontos entre adeptos do Óquei de Barcelos e atletas do FC Porto. Ninguém foi castigado pelas instâncias federativas nem a equipa da casa mudou o seu processo de organização de jogo, recorrendo a uma tímida presença de elementos de uma empresa de segurança privada.
Realça-se a atitude do treinador e de alguns dirigentes do Óquei de Barcelos, tentando conter a agressividade dos seus adeptos. Em contraponto, foram visíveis gestos de exaltação de ânimos por parte de, pelo menos, dois hoquistas da casa. Existem imagens de órgãos de comunicação social a documentá-lo.
O atual estado das coisas não é positivo para a modalidade. É urgente que no hóquei em patins acabe o "vale tudo" praticado em alguns pavilhões devidamente identificados.
É bom entrar num pavilhão em que se sente um ambiente fervoroso, mas é muito mau competições que se querem credíveis e bem organizadas realizarem-se em recintos onde tudo é permitido.
Muito mais haveria para dizer. Quanto a este Óquei de Barcelos-Benfica, ficou demonstrado que a segurança aos intervenientes não foi garantida; a reação da equipa de arbitragem foi tardia e pouco responsável, não obstante o pedido do delegado do SL Benfica à mesa para que o jogo não fosse reatado sem estarem reunidas todas as condições exigíveis e, como é óbvio, sem moedas ou outros objetos na pista.
Registe-se que a PSP só se apresentou no pavilhão no final da partida e por iniciativa da comitiva do SL Benfica.
O Sport Lisboa e Benfica tem investido recursos humanos e financeiros para garantir a segurança das equipas e adeptos adversários no Pavilhão Fidelidade – acrílicos atrás dos bancos, túnel que protege as equipas, separação de adeptos visitantes que lhes permite ver os jogos sem incidentes. No entanto, nos recintos dos outros competidores tudo parece ser feito para que os seus adeptos estejam o mais próximo possível dos atletas do Benfica para intimidar, agredir, provocar. Seguramente isto não é hóquei em patins nem verdade desportiva!
Face a tudo o que o Clube tem feito para preservar a verdade desportiva e a segurança dos adeptos, o Sport Lisboa e Benfica sente-se no direito de recusar “voltar à pista” em jogos em que se repita o cenário registado em Barcelos no último sábado.
Se a Federação, os clubes e outras entidades oficiais não se mobilizarem para resolver este problema, poderemos em breve assistir a acontecimentos ainda mais graves numa partida de hóquei em patins e isso ter repercussões sérias na imagem pública da modalidade, assim como na sua própria existência enquanto campeonato de alta competição.”

A claque do OC Barcelos, "Kaos Barcelense" responde:
“A Kaos Barcelense, enquanto grupo mais representativo de apoio ao Óquei Clube de Barcelos, Hóquei em Patins - SAD, perante uma onda de mentiras que têm sido difundidas não só pela comunicação social, como também por parte da instituição Sport Lisboa e Benfica, Futebol – SAD, vem por este meio comunicar o seguinte:
1) Lamentar o facto do canal de televisão SIC difundir uma notícia relacionada com hóquei em patins anos depois da última vez, para relatar mentiras ao invés acontecimentos propícios e que esses sim, são notícia, como é o caso das recentes conquistas das seleções nacionais jovens em campeonatos do mundo e da europa.
2) Lamentar ainda que o mesmo canal de televisão enquanto refere que adeptos do Óquei de Barcelos agrediram apoiantes do Benfica, o faça numa mentira descarada enquanto mostra imagens de adeptos do Benfica a agredirem membros pertencentes à massa adepta do nosso clube.
3) Lamentar também que o referido canal de televisão tenha recorrido a um vídeo de um órgão de comunicação regional (Jornal de Barcelos) e o classifique como amador, frisando ainda que o mesmo foi publicado nas redes sociais com o intuito de partilha.
4) Os adeptos benfiquistas estiveram até aos últimos catorze minutos junto da massa adepta do Óquei Clube de Barcelos sem que ninguém os tivesse provocado, insultado ou agredido
5) Nesse referido período de tempo, um adepto do Sport Lisboa e Benfica travou-se de razões perante um grupo de adeptos do Óquei Clube de Barcelos que junto dele se encontrava, recorrendo este à violência não só verbal como também física, restando aos nossos adeptos defenderem-se da forma mais natural que caracteriza um homem do norte.
6) Dizer ainda que, é de lamentar que o Sport Lisboa e Benfica relate acontecimentos ocorridos em Fevereiro do presente ano de um jogo entre o Óquei Clube de Barcelos e o Futebol Clube do Porto, referindo a existência de confrontos, o que, mais uma vez prova a mentira e a falta de carácter que reina neste clube. A mentira porque não existiu qualquer agressão a nenhum jogador ou adepto do Futebol Clube do Porto; a falta de carácter uma vez que, foi curiosamente o adepto que causou toda a exaltação no passado Sábado que cuspiu o guarda-redes do Futebol Clube do Porto, Edo Bosch, num jogo que teve lugar no Pavilhão da Luz, casa do Sport Lisboa e Benfica.
7) Enquanto o jogo esteve parado, a pedido dos dirigentes do Sport Lisboa e Benfica, ninguém pôde presenciar qualquer objeto arremessado à comitiva afeta ao clube lisboeta, havendo apenas e só constantes insultos e provocações por parte do jogador Carlos Nicolia aos adeptos do Óquei Clube de Barcelos, ao contrário da imagem que o Sport Lisboa e Benfica tenta fazer passar, onde referem que alguns jogadores do nosso clube estivessem a incendiar os ânimos.
8) Por fim, é também de lamentar profundamente que o Sport Lisboa e Benfica defina a postura da equipa de segurança privada “G Protect” como tímida, dias depois de uma pronta intervenção que minimizou confrontos de maior intensidade entre adeptos de duas equipas.
Barcelos, 28 de Outubro de 2014.

Imagens Benfica TV/Sic Notícias

 

Fonte: SL Benfica / Facebook Kaos Barcelense. 

2.ªDivZonaNorte
Realizou-se no passado fim de semana a 6.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão – Zona Norte, com o CI Sagres a cimentar a liderança, depois de vencer o HC Mealhada por 4-2. Os resultados de maior destaque aconteceram em Gulpilhares, com a ACR Gulpilhares a vencer o HC Braga por 6-2 e em Lavra, com o CRPF Lavra a vencer o Valença HC por 2-1.

HA Cambra 5-2 Juv. Pacense
Numa partida entre equipas muito próximas na classificação, o HA Cambra conseguiu vencer a Juventude Pacense por 5-2, numa partida muito interessante, mas que acabou com os três pontos a ficarem em Vale de Cambra. Com esta vitória o Cambra soma agora 10 pontos, tendo ultrapassado a Juv. Pacense na classificação.

Famalicense AC 8-1 Escola Livre
Em Famalicão assistiu-se ao “grito” de revolta de uma equipa que tem excelentes executantes, mas que até à data ainda não tinha conseguido um resultado consistente e que apenas na jornada anterior tinha conseguido a primeira vitória. O Famalicense apresentou-se forte e motivado, vencendo a equipa de Oliveira de Azeméis por convincentes 8-1, que mostram bem a diferença que houve dentro de campo e que permitiu à equipa de Fernando Almeida somar a segunda vitória consecutiva.

CI Sagres 4-2 HC Mealhada
O CI Sagres voltou a vencer e está cada vez mais sozinho na frente, tenho a AA Espinho a 3 pontos e as restantes equipas a 6 pontos de distância, o que começa a dar uma margem muito confortável para a equipa de Paulo Castanheira, que soma 5 vitórias e 1 empate, em 6 jogos disputados. Ainda assim, a partida não foi fácil e o Infante de Sagres teve que trabalhar muito para conseguir ultrapassar o HC Mealhada, que tudo fez para contrariar o favoritismo do Infante, mas que acabou por perder por 4-2, com a equipa de Filipe Faria a estar no último lugar da classificação, sem qualquer ponto conquistado.

ACR Gulpilhares 6-2 HC Braga
De Gaia veio uma das surpresas da jornada, com a ACR Gulpilhares a construir uma importante vitória frente ao HC Braga, que lhe permite agora somar 6 pontos, fruto de duas vitórias. Já o HC Braga, com esta derrota, ficou mais longe do 1.º lugar, tendo agora 10 pontos. Neste jogo, um dos heróis foi Vitor Marques, o guarda-redes da ACR Gulpilhares, que esteve em noite inspiradíssima, catapultando a sua equipa para uma grande vitória por 6-2.

HC Marco 7-4 GFC Fânzeres
O HC Marco conseguiu nesta ronda, a sua primeira vitória, tendo derrotado o GDC Fânzeres por 7-4, conquistado os três pontos que estavam em jogo. Depois de nas 5 primeiras jornadas não ter conseguido qualquer vitória, a equipa do Marco de Canavezes consegue assim vencer, tendo em José Cabral o grande obreiro, ele que fez “hat-trick” na partida e ajudou e de que maneira a sua equipa a vencer. Já o GDC Fânzeres, com mais uma derrota, encontra-se agora no 13.º lugar, com apenas 4 pontos.

CRPF Lavra vs. Valença HC
Em Matosinhos, o CRPF Lavra recebeu o Valença HC, numa partida disputada no final do dia de sábado, tendo vencido por 2-1. O Valença partia como possível favorito, mas sabia muito bem que iria encontrar pela frente uma equipa aguerrida e que já na ronda anterior tinha feito “estragos”. Assim, embora a equipa do Alto Minho tenha começado melhor, com Micha a abrir o marcador e fazer o 0-1, a equipa de Lavra conseguiu, através de Bruno Pinho e Diogo Ribeiro, inverter o rumo dos acontecimentos e fabricar uma importante vitória, que permite ao CRPF Lavra seguir no 8.º lugar, com 7 pontos, enquanto o Valença HC acabou por marcar passo e está agora a 7 pontos da liderança, embora ainda com um jogo a menos.

Resultados

Classificação