a c e b o o k
  • This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Paulo Almeida renova com ...

Sábado , Jul 04 2020
36

Tiago Carvalho segue no ...

Sábado , Jul 04 2020
38

Bautista Acevedo, na ...

Sábado , Jul 04 2020
164

Hóquei fica mais pobre

Segunda-feira , Jul 30 2018
58940

Patinagem reconhecida ...

Segunda-feira , Nov 09 2015
26818

CM Feminino- Portugal ...

Sábado , Out 01 2016
21367

Comunicado do SC ...

Quinta-feira , Jun 18 2015
1372

Olá Mouriz em protesto ...

Segunda-feira , Mai 15 2017
2306

HC “Os Tigres” vão ...

Domingo , Mai 17 2020
768

pluri unhas J

SLB JoseTrindade PresidenteSeccao 9Setembro2014 V
O SL Benfica deslocou-se até Barcelos, para disputar a 4.ª Jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, onde empatou 5-5. Segundo o site encarnado, ocorreram factos graves, extra jogo, que chegaram a colocar em causa a integridade física da comitiva do Sport Lisboa e Benfica presente no recinto. José Trindade, presidente da Secção de Hóquei em Patins do SL Benfica, em declarações, explica “hoje aconteceu algo muito grave no Pavilhão Municipal de Barcelos. Quando o SL Benfica estava a ganhar, por 4-3, começaram as agressões por parte dos adeptos do Barcelos à nossa equipa e ao nosso banco, nomeadamente ao João Rodrigues e ao nosso treinador. Quando o OC Barcelos empatou a quatro golos, a partida teve mesmo de ser interrompida pela equipa de arbitragem, e o jogo esteve parado cerca de 12 minutos até se conseguir estabelecer um perímetro de segurança para a equipa do SL Benfica. Passado esse tempo, era praticamente impossível estar no Pavilhão e dentro da pista, não havia condições de segurança, mas mesmo assim a equipa continuou com o objetivo de terminar o jogo”, começou por explicar. “Esta temporada, e decorrente das alterações regulamentares, é permitido aos clubes solicitar empresas de segurança, ao invés da habitual Polícia, o que levou a que hoje não existissem condições de segurança no Pavilhão”, acrescentou José Trindade. Quanto ao futuro, o SL Benfica vai tomar medidas: “O que se passou hoje foi muito grave, vamos promover uma reunião interna e, em conjunto, encontrar mecanismos para colocar esta questão publicamente”.

Foto/Fonte: SL Benfica

ACRGulpilharessenior
A ACR Gulpilhares recebeu e venceu o HC Braga, em jogo da 6.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão – Zona Norte, tendo vencido os bracarenses por 6-2. Numa partida emotiva de início até final, a equipa de Gaia esteve em bom nível, conseguindo uma boa exibição, que lhe permitiu somar os 3 pontos. Com esta vitória, a ACR Gulpilhares soma agora 6 pontos, em 4 jogos disputados, estando atualmente no 10.º lugar da classificação. A grande figura da partida foi Tiago Silva, que fez hat-trick, enquanto Gonçalo Ouro (2g) e Luís Gomes marcaram os restantes. Pelo lado da equipa de André Torres, os golos foram apontados por André Ferreira e “Joca”. Com esta derrota, o HC Braga vê a distância para o CI Sagres aumentar, ficando agora a 6 pontos da liderança, agora com 16 pontos.

Resultados

Classificação

InfanteAquecimento
O CI Sagres voltou a vencer, desta feita, na receção ao HC Mealhada, por 4-2, em jogo da 6.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão – Zona Norte. A equipa de Paulo Castanheira, sabia que a vitória continuaria a dar liderança isolada e frente ao “lanterna vermelha” HC Mealhada, o CI Sagres não vacilou. A equipa do Infante começou melhor e logo nos primeiros minutos de jogo, o artilheiro-mor do CIS faz o 1-0. Xavier Resende, também marcou para o CI Sagres, aos 12’ de jogo, aumentando para 2-0 e deixando a sua equipa com uma vantagem que durou pouco tempo, pois Fábio Vieira reduziu para 2-1, relançando a partida. A 2.º parte começou com o Infante a querer resolver as coisas, mas a bola na entrava e Fábio Vieira novamente, marca para o HC Mealhada, empatando a partida a 2 bolas. Ainda assim, o empate durou pouco e à passagem do minuto 9’, Jorge Vieira, inconformado, marca por duas vezes, fazendo de rajada, o 3-2 e o 4-2, deixando o CI Sagres com uma importante vantagem, que durou até ao final do encontro, apesar das várias tentativas do HC Mealhada, especialmente por Fábio Vieira, que bem tentou, mas não foi capaz de contrariar o resultado, com o Mealhada a averbar nova derrota. Com esta vitória, a equipa de Paulo Castanheira continua na liderança, somando agora 16 pontos, com AA Espinho e Valença HC na perseguição.

Resultados

Classificação

Foto: Facebook CI Sagres

HACambraPenalti
O HA Cambra recebeu e venceu, hoje, frente à Juventude Pacense por 5-2, em jogo da 6.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão – Zona Norte. Com esta vitória, a equipa de Vale de Cambra soma agora 10 pontos, tendo ultrapassado a equipa de Paços de Ferreira na classificação. A equipa de Vale de Cambra entrou muito bem na partida e logo no início, Maia deu vantagem às “abelhas”, fazendo o 1-0. Ainda no 1.º tempo, João Marques ainda falhou uma grande penalidade e o marcador não se alterou até ao intervalo. A 2.ª parte abriu da mesma forma que a primeira e o HA Cambra voltou a marcar, por Daniel Bastos, que fez o 2-0. O Pacense respondeu por João Paulo Marques, que reduziu para 2-1, mas Álvaro Pinto fez quase de seguida, o 3-1. O jogo estava vivo e com várias ocasiões, mas foi o Cambra a marcar novamente, por Orlando Pinto, que aumentou para 4-1. Entretanto Álvaro Pinto bisou na partida, fazendo o 5-1 e Gil Vicente, ainda reduziu para 5-2, de penalti, mas o vencedor estava encontrado, com o HA Cambra a somar uma importante vitória.

Resultados

Classificação

Foto: Facebook HA Cambra

10409690 309291915929132 7530187686974396125 n

UD Oliveirense – CH Carvalhos 5-2

A equipa de Vítor Fortunato voltou a fazer sorrir os seus adeptos, ao bater neste final de Sábado no Pavilhão “Salvador Machado” a equipa do Carvalhos por 5-2.
A entra bem na partida, o conjunto de Vítor Fortunato conseguiu cedo inaugurar o marcador por Gonçalo Alves. Sem permitir grandes veleidades à equipa que viajou dos Carvalhos a formação local chegaria ao intervalo a vencer por 3-0 com os golos a serem apontados por Martin Montivero e Albert Casanovas, com este ainda a desperdiçar uma GP neste período.
Na segunda metade continuou a ser a Oliveirense a mandar na partida e Montivero por duas vezes voltou a fazer gritar de alegria os adeptos locais, fazendo assim o primeiro hat trick da época ao serviço da equipa da Oliveirense.
O Carvalhos acabaria por reduzir já nos minutos finais da partida por intermédio de Rui Vidal e André Matos, este já ao soar do gong a assinalar o final da partida no “Salvador Machado”.
A Oliveirense depois de duas derrotas consecutivas (na Candelária e na passada quarta-feira no Dragão Caixa) volta aos triunfos e soma agora 6 pontos após esta jornada.

P9214844

HC Turquel-AD Valongo 3-5

O HC Turquel não conseguiu vergar o campeão nacional, o AD Valongo na recepção que hoje fez ao conjunto de Paulo Pereira.
A equipa de João Simões viu-se a perder logo aos 4 minutos com Henrique Magalhães a inaugurar o marcador, mas até ao intervalo Daniel Matias e Vasco Luís, este de GP conseguem colocar a equipa da “Aldeia do Hóquei” a vencer quando recolheram para os balneários para o merecido descanso.
A formação nortenha chega ao empate aos 6 minutos da etapa complementar por intermédio de Nuno Araújo na transformação de uma GP, mas a equipa alvinegra coloca-se novamente na frente do marcador por intermédio de Daniel Matias ao não desperdiçar um LD na sequência de um cartão azul mostrado a Hugo Azevedo.
Até ao final numa partida intensa, e equilibrada, sempre jogada a grande velocidade seria a equipa campeã nacional a conseguir dar a volta ao texto com os golos da formação do Valongo a serem apontados já na parte final da partida por intermédio de Telmo Pinto, Nuno Rodrigues e Nuno Araújo, com este a bisar e a confirmar um triunfo num rinque sempre difícil de conseguir sair com um sorriso nos lábios.
O HC Turquel soma assim a segunda derrota no espaço de dias em jogos a contar para o campeonato nacional, somando 6 pontos, contra os 9 que o Valongo após esta jornada acumula na classificação geral após 4 jornadas realizadas.

PA255196

SC Tomar – HC Sintra 4-5

O SC Tomar foi este Sábado surpreendido no “Jácome Ratton” pelo HC Sintra que venceu por 5-4.
Numa partida onde a formação da casa partia como favorita, seria no entanto a equipa de Sintra a aproveitar as desatenções e as deficiências colectivas do SC Tomar a conseguir conquistar os três pontos em disputa.
Num jogo sempre jogado a grande velocidade a primeira parte seria maioritariamente dominada pela formação de Nuno Domingues que chegou ao intervalo a vencer por 2-1.
A equipa leonina inaugurou o marcador aos 10 minutos por intermédio de Filipe Almeida numa jogada típica de contra ataque com o camisola 5 a não perdoar na cara de João Coelho. Seria mesmo a formação leonina a aumentar para 2-0 aos 14 minutos por João Lomba em jogada individual. No entanto a formação do Sintra reduz passados poucos segundos aproveitando a deficiência defensiva do SC Tomar, com Mauro Teixeira a ser o autor do golo. Até ao intervalo o resultado não se alteraria embora o SC Tomar tenha desperdiçado uma GP assinalada ao Sintra por falta sobre Filipe Almeida. Hernâni Diniz chamado a converter a enviar ao lado da baliza defendida por João Coelho.
A segunda parte trouxe um Sintra mais afoito e aos poucos a equilibrar a partida. A equipa de Rui Vieira tem oportunidade de empatar a partida mas Mauro Teixeira não aproveita a GP a seu favor, decorriam 6 minutos de jogo. No entanto a perseverança da formação que viajou de Sintra foi recompensada com o golo de Diogo Carrilho que faz o empate, decorriam 8 minutos desta segunda metade.
Com o equilíbrio a manter-se foi novamente o SC Tomar a adiantar-se no marcador por Ivo Silva que não desperdiçou ao segundo poste o passe açucarado de Filipe Almeida, faltavam então 12 minutos de jogo.
Mas mais uma vez a desatenção da defesa do SC Tomar logo após o golo marcado, permitiu que Fábio Quintino, chegasse novamente ao empate segundos depois.
Sem dar tempo para respirar, e com as oportunidades a surgirem em ambas as balizas tanto o HC Sintra como o SC Tomar a desperdiçarem LD em sequência da 10.ª falta das respectivas equipas.
Curiosamente a equipa do HC Sintra adianta-se pela primeira vez no marcador ao fazer o 3-4 por Paulo Dias numa fase em que jogava com menos um jogador de campo, fruto do cartão vermelho mostrado ao Director da equipa Sintrense, Pedro Santos. Desatenção na defesa leonina a ser muito bem aproveitada pelo capitão da formação sintrense.
O SC Tomar chega ao empate por Luís Silva a 5 minutos do términus do jogo, mas mais uma vez as desatenções em termos defensivos e muita ansiedade na equipa leonina acabaram por provocar uma falta dentro da área do SC Tomar originando uma GP que Paulo Dias não desperdiçou, estavam decorridos 21 minutos de jogo. A equipa nabantina tem soberana oportunidade de empatar a menos de dois minutos do términus do encontro na sequência de uma GP mas Nuno Domingues não aproveita, enviando a bola ao lado da baliza de João Coelho. Pouco depois terminava a partida com a vitória a sorrir ao conjunto do HC Sintra num jogo onde por aquilo que fez na segunda parte acabaria por merecer os três pontos.
O SC Tomar só pode queixar-se de si mesmo pelos erros que foi cometendo ao longo da partida, perante uma equipa inteligente e que aproveitou da melhor maneira as oportunidades concedidas pelos leões.
Destaque para a grande exibição de João Coelho na defesa das redes do Sintra, coadjuvado por uma equipa que teve no colectivo a grande arma deste triunfo.

Pavilhão “Jácome Ratton”- Tomar

Árbitros: Carlos Brás e António Joaquim

SC Tomar: Daniel Leal (gr), João Lomba, Filipe Almeida (1), Ivo Silva (2), Luís Silva (1); Hernâni Diniz, David Costa, Nuno Domingues, André Silva e Marco Gaspar (gr)
Treinador: Nuno Domingues

HC Sintra: João Coelho (gr), Mauro Teixeira (1), Paulo Dias (2), Rui Lopes, Diogo Coelho (1); Tiago Pedro, João Abrantes, Fábio Quintino (1), Diogo Coutinho e Frederico Borges (gr)
Treinador: Rui Vieira

OCB BenficaAinda alguns dos muitos adeptos procuravam lugar no bem composto municipal de Barcelos e o Benfica já inaugurava aos doze segundos o marcador por Carlos Nicola aproveitando a desatenção completa da defesa minhota.
Apesar do golo madrugador o OC Barcelos não tremeu e assumiu as despesas do encontro valendo ao Benfica a boa exibição de Guillen Trabal.
Por várias vezes o guarda redes benfiquista impediu o empate.
Aos 14'm e contra a corrente do jogo o Benfica elevou para 2-0 novamente por Carlos Nicola que isolado perante Ricardo Silva não perdoou.
Mesmo a perder o OC Barcelos não abrandou e procurou reduzir o marcador, tendo ao 19' conseguido esse tento por João Candeias, após magnifico trabalho de Miguel Vieira.
Este golo animou ainda mais o desafio que podia ter sofrido alteração no resultado mas Ricardo Silva no ultimo minuto defendeu uma grande penalidade de Carlos Nicola.
Com a diferença mínima no marcador o Barcelos acreditou e chegou ao empate aos 7' por Luis Querido. O capitão dos minhotos podiam ter feito aos 9' o terceiro mas falhou uma grande penalidade que foi defendida por Pedro Henriques.
Quem não marca sofre e logo a seguir com alguma sorte Valter Neves fez o 2-3. Os encarnados subiram e segundos depois podiam ter feito aumentado mas Ricardo Silva defendeu uma grande penalidade de Tuco Abalos.
O quarto golo apareceu aos 14' por Carlos Nicola de livre direto a castigar a décima falta da equipa minhota
A equipa do Barcelos não desistiu e em apenas dois minutos fez o empate por Miguel Vieira levando ao rubro o pavilhão de Barcelos.
Este tento levou a que a partida fosse interrompida por envolvimento entre adeptos dos dois clubes nas bancadas, situação que durou cerca de seis minutos.
Retomado o jogo João Rodrigues ameaçou desfazer a igualdade mas o remate foi ao poste minhoto.
Na resposta Hugo Costa obrigou Guillan Trabal a grande defesa.
Adivinhava-se o golo em uma das balizas e aos 19' João Candeias colocou pela primeira vez o Barcelos na frente do marcador na transformação de uma grande penalidade.
Segundos depois Miguel Vieira desperdiçou um livre direto falhando o sexto golo.
Até ao fim o Benfica tendo alcançado o empate a seis segundos do fim por Carlos Nicola.

3-divisao-sul

Disputa-se este Domingo mais uma jornada desta Zona Sul da 3.ª Divisão com as equipas de topo muito perto umas das outras na luta pela liderança.
O Parede FC que lidera a classificação embora com um jogo a mais que CACO e Murches desloca-se este Domingo a Santiago do Cacém onde terá que se haver com o HC Santiago.
O líder da prova vai ao recinto de uma equipa que perdeu na primeira ronda e venceu no último jogo em Portimão por números dilatados. A formação de Gonçalo Silva está moralizada, e vai ser com toda a certeza um osso duro de roer para a formação que viaja da Parede e apenas perdeu pontos na deslocação à Madeira. Aliás é uma partida onde o equilíbrio será nota dominante com os três pontos a poderem cair para qualquer dos lados.
O Murches que apresenta o melhor ataque desta série Sul (golos marcados) e o destaque aqui para Gonçalo Favinha que já “facturou” por 20 vezes, recebe este Domingo o HC Portimão, numa partida com o favoritismo a cair por inteiro para a formação da casa. A equipa algarvia é de longe a formação com mais golos sofridos até ao momento, o que indicia “fartura” de golos neste encontro.
O Beja recebe a formação de Boliqueime num jogo com motivações antagónicas. A equipa Algarvia vem de um triunfo tranquilo frente ao Estremoz, enquanto a equipa alentejana sofreu uma derrota em Campo de Ourique na passada semana. Jogo equilibrado, entre duas formações que somam 6 pontos até ao momento, com os três pontos a poderem cair para qualquer dos lados.
O Cascais recebe no próximo Domingo a equipa do AC Tojal. A equipa da linha que perdeu no passado Domingo frente ao Parede tem aqui oportunidade de voltar aos triunfos perante um Tojal que saiu derrotado na recepção ao Marítimo do Funchal. Jogo onde se espera equilíbrio mas o factor casa a poder ser decisivo nesta partida.
Por fim em Torres Vedras a equipa do Sporting local recebe o FC Castrense. Depois da folga na passada semana espera-se que os leões de Torres Vedras venham com “ganas” para vencer depois de duas derrotas consecutivas no campeonato. Jogo entre duas formações que privilegiam o ataque, esperando-se muitos golos neste encontro.

Resultados

Classificação Geral

SLB Hoquei PedroNunes Benfica FCPorto 25Janeiro2014 V
Em análise ao confronto da 4.ª Jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão, em que o SL Benfica se desloca até ao Pavilhão Municipal de Barcelos, pelas 18h de sábado, o treinador da equipa de Hóquei em Patins do SL Benfica Pedro Nunes perspetivou "Vamos encontrar um Barcelos fortemente motivado, para além da qualidade que já tem como equipa. É um fator que o Benfica deve ter em conta". Historicamente, os jogos com o OC Barcelos não são fáceis de transpor e o técnico realçou isso mesmo. "É um jogo tradicionalmente difícil e temos que estar preparados para essa motivação extra do Barcelos mas eu acho que o Benfica tem argumentos para ir ao Minho conquistar os três pontos, que é o nosso principal objetivo", observou. O OC Barcelos – Benfica joga-se às 18h00 de sábado, no pavilhão Municipal de Barcelos.
Foto/Fonte: SL Benfica