a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

Entrevistas

À conversa com Sergi ...
SergiPunset
Foto CS Candelária - Serig Punset Estivemos à conversa ...
Ler
À conversa com João ...
JoaolealGulpilhares
Foto Facebook ACD Gulpilhares Estivemos à conversa com ...
Ler
À conversa com Miguel ...
MiguelFreitas
Miguel Freitas esteve à conversa com a Plurisports e falou ...
Ler
À conversa com Diogo ...
DiogoFernandes
Estivemos à conversa com o jovem guarda-redes Diogo ...
Ler
À conversa com André Gil
AndreGilFisica
Estivemos à conversa com o treinador da AE Física, André ...
Ler
À Conversa com João Costa
João Costa
João Costa esteve à conversa com a Plurisports e falou da ...
Ler
  • Hot
  • Top
  • Outras

I D - Valença ganha em ...

sábado , Abr. 21 2018
68

II D . Sanjoanense vence ...

sábado , Abr. 21 2018
82

HC Marco leva a melhor ...

sábado , Abr. 21 2018
84

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
23051

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
18425

Saiba quais os 10 ...

sexta , Ago. 19 2016
13997

Olá Mouriz divulga ...

quinta , Jul. 02 2015
680

AP Ribatejo- Realizou-se ...

quinta , Nov. 12 2015
605

TP – Tomba Gigantes mora ...

domingo , Mar. 19 2017
2045

Portucale

MB 20180421 5Importante triunfo obteve o Valença HC na visita ao alentejo, onde em Grândola venceu a equipa da casa por 6-1.
Apesar dos números finais do resultado, o Valença HC sentiu enormes dificuldades, especialmente na primeira parte.
A equipa do Grândola ultima classificada marcou primeiro por José Gonçalves, mas ainda na primeira parte Ziga Campos igualou.
Na segunda parte depois de Rodolfo Sobral ter defendido dois livres diretos e de Ricardo Costa um, Luís Viana aos 12' deu a cambalhota no resultado.
A turma do Alentejo procurou nova igualdade mas nos últimos minutos o Valença HC selou o triunfo com a obtenção de mais quatro golos por José Braga, Nuno Micoli, Guido Pellizari e Luís Viana.

A vitoria do Valença HC permitiu somar agora dezasseis pontos, afastando-se do HC Braga ( primeira equipa em zona de descida ) que tem onze mas com menos dois jogos realizados.
Já o Grândola pode ter dito adeus à permanecia, visto somar apenas seis pontos, estando precisamente a dez de distancia dos valencianos.
Para a próxima ronda o Valença HC recebe o Tomar e o Grândola joga em Valongo.

MB 20180421 4A AD Sanjoanense visitou Famalicão e venceu a turma minhota por 6-2, triunfo que lhe permite continuar no segundo lugar no nacional da segunda divisão, zona norte.
Por parte do Famalicense a derrota não alterou também a sua posição na prova, ou seja o oitavo lugar com trinta e dois pontos

Os visitantes entraram muito fortes e logo no segundo minuto ganharam vantagem por João Almeida.
De grande penalidade a Sanjoanense fez aos 12' o 2-0 por Pedro Cerqueira, para ainda na primeira parte elevar para 4-0 com tentos de Alex Mount e Bruno Moreira.
Para a etapa final o Famalicense reagiu com golos de Tiago Pimenta e de Tiago Azevedo, mas a Sanjoanense respondeu por Tiago Almeida e por Bruno Moreira, colocando o resultado final em 6-2.
Para a próxima jornada o Famalicense joga na Povoa de Varzim e a AD Sanjoanense recebe o HC Marco.

Foto José Gomes

MB 20180421 3Quer o HC Marco, quer o HC Fão apresentaram-se para este duelo conscientes da enorme importância na luta pela manutenção.
A " fome " de pontos para continuar a sonhar com esse objectivo dominou o encontro, onde os nervos e a ansiedade foram evidentes.
O triunfo sorriu ao HC Marco por 6-3, resultado que lhe permite manter acesa a "chama " de chegar aos lugares de manutenção.
Em sentido contrario, a derrota do HC Fão torna esse objectivo cada vez mais difícil, quando faltam apenas seis jornadas para o final do campeonato.
Neste momento o HC Marco soma vinte pontos e o HC Fão apenas doze.

Quanto ao jogo, o HC Marco ao intervalo vencia por 4-1, tendo nesse período a turma do Fão alcançado ainda a igualdade a uma bola.
Na segunda parte o HC Fão reduziu para 4-2, mas a equipa da casa respondeu fazendo o 5-2.
Ate ao fim, mais dois golos para cada lado, fazendo o resultado em 6-3.
Fizeram a marcha do marcador, Bruno Correia (3), José Cabral (1), Pedro Costa (1) e Francisco Vieira para o HC Marco enquanto que Diogo Machado (2) e André Barbosa (1) apontaram pelos fangueiros.
Para a próxima ronda o HC Marco tem uma difícil deslocação à Sanjoanense e o HC Fão recebe a ADJ Vila Praia

imgS620I219469T20180421170858

<Paulo Pereira, treinador do OC Barcelos, era um técnico satisfeito no final do encontro frente ao FC Porto, apesar da derrota por 7x4. O timoneiro barcelense lamentou apenas que a equipa não tenha conseguido estancar o ataque dos dragões no começo da segunda parte, quando o OC Barcelos vencia por 1x2 e permitiu a reviravolta para 4x2.

«Estou muito satisfeito com o que os jogadores fizeram. De 50 minutos de jogo, fizemos 47 fantásticos. Sabíamos que o FC Porto ia entrar forte na segunda parte, mas não conseguimos parar isso. Mas de modo geral estou satisfeito com o que os meus jogadores fizeram, sabendo que estávamos a defrontar uma grande equipa que atravessa um bom momento», afirmou Paulo Pereira, em declarações ao Porto Canal.

«Mostrámos que somos uma grande equipa e estou muito satisfeito. O objetivo no campeonato era estar entre o quinto e o sétimo lugares, o que para já está a ser conseguido. Mas o nosso grande objetivo da época joga-se no próximo fim de semana. Queremos fazer uma grande Taça CERS e se conseguirmos o tri será excelente. Demonstrámos aqui que estamos a trabalhar bem para tentarmos ser felizes e conseguirmos o tri na Taça CERS», completou.>

Foto±Fonte: Zerozero.pt

pedronunes2 new

<Pedro Nunes, treinador do Benfica, gostou da exibição dos encarnados na receção ao Paço de Arcos e elogiou a postura da sua equipa pela forma como conseguiu chegar à goleada de 10x0, após ter sido eliminada no último fim de semana da Taça de Portugal pelo FC Porto.

«Importa realçar que tinha de haver uma reação do Benfica. Exigia-se uma vitória e preparámos o jogo durante a semana nesse sentido. Acho que as duas partes não foram muito distintas. O Benfica na primeira parte encontrou um Paço de Arcos mais organizado, mas o Benfica foi uma equipa que nunca se descaracterizou e isso foi provocando desgaste e aproveitámos na segunda parte», afirmou o treinador das águias, em declarações à BTV.

«O segundo golo foi determinante para dar-nos mais alguma tranquilidade. Esta equipa depois de uma adversidade sabe reagir e podem contar com ela», acrescentou, deixando ainda um recado sobre o que é preciso o Benfica ter nos jogos que faltam disputar esta temporada.

«Temos de estar bem mentalmente nos jogos que faltam porque só assim conseguimos ser iguais a nós próprios e se formos iguais a nós próprios, podemos ganhar seja a quem for», finalizou.>

Foto: SL Benfica ± Fonte: Zerozero.pt

29594863 821724341352551 2817244752363292630 n

<Na estreia de Renato Garrido (sucessor de Tó Neves), curiosamente frente à sua antiga equipa, onde André Azevedo iniciou carreira de treinador), a Oliveirense voltou às vitórias num jogo de grande equilíbrio.

Jordi Bargalló iniciou a marcha do marcador, numa primeira parte entretida e na qual o empate acabou por acontecer por António Silva, já depois de Emanuel García ter desperdiçado um livre direto.

No segundo tempo foi a Juventude a equipa que melhor entrou, fez o 1x2 por Nélson Pereira e ampliou para 1x3 por Emanuel García, que à segunda não falhou no frente a frente com Xavier Puigbi.

A apreensão no Dr. Salvador Machado voltou, mas a equipa da casa conseguiu reagrupar-se e acima de tudo ser certeira nas bolas paradas. Ricardo Barreiros reduziu de penálti, a três minutos do fim o espanhol Josep Selva empatou o jogo e, tal como a abrir, também a fechar Jordi Bargalló marcou de penálti e assegurou três pontos que, mais do que pela classificação, deram uma nova injeção de confiança à equipa.>

Foto: Facebook UD Oliveirense ± Fonte: Zerozero.pt

festejo new

Veja aqui o resumo do jogo da 21.ª Jornada do Campeonato Nacional da 1.ª Divisão em que o SL Benfica recebeu e venceu o CD Paço de Arcos por 10-0. 

Resumo

Fonte: Youtube Information Glorious ± Foto: SL Benfica 

festejo new

<A equipa de hóquei em patins foi a mais forte na pista do Pavilhão Fidelidade, em jogo da 21.ª jornada do Campeonato Nacional.

A equipa de Hóquei em Patins do Benfica recebeu e venceu, este sábado, no Pavilhão Fidelidade, o Paço de Arcos, por 10-0, em partida referente à 21.ª ronda do Campeonato Nacional.

A jogar em casa e com o mote de que era imperioso regressar às vitórias, o Benfica entrou em pista com uma circulação rápida de bola na meia pista do Paço de Arcos. Só o guarda-redes Diogo Rodrigues evitou que o resultado ao intervalo não se avolumasse mais do que o 1-0.

O guardião do Paço de Arcos fez um punhado de defesas e foi negando golos atrás de golos. Ainda assim, aos 13’ nada pôde fazer para evitar o remate certeiro de João Rodrigues. O avançado marcou uma grande penalidade que Diogo Rodrigues defendeu, mas na sequência do lance, o camisola 9 fez o 1-0.

Na segunda parte, com menos soluções no banco de suplentes, o Paço de Arcos cedeu em termos físicos e aproveitaram as águias para marcarem golos em catadupa. O 2-0 apareceu aos 29’ por intermédio de João Rodrigues, que finalizou um excelente passe de Diogo Rafael.

Volvidos poucos minutos, o resultado começou a ganhar contornos de goleada com os tentos de Nicolía e de Valter Neves aos 35’ e aos 36’, respetivamente. À passagem dos 41’, Miguel Rocha fez dois golos de rajada e colocou o marcador no Pavilhão Fidelidade em 6-0. No minuto seguinte, Valter Neves aumentou para 7-0 ao aproveitar da melhor forma uma picadinha de Adroher. Aos 43’ foi a vez de o espanhol juntar o seu nome à lista de marcadores com um brilhante gesto técnico.

Perto do fim da partida houve mais dois golos. Aos 48’, Miguel Rocha completou o hat-trick e aos 50’, de livre direto, Adroher fechou a contagem em 10-0.

Ao cabo de 20 jogos realizados, o Benfica soma 54 pontos. No feriado, dia 25 de abril, há acerto de calendário com o HC Braga.>

Foto±Fonte: SL Benfica - Texto: Marco Rebelo - Fotos: Isabel Cutileiro / SL Benfica

MB 20180421 2Perante uma AA Coimbra que ainda não tinha perdido para o campeonato com qualquer equipa do Minho, à exceção a derrota em casa para a Taça de Portugal, precisamente frente ao Riba d'Ave, a equipa de Hugo Azevedo conseguiu superar todas as dificuldades impostas pelos estudantes, garantindo mais três pontos, vencendo por 5-3.


Assumindo o estatuto de líder da prova, o Riba d'Ave inaugurou o marcador aos 8' por Daniel Pinheiro.
A AA Coimbra considerada a sensação do nacional da segunda divisão, zona norte, chegou ao empate antes do intervalo aos 17' por intermédio de Alexandre Santos.
Os minhotos podiam ter chegado à vantagem mas desperdiçaram dois livres diretos por João Abreu e Bruno Serôdio.

Na segunda parte a equipa de Coimbra conseguiu estar a vencer aos 11' por 3-1 com golos de Alexandre Santos e Fábio Vieira.
No entanto o Riba d'Ave carregou e um bis de Hugo Azevedo fez a igualdade a três bolas.
Aos 16' Raul Meca conseguiu voltar a por o Riba d'Ave na liderança do resultado por 4-3.
No minuto seguinte Hugo Azevedo obteve o 5-3, resultado que não sofreu mais alteração ate ao fim.

Com o triunfo, o Riba d'Ave mantêm a liderança da prova, somando agora cinquenta e seis pontos.
Apesar da derrota, a AA Coimbra que recorde-se subiu este ano ao segundo escalão continua a espreitar o segundo lugar tendo quarenta e quatro pontos.
Na próxima jornada o Riba d'Ave joga em Ponte de Lima e a AA Coimbra recebe a AA Espinho.

Antes do inicio do jogo foi respeitado um minuto de silencio pelo falecimento de Manuel Vieira dos Santos, sócio fundador do Riba d'Ave.

Foto: José Gomes/Hoquei Minhoto

GuillemcAbeasdasdsa

No final da partida o técnico Guillem Cabestany elogiou o comportamento dos seus jogadores frente a uma boa equipa, salientando o período inaugural do segundo tempo como chave para um triunfo difícil: “Acho que não entrámos mal no jogo. Criámos situações para ter um resultado melhor na primeira parte. Eles são uma boa equipa e sabem jogar este tipo de jogos, de muita confusão e ambiente quente. No segundo tempo começámos tudo de novo. Voltámos a jogar hóquei e entrámos ainda melhor do que na primeira parte. Hoje fomos para o balneário, refletimos e entrámos da melhor forma no segundo tempo. Tem sido assim nos últimos meses. Reagimos com mais cabeça e com menos coração”, disse.

Foto: Jornal "O Jogo" |fonte: FC Porto