a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

“A dificuldade era ...

sábado , Nov. 26 2022
20

Paulo Almeida- “A equipa ...

sábado , Nov. 26 2022
9

CNF- Dérbi de sentido ...

sábado , Nov. 26 2022
10

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62734

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31536

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25582

Equipa feminina do SL ...

quarta , Ago. 29 2018
1358

CNF- Benfica vence e ...

sábado , Abr. 06 2019
1006

C Infante de Sagres ...

terça , Set. 15 2015
2032

6 10Massagista Inícial

OCBarcelos CercedaNo primeiro jogo do Torneio EUROCIDADE o Óquei de Barcelos defrontou a formação espanhola do Cerceda e perdeu por 4-2

O desperdício na concretização do OC Barcelos foi determinante para que fosse afastado da final.
Falhar três livres directos e três grande penalidade foram fatais.

Numa partida muito vivo e bastante agressiva o Cerceda adiantou-se no marcador aos 4' Juan Fariza.
Perante a enorme entrega das duas equipas as faltas começaram a aparecer.
Numa dessas situações o Cerceda cometeu a sua 10ª falta aos 20', tendo Miguel Vieirinha desperdiçado o livre direto.
No entanto antes do descanso o empate surgiu por intermédio de Pedro Mendes.
Se a primeira parte foi foi agressiva, a segunda ainda mais "rasgadinha " com muitas faltas e cartões azuis.
Logo aos 2' o Cerceda falhou um livre directo por Pablo Fernandes pela 10ª falta do OC Barcelos.
Aos 5' Hugo Costa e Juan fariza travaram-se de razões e viram cada o cartão azul.
O OC Barcelos procurou ganhar vantagem nas Zé Pedro aos 8' falhou um livre direto pela 15ª falta da equipa espanhola.
Quem não marca acaba por sofrer e um minuto depois o Cerceda apontou dois golos, primeiro por Juan Manuel Grasas e  depois por Martin Payero.
Sem nunca desistir os barcelenses pecavam na finalização como aconteceu aos 10' por Pedro Mendes e aos 14' por João Candeias que nao aproveitaram a situação de grande penalidade e aos 15 por Miguel Vieirinha de livre direto.
A jogar com mais um jogador o OC Barcelos tentou, tentou mas nao aproveitou a superioridade numérica dentro da pista.
Depois de muito tentar e falhar os minhotos finalmente conseguiram marcar por Miguel Vieirinha aos 19', relançando por completo o encontro.
Um minuto depois o Cerceda voltou a colocar dois golos de vantagem de livre directo por Martin Payero a castigar a 15ª falta minhota.
Ate ao fim o resultado nao sofreu mais alteração.