a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

3.ª Zona B- “Os Águias” ...

segunda , Out. 19 2020
95

3.ª Zona A- Fânzeres ...

segunda , Out. 19 2020
45

2.ª Sul- Murches soma ...

segunda , Out. 19 2020
48

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
59518

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
27404

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
21816

1.ª D- Turquel de volta ...

segunda , Mar. 26 2018
793

Moçambique já pensa no ...

quinta , Set. 14 2017
990

1.ª Div: UD Oliveirense ...

domingo , Fev. 26 2017
1579

Cursos Grupos 2

hcs-ufe

HC Santiago – União FE 9-4

O HC Santiago foi um dos “Tomba-Gigantes” da segunda eliminatória da Taça de Portugal.
A militar na terceira divisão-Sul onde ocupa a 6.ª posição da tabela classificativa, a equipa de Gonçalo Silva, surpreendeu o conjunto que viajou da “Cidade dos Comboios”, da segunda divisão, ao vencer por esclarecedores 9-4.
Favoritismo à partida para o conjunto do União FE, mas em campo durante os cinquenta minutos de jogo a equipa do HC Santiago a deixar “estupefactos” só aqueles que não tiveram oportunidade de ver o encontro.
A ter maior domínio de bola a equipa unionista acabou surpreendida pela equipa da casa que chegou ao 3-0. O União respondeu, chega ao empate, mas a equipa do Santiago ainda antes do intervalo faz o 4-3, resultado com que as equipas recolheram para o descanso.
Na segunda metade, voltou a ser a formação unionista a ter as despesas do jogo, perante uma conjunto que defendia bem e procurava no contra ataque surpreender a defesa do União FE. Foi neste jogo do gato e do rato, que se definiu o desfecho da partida.
O União FE criou oportunidades, que foram sendo desperdiçadas, e teve pela frente um conjunto pragmático, que sem nada a perder, apostou certo, e quase sempre bem para vencer este confronto entre equipas com realidades diferentes.
Pelo HC Santiago marcaram Luís Delgado (3), Fábio Jorge e Fábio Santos com dois golos cada, João Rodrigues e Ricardo Matias cada um com um golo apontado. Do lado do União David Vieira, Rui Alves, Pedro Brazete e Tiago Pereira foram os marcadores, insuficientes para seguirem em frente na Taça de Portugal.