a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Braga e Valongo com ...

sábado , Out. 01 2022
3

Nomeações de 1 a 4 de ...

sexta , Set. 30 2022
17

“temos de estar na nossa ...

sexta , Set. 30 2022
9

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62448

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
31354

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25389

Conheça os números e ...

sexta , Jun. 12 2015
1948

Agenda e Nomeações de 25 ...

sexta , maio 25 2018
1435

1.ª D- Girão negou a ...

terça , Out. 22 2019
1613

1 9 Cabeleireiro unissexo 3 Outubro

P1035959

União FE – HC Sintra 6-4

O “Albano Mateus” pôde finalmente sorrir com o triunfo da equipa de Pedro Nobre, que bateu o HC Sintra por 6-4. Desde 1 de Novembro (dia em que venceu o GD Sesimbra por 6-2, referente à 7.ª jornada) que a formação unionista não sabia o que era vencer. Dois empates e quatro derrotas era o pecúlio da formação da Cidade do Entroncamento até este sábado.
Entrou melhor o conjunto da casa que cedo inaugurou o marcador por Rui Alves. David Vieira aumentaria para 2-0 à passagem do minuto oito. Foi uma fase ascendente da equipa unionista bem aproveitada pelos avançados da formação local. Mas até ao intervalo o Sintra equilibrou e acabou mesmo por agarrar no jogo, conseguindo o volte face no marcador. Fábio Quintino por duas vezes e Diogo Carrilho puseram a equipa sintrense a vencer por – quando a dupla de arbitragem, que viajou de Aveiro apitou par ao intervalo. O resultado espelhava quase fielmente o que se passara em rinque.
A segunda metade seria diferente para melhor para o conjunto unionista que aos tres minutos viu João Mendes empatar a partida num desvio subtil a trair Pedro Soares.
Embalados pelo golo, a formação ribatejana colocou-se novamente na frente dpo marcador aos nove minutos com João Mendes a bisar e a fazer o 4-3. Mais incisiva e a querer mandar no jogo a formação unionista foi quase sempre mais perigosa perante um Sintra que não baixou os braços mas não tinha argumentos para enganar Ricardo Correia.Com doze minutos decorridos Carlos Fonseca faz o 5-3 na transformação de um LD a castigar um CA mostrado a Diogo Carrilho e o mesmo jogador só não aumenta a vantagem tres minutos depois, novamente de LD (desta feita a penalizar a 10.ª falta do Sintra) porque desta feita Pedro Soares adivinhou o lance. Mas Carlos Fonseca estava de stick quente e a seis minutos do final aumentou para 6-3 dando seguimento a uma jogada de ataque iniciada por Rui Alves.
O Sintra ainda reduziu a pouco mais de quatro minutos do final da partida por intermédio de Mauro Teixeira que não desperdiçou o LD a castigar a 10.ª falta do União FE.
Até final mais algumas oportunidades para ambos os lados mas o resultado já não se alteraria.
Triunfo justo do conjunto unionista numa partida nem sempre bem jogada mas que valeu pela entrega dos jogadores das duas equipas.

Pavilhão “Albano Mateus”- Entroncamento

Árbitros: Nuno Lucas e Rui Azevedo (Aveiro)

União FE: Ricardo Correia (gr), Rui Alves (1), David Vieira (1), Nuno Nobre, Carlos Fonseca (2); Tiago Pereira, Bruno Pereira, João Mendes (2), Pedro Brazete e Ricardo Rosa (gr)
Treinador: Pedro Nobre

HC Sintra: Pedro Soares (gr), João Ferreira, Diogo Carrilho (1), Paulo Dias, Fábio Quintino (2); Ricardo Viegas, Diogo Lourenço, Tiago Pedro, Mauro Teixeira (1) e Pedro David (gr)
Treinador: Rui Vieira