a c e b o o k
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Hot
  • Top
  • Outras

Reinaldo Garcia após o ...

sábado , Jul. 02 2022
27

Paulo Almeida- “Elas não ...

sábado , Jul. 02 2022
16

Águias garantem final ...

sábado , Jul. 02 2022
14

Hóquei fica mais pobre

segunda , Jul. 30 2018
62097

Patinagem reconhecida ...

segunda , Nov. 09 2015
30891

CM Feminino- Portugal ...

sábado , Out. 01 2016
25044

Alejandro Dominguez- “ é ...

sexta , Jan. 25 2019
1094

2.ª D- Zona Sul- AE ...

terça , Fev. 28 2017
1269

António Cruz (Juv. ...

sexta , Nov. 25 2016
1587

massagista inicial

CDB CPBeja 1

CD Boliqueime – CP Beja 5-4

Numa das partidas mais interessantes da sétima jornada da zona sul da 3.ª divisão Boliqueime e beja proporcionaram um jogo intenso, emotivo e que teve a incerteza do resultado até final. Triunfo da formação algarvia que teve uma segunda parte em grande evidência e que acabaria por ser decisiva no triunfo sobre a formação alentejana.
Entrada mais forte da equipa do Beja que dominou nos primeiros minutos e seria premiada com um golo da autoria de Pedro Pereira logo ao segundo minuto, dando ainda mias confiança ao conjunto de Mané Castilho. Um golo que poderia ter abanado a confiança dos algarvios, mas isso não aconteceu. Embora jogado com uma toada lenta a resposta demorou apenas alguns minutos com Hugo Silva a empatar, estavam decorridos seis minutos de jogo. Este golo deu alento à formação de António Ramos que equilibrou a partida, mas foi novamente o Beja a ganhar vantagem por intermédio de Nelson Faísco aos 12 minutos. A resposta foi célere com Pedro Silva a colocar novamente o empate, agora a duas bolas, no marcador. O jogo estava aberto e foi mais uma vez a formação forasteira a marcar, desta feita por Miguel Guerreiro mas ainda antes do intervalo a equipa algarvia voltava a empatar, com Hugo Silva a marcar o seu segundo golo.
O segundo tempo prometia e a equipa do Boliqueime assumiu de forma gradual as despesas do jogo. Mais velocidade, mais posse de bola e com isso o perigo a começar a rondar com mais frequência o ultimo reduto do Beja.
Hugo Silva que estava em dia sim voltou a “facturar” marcando o 4-3 e o terceiro da sua conta pessoal, e colocando pela primeira vez na partida a formação algarvia na frente do marcador.
O Beja dois minutos ao golo sofrido tem oportunidade soberana para empatar mas Filipe Paulino desperdiça um LD a castigar um cartão azul mostrado a Pedro Silva.
Não marcou o Beja, marcaria a equipa algarvia, por intermédio de Rafael Miguel ao minuto 15 deste segundo período.
O Beja mesmo sendo dominado a espaços conseguiria reduzir, estavam decorridos 17 minutos de jogo, com Filipe Bernardino a não perdoar na cara do guardião algarvio.
Até final, pese a vontade do Beja chegar ao empate, sobressaiu a maturidade defensiva da equipa do Boliqueime, salvaguardando-se de alguma surpresa soube gerir de forma inteligente a posse de bola e garantir este triunfo tangencial, mas importante para as contas do campeonato.
Com este triunfo a formação do Boliqueime subiu ao 3.º lugar, agora com 15 pontos, os mesmos que o CP Beja e HC Vasco Gama.

Fonte / Foto- CD Boliqueime

Resultados / Classificação Geral

workshops para rodapé Noticias ExtensãodeSobrancelha